É possível educar seu gato? Saiba aqui!

· novembro 27, 2018

Embora os felinos apresentem um caráter independente, a verdade é que é possível educar seu gato se ele estiver saudável. Além disso, o treinamento torna-se mais fácil quando o felino ainda é filhote.

Educar o seu gato é perfeitamente possível. Apesar da reputação de serem ‘rudes’ ou ‘ingratos’, uma fama que eles carregam nas costas, é possível ensiná-los.

Na maioria das vezes, os comportamentos inadequados desses animais de estimação têm sua origem no tratamento que recebem de seus donos. Dessa forma, muitos donos podem estar cometendo erros sem perceberem.

A eterna comparação entre cães e gatos

Uma parte da ‘má fama’ que têm os gatinhos se deve  a comparações frequentes e injustas com os cães.

É verdade que ambos são mamíferos quadrúpedes e se adaptaram há séculos à vida doméstica ao lado dos humanos.

Mas diferenças de personalidade entre eles são evidentes.

Os cães são geneticamente criados para viver em grupo e respeitar uma ordem hierárquica rigorosa. Dessa forma, eles precisam de um líder para definir diretrizes e aprovar ou desaprovar cada ação.

Os gatos, por outro lado, são independentes e gostam de ficar sozinhos. No entanto, isso não significa que eles não gostem da vida doméstica, longe disso.

Adoram viver em casa e, além disso, apreciam e correspondem à atenção e carinho recebidos.

Essas diferenças entre as personalidades de cães e gatos não significam que sua educação e treinamento não sejam semelhantes.

Há técnicas educacionais muito semelhantes em ambos os casos, com as quais alcançamos nosso objetivo de um bom treinamento.

Treinar e educar

Educar o seu gato e treiná-lo são duas coisas diferentes. A primeira trata de ensinar os animais a ter bons hábitos e evitar maus hábitos, como rasgar móveis ou subir na mesa.

Com o treinamento, espera-se que o animal realize tarefas ou exercícios especiais. Por exemplo, coisas como dar a perna, saltar através de um arco ou até mesmo fingir de morto.

Gato dando a pata para o dono

Em ambos os casos, a chave é concentrar a atenção no positivo. Com isso, cada vez que o animal realizar uma tarefa ou se comportar da maneira desejada, receberá um prêmio.

O prêmio ou a recompensa que o gato receberá por seguir as instruções não precisa necessariamente ser comida. Gatinhos também gostam de receber carícias especiais e trabalhar para obtê-las.

Truques para educar o seu gato

Estes animais são muito inteligentes, embora também tenham uma personalidade forte. O fato de “saberem” que não devem fazer alguma coisa não significa que eles parem de fazê-la.

Quando querem a atenção de ‘seus humanos’, farão todo o necessário para obtê-la – inclusive, fazendo coisas que sabem que os donos não gostam.

Se você quer educar seu gato, um dos primeiros pontos a considerar é que, através de punições e penalidades, você não conseguirá nada.

Dessa forma, eles podem estabelecer um relacionamento negativo com aqueles que  tentarem corrigi-los, o que resultará em medo e afastamento.

Também deve ser considerado que são animais propensos a sofrer com o estresse. A violência física e verbal aumentará exponencialmente seus níveis de angústia.

Essas ações podem fazer com que os comportamentos que você deseja modificar sejam acentuados ainda mais.

É melhor educá-los desde filhotes

Quando os gatos recebem indicações claras do que se espera deles na fase de filhote é mais fácil manter um bom comportamento.

Gatinho

Quando uma família adota um gato pequeno, a primeira coisa a mostrar são gestos de amor e carinho.

A segunda é estabelecer os pontos onde ele pode obter comida e água, bem como o local onde sua caixinha de areia estará sempre.

Os filhotes aprendem muitas coisas através dos jogos. É importante educar o seu gato para ensiná-lo que suas garras não são para arranhar ou morder.

Para isso, só será necessário emitir sons e gestos de dor, e o animal entenderá que está fazendo mal.

Comida e descanso: elementos necessários

Para uma convivência saudável entre humanos e gatos, é essencial que os animais de estimação tenham todas as suas necessidades nutricionais cobertas.

Dessa forma, você pode evitar situações indesejáveis, como o animal mexendo no lixo em busca de algo para comer.

Também é importante que os felinos tenham espaços tranquilos onde possam dormir sem sobressaltos.

Em geral, escolhem suas áreas de descanso em lugares altos e arejados, de onde podem controlar visualmente seus ‘territórios’, sem que ninguém os incomode.