Diferenças entre o gato Norueguês da Floresta e o Maine Coon

Vamos falar de duas raças de gatos muito semelhantes à primeira vista, mas com algumas diferenças: o gato Norueguês da Floresta e o Maine Coon.
Diferenças entre o gato Norueguês da Floresta e o Maine Coon

Última atualização: 27 Dezembro, 2020

Dentre o grande número de raças de gatos que existem atualmente, talvez as que mais se destaquem sejam as de grande porte e pelo denso. Dois exemplos muito característicos são o gato Norueguês da Floresta e o Maine Coon. Suas características físicas são tão semelhantes que podem nos confundir, mas, neste artigo, vamos mostrar alguns detalhes para aprender a diferenciá-los.

Suas origens diversas

Uma das primeiras diferenças entre o gato Norueguês da Floresta e o Maine Coon é a sua origem e história.

O gato Norueguês da Floresta tem uma longa história que remonta a cerca de 4000 anos atrás, na antiga Escandinávia. Acredita-se que eles fossem usados pelos vikings para ‘controlar’ a população de roedores em suas aldeias, e é provável que o povo viking seja responsável por sua expansão para o restante da Europa.

A origem do Maine Coon é mais difusa. Embora se saiba que ele vive em solo americano há centenas de anos, o que não está claro é como ele chegou até lá. Uma das teorias mais difundidas o relaciona precisamente com o gato Norueguês da Floresta. E, portanto, seria por esse motivo que eles têm algumas semelhanças morfológicas.

Outra teoria, menos plausível biologicamente, associa esses gatos aos guaxinins. Seja como for, o Maine Coon continua a gozar de popularidade como gato doméstico.

Características do gato norueguês da floresta e do Maine Coon

Conforme já mencionamos, essas duas raças podem ter características muito semelhantes entre si. Contudo, há uma série de características e fatores que nos permitem diferenciá-los sem muita dificuldade.

Diferenças entre o gato norueguês da floresta e o Maine Coon

Uma delas é o tamanho geral, já que o Maine Coon tende a ser um pouco maior, com um corpo musculoso e proeminente. Sua cabeça também é diferente: o gato Norueguês da Floresta tem uma cabeça triangular, enquanto a do Maine Coon é mais quadrada e um pouco côncava.

Seus olhos também nos ajudam a diferenciá-los: embora o tamanho dos olhos de ambos seja grande, os do Maine Coon são ligeiramente ovalados, enquanto os do Norueguês da Floresta são amendoados e abertos.

A pelagem e o manto de ambas as raças são semelhantes, uma vez que esses gatos são adaptados a climas frios e baixas temperaturas. No entanto, há algumas peculiaridades. O gato Norueguês da Floresta tem a particularidade de apresentar um manto semilongo, com uma camada de subpelo de aspecto lanoso que não está presente no Maine Coon.

Gatos com temperamentos semelhantes?

Entramos em uma área um tanto difusa, pois embora o temperamento dos gatos geralmente seja determinado pela raça, é verdade que cada animal tem as suas próprias características. De forma geral, é possível dizer que o gato Norueguês da Floresta demora mais tempo para atingir a maturidade.

Diferenças entre o gato norueguês da floresta e o Maine Coon
Gato Norueguês da Floresta em um tronco.

Se tivermos um deles em casa, devemos saber que o Maine Coon é um animal mais sociável e que se adapta muito melhor que o Norueguês da Floresta. O temperamento independente do gato Norueguês da Floresta, no entanto, não o impede de desfrutar da companhia humana, sobretudo das crianças.

Quando se trata de atividade física, ambas as raças são bastante ativas, mas o gato Norueguês da Floresta prefere a vida ao ar livre, onde pode escalar e caçar. Ainda assim, conforme já dissemos, esse comportamento varia entre um exemplar e outro. Se você está pensando em ter um deles em casa, saiba que os dois são excelentes companheiros.

Pode interessar a você...
O gato norueguês da floresta, um animal pouco conhecido
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
O gato norueguês da floresta, um animal pouco conhecido

Apesar de sua notável beleza, o gato norueguês da floresta continua sendo uma raça felina pouco conhecida fora da região da Escandinávia.



  • Furstinger, Nancy (2005). Norwegian Forest Cats. Edina, Minnesota: Abdo Publishing. p. 6
  • Hayman, Tracey K. (2001). Maine Coon Cat. Dorking, England: Interpret Publishing.