Doenças comuns do golden retriever

Os golden retrievers são propensos a algumas doenças com mais frequência. Saber quais são elas nos permite estar atentos a quaisquer sinais incomuns em nosso animal de estimação.
Doenças comuns do golden retriever

Última atualização: 21 abril, 2022

O golden retriever é uma raça de cachorro adorável e alegre. É um cão grande e, por sua vez, é inteligente, fiel, enérgico e geralmente de boa saúde. No entanto, não está isento de apresentar determinadas condições. Por isso, é útil saber quais são as doenças mais comuns do golden retriever.

Essa raça tem uma expectativa de vida de até 12 anos. No entanto, certos distúrbios hereditários podem afetar sua saúde, bem como outros problemas aos quais são mais propensos. Confira nas linhas a seguir todos os detalhes das doenças frequentes para ter uma ideia melhor dos cuidados preventivos e dos sintomas que você deve conhecer em seu amado animal de estimação.

Quais são as doenças mais comuns do golden retriever?

Esses cães são robustos e resistentes, com cerca de 51 a 61 centímetros de altura (na cernelha) e entre 27 e 37 quilos de peso. Eles geralmente estão em boa saúde. No entanto, suas doenças mais frequentes são hereditárias, ou seja, são transmitidas aos descendentes. Vejamos as principais doenças dessa raça:

Displasia do quadril

Também é conhecida pelo nome de displasia coxofemoral, pois ocorre na articulação do quadril, ou seja, aquela que une os ossos da pelve e o fêmur (o da coxa). Ocorre como uma conformação anormal e instável da referida articulação. Isso leva à degeneração, produzindo grande dor e inflamação. Além disso, em casos graves, impossibilita o uso dos membros posteriores.

Essa doença não afeta apenas os golden retrievers, mas também muitos outros cães do mundo. No entanto, ocorre mais frequentemente em raças grandes. Suas causas são múltiplas, pois apesar de ser uma condição genética, outros fatores, como dieta e taxa de crescimento, também a influenciam.

A primeira fase da displasia do quadril é assintomática. Os tratamentos são variados, de acordo com o grau de afecção e a idade, incluindo desde mudanças na dieta até procedimentos cirúrgicos preventivos (de degeneração articular) e paliativos ou atenuantes.

Endogamia em um golden retriever.
Um golden retriever.

Displasia do cotovelo no golden retriever

Assim como a displasia do quadril, há uma malformação da articulação, nesse caso do cotovelo. Também tem múltiplas causas (genética, alimentar, crescimento). Manifesta-se desde cedo, geralmente entre 4 e 7 meses. Os sinais incluem dor, inchaço, diminuição do movimento, claudicação, que piora com o tempo.

Quando ambos os cotovelos são afetados, o cão não quer se exercitar nem andar. Devemos estar muito atentos ao que está acontecendo, pois assim que notarmos algo anormal, devemos levar o animal a um veterinário para um diagnóstico oportuno. Os tratamentos incluem métodos conservadores (como medicamentos, dieta, imobilização de membros) e cirúrgicos.

Doenças oculares comuns do golden retriever

Existem algumas condições oculares que podem ocorrer com frequência nessa raça de cães. Entre elas temos:

  • Cataratas: afetam o cristalino do olho (estrutura transparente que permite o foco), tornando-o opaco. Isso causa perda de visão e, em algumas circunstâncias, cegueira total. Suas causas são diversas (inflamações, lesões ou doenças). No entanto, a maioria é hereditária. Pode ser detectada em uma idade precoce.
  • Atrofia progressiva da retina: é outra das doenças comuns nessa raça. É uma doença hereditária, que gera deterioração na área fotossensível do olho. Portanto, há uma perda de visão, que ocorre gradualmente. É normal que no início os cães deixem de enxergar bem em locais com pouca luz e depois isso aconteça em locais com claridade, ou seja, durante o dia.

A melhor maneira de diagnosticar essas condições a tempo é com visitas regulares ao veterinário, assim saberemos que tudo está indo bem com nosso animal de estimação.

Doenças de pele

Essa raça é propensa a doenças alérgicas da pele. Às vezes, eles não mostram sinais óbvios devido à sua pelagem abundante. No entanto, áreas avermelhadas do corpo podem ser observadas (principalmente axilas, virilha, entre outras). O cão também apresenta lambidas excessivas ou frequentes em áreas como as pernas, o abdômen ou os quartos traseiros.

As alergias são causadas por vários agentes: parasitas externos (incluindo pulgas), alimentos, clima, alguns produtos ou o meio ambiente. Podem apresentar-se desde cedo. É comum que o quadro alérgico piore com infecções de ouvido ou infecções bacterianas da pele.

É preciso estar muito atento e ir ao veterinário para oferecer um tratamento adequado. Desta forma, evitam-se complicações e mantém-se o bem-estar do nosso cão.

Câncer

Outras doenças comuns dos golden retrievers são os cânceres. Esse tipo de doença tem alta prevalência, pois acomete mais da metade da raça. O hemangiossarcoma é o mais frequente e se origina no endotélio vascular.

O hemangiossarcoma é mais prevalente em machos mais velhos. Seus sinais são variados: fraqueza, gengivas pálidas, aumento da frequência cardíaca e respiratória, perda de peso, falta de apetite. Os sintomas podem variar de acordo com a localização do tumor.

A terapia animal oferece vários benefícios.

Doenças cardíacas comuns do golden retriever

A estenose aórtica subvalvar predomina entre as condições desse tipo. Afeta o fluxo de sangue para a aorta, pois é caracterizada por um estreitamento da válvula, na via de saída do coração, no ventrículo esquerdo. Também é conhecida como coração hereditário ou doença cardíaca.

Pode estar presente desde o nascimento ou não. Alguns cães não apresentam sinais visíveis da doença, em outros há fadiga, intolerância ao exercício e dificuldades respiratórias. Também pode ser fatal e causar morte súbita. É detectada através de um check-up de rotina, por isso a importância das visitas ao veterinário.

As doenças mencionadas do golden retriever não são as únicas que nosso cão pode apresentar. O ideal é oferecer a ele os cuidados necessários para que goze de boa saúde. Assim, é necessário agendar visitas ao veterinário para estabelecer check-ups regulares e colocar as vacinas em dia. As melhores armas contra essas condições são o diagnóstico precoce e o tratamento oportuno por um especialista.

Pode interessar a você...
Goldendoodle: tudo sobre essa raça
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Goldendoodle: tudo sobre essa raça

O goldendoodle, uma mistura de poodle com golden retriever. É um vira-lata bem-humorado e inteligente que se dá bem com qualquer pessoa.



  • De la Cruz, N., Monreal, A., Carvajal, V., Barrón, C., Martínez, J., Zarate, A., Carmona, D., García, F., Merino, O., & Rangel, J. (2017). Frecuencia y caracterización de las principales neoplasias presentes en el perro doméstico en Tamaulipas (México). Revista Médica Veterinaria, 3, 53-71.
  • Durante, E., & Brusa, M. (1998). Algunos aspectos de la displasia del codo de los caninos. Analecta Veterinaria, 18(1/2), 59-70.
  • Kelawala, D., Patil, D., Parikh, P., Sheth, M., Joshi, C., & Reddy, B. (2017). Clinical studies on progressive retinal atrophy in 31 dogs. Iranian Journal of Veterinary Research, Shiraz University, 18(2), 119-123.
  • Sánchez, A. (2020). Displasia de caderas en perros. Centro Veterinario, 91, 6-21.