Doenças comuns em cachorros perigosas para os seres humanos

agosto 13, 2019
Qualquer pessoa que tenha visto o seu cachorro passar por um episódio de diarreia ou resfriado provavelmente já se perguntou se também corria o risco de adoecer.

Há várias doenças comuns em cachorros que você pode contrair e que são conhecidas como zoonoses. A palavra zoonose é usada para designar qualquer doença transmitida dos animais para os seres humanos. O exemplo mais conhecido e mais temido de uma zoonose é a raiva.

Embora seja possível contrair doenças dos cachorros, as chances são pequenas. Dito isso, o risco de contrair uma zoonose aumenta se você tiver um sistema imunológico comprometido devido a uma condição médica ou doença pré-existente.

Exemplos disso são as pessoas infectadas com HIV ou AIDS, as mulheres grávidas, os pacientes tratados com quimioterapia e as pessoas idosas.

Da mesma forma, as pessoas com doenças crônicas ou com deficiência congênita do sistema imunológico, e aquelas que receberam transplantes de órgãos ou de medula óssea, também são mais suscetíveis ao contágio.

As doenças mais comuns e perigosas em cachorros

Capnocytophaga canimorsus

Esta bactéria vive na saliva de gatos e cães. Embora infecções humanas sejam extremamente raras, quando a C. canimorsus infecta seres humanos, ela pode ser fatal.

Ela é transmitida através de mordidas e arranhões. Os sintomas podem incluir o envenenamento do sangue, dificuldades respiratórias e a meningite.

Campylobacter jejuni

É uma das causas mais comuns de intoxicação alimentar. Embora geralmente seja transmitida através da carne mal cozida, esta bactéria também está presente nas fezes de gatos e cães, e pode contaminar os seres humanos.

Brucella canis

A brucelose canina é transmitida por uma bactéria que provoca abortos involuntários e filhotes natimortos em cães. Ela é transmitida através das secreções vaginais, da urina e, potencialmente, da saliva.

Em humanos, pode causar febre, fadiga e perda de peso, bem como inflamação do fígado, baço e gânglios linfáticos.

Cachorro doente na cama

Leptospira interrogans

Esta bactéria em forma de espiral, encontrada na urina de vários animais de estimação, pode atravessar a pele até atingir a corrente sanguínea. A partir daí, ela causa febre, vômito e diarreia.

Se não for tratada, a infecção em humanos pode causar danos nos rins, meningite, insuficiência hepática e até mesmo a morte.

Dermatofitose canina

É uma das doenças comuns em cachorros que atacam a superfície da pele, incluindo os folículos pilosos e, às vezes, as unhas do cão. É causada por um fungo, é muito contagiosa e de rápida reprodução.

Salmonelose

Esta bactéria provoca distúrbios como letargia, gastroenterite, vômitos, abortos espontâneos e septicemia. Donos de cães diagnosticados com salmonelose devem ser separados dos seus animais de estimação durante a fase aguda da doença.

Giardia

É um parasita intestinal de reprodução rápida. Em geral, é assintomática, portanto seu cachorro pode estar infectado e transmiti-la a outros cães e seres humanos sem que ninguém note.

Seu principal sintoma é a diarreia, mas ela não é frequente, já que acontece em alguns dias mas em muitos outros não. Isso dificulta a detecção da doença.

Sarna

Também conhecida como escabiose canina, é causada por um ácaro presente na poeira ou na vegetação. Eles se alimentam das células epiteliais na pele do hospedeiro. É uma das doenças comuns em cães mais facilmente transmitidas aos seres humanos.

Se faço parte do grupo de risco, devo doar o meu cachorro?

Não! Isso só significa que você deve ser muito cauteloso com o seu animal de estimação. Além disso, há muitos estudos que mostram que os benefícios de ter um animal de estimação, especialmente quando se sofre de doenças crônicas, são imensuráveis.

Na verdade, às vezes os médicos recomendam animais de estimação para os seus pacientes doentes.

Prevenção contra as doenças comuns em cachorros

Várias medidas podem ser tomadas para garantir a sua segurança, incluindo o monitoramento regular para detectar sinais de doenças no cachorro.

Algumas práticas higiênicas básicas, tais como lavar as mãos após tocar o animal de estimação e evitar o contato direto com a urina ou as fezes do seu cachorro, são ações prudentes que você deve considerar.

Prevenção contra as doenças mais comuns em cachorros

A melhor maneira de reduzir ou eliminar o risco de contrair doenças do seu cachorro é manter bons hábitos de higiene e ter bom senso. Aqui estão algumas sugestões mais específicas:

  • Certifique-se de que as doenças do cachorro sejam tratadas a tempo. Não deixe de visitar o veterinário se o seu cachorro apresentar sinais de desconforto ou condições anormais. Se o seu cão estiver doente, lave as mãos depois de tocá-lo.
  • Mantenha o seu cachorro limpo! Dê banho regularmente. Ao fazer isso, examine-o atentamente quanto a sinais de doença, especialmente lesões na pele e erupções cutâneas.
  • Dê vermífugos ao seu cachorro. Os vermífugos de amplo espectro podem prevenir vermes intestinais e outros parasitas.
  • Evite tocar nas fezes do seu cachorro quando sair para passear; use luvas ou um saquinho para pegá-las e descartá-las imediatamente.
  • Dê aos seus animais de estimação pratos e tigelas de água separados.
  • Lave a roupa de cama do seu animal de estimação frequentemente.
  • Use produtos preventivos contra pulgas e carrapatos regularmente.
  • Lave as mordidas e arranhões imediatamente.
  • Mantenha o seu animal de estimação dentro de casa e não deixe que ele coma lixo ou beba água do vaso sanitário.

Manter o seu animal de estimação saudável também ajudará a manter a sua família distante das doenças mais comuns em cães. Está nas suas mãos permanecer atento e aplicar as dicas básicas que acabamos de compartilhar.

  • https://www.caringforkids.cps.ca/handouts/healthy_pets_healthy_people
  • https://theconversation.com/five-diseases-you-can-catch-from-pets-93213
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5319273/