É uma boa ideia ter uma raposa como animal de estimação?

· setembro 6, 2018
No momento, sua posse é permitida, mas seu comércio e captura geralmente são ilegais. Os veterinários também não sabem muito sobre esse animal, por isso, tê-lo como pet é uma decisão arriscada.

A raposa-do-deserto (feneco) é um animal muito marcante, que nos apaixona à primeira vista. Certamente você já viu algum vídeo com elas nas redes sociais. Realmente, parecem animais adoráveis, mas não podemos nos esquecer de que é uma espécie selvagem. Portanto, neste artigo, nós iremos avaliar se é aconselhável ou não ter uma raposa como animal de estimação.

É legal ter uma raposa como animal de estimação?

Hoje é legal, e enfatizamos isso porque foi proposto em mais de uma ocasião incluí-la como uma espécie invasora, o que tornaria sua compra ou posse proibida. Embora atualmente permitida, a mudança legislativa é mais do que provável e deve nos fazer pensar se é uma boa ideia ter uma raposa como animal de estimação.

Embora algumas espécies selvagens, como iguanas e papagaios, possam viver em nossa casa, a verdade é que existem animais selvagens que não são feitos para viver em cativeiro.

Embora a posse seja legal, a verdade é que sua venda não é muito regularizada e, portanto, podemos acabar comprando um animal capturado ilegalmente no seu país de origem, o que é claramente imoral.

Por mais que garantam sua criação, é muito comum que elas venham ilegalmente da natureza e nós não saibamos, porque é relativamente barato capturar e transportar esta espécie. Portanto, podemos até estar cometendo um crime ao comprá-la, especialmente através da internet.

raposa-do-deserto, ou feneco

As noites desérticas do feneco

Uma das principais razões para não ter uma raposa como animal de estimação é o clima: suas orelhas, pele e fisiologia são adaptadas ao clima do deserto, às temperaturas extremas e à escassez de água. É por isso que ela sofre de problemas renais e termorregulação quando vivem como um animal de estimação em áreas como a Europa e os Estados Unidos .

Seu comportamento é outra razão pela qual a raposa feneco é um animal de estimação pouco recomendado: é um animal noturno e que, a princípio, não fica ativo nas mesmas horas em que estamos acordados.

A luz artificial e a mudança em seus ritmos circadianos deixam a raposa feneco propensa a doenças de condição hormonal, semelhante à doença adrenal do furão. Vale notar que os veterinários não sabem cuidar tão bem deste animal. Portanto, podemos ficar sem opções de tratamento caso nosso pet apresente problemas de saúde, causados ou não pela interrupção dos ritmos ligados à iluminação.

É uma boa ideia ter uma raposa como animal de estimação?

Em geral, os carnívoros dedicam a maior parte do tempo na natureza a explorar seu território em busca de presas. Portanto, quando tiramos a oportunidade de procurar e caçar sua própria comida, eles ficam entediados a maior parte do dia e costumam ter comportamentos estereotipados; algo que afetará o animal se tivermos uma raposa como animal de estimação.

Feneco

Embora o enriquecimento ambiental seja uma ferramenta para mitigar esses problemas, a verdade é que, em primeiro lugar, ele deve se basear em uma grande instalação com areia e rochas, na qual o animal possa fazer sua toca.

Além disso, deve ser aterrado no fundo para evitar que seja escavado, o que torna inviável a manutenção de uma raposa como animal de estimação por um indivíduo.

Vale notar também que, embora ela não tenha a possibilidade de caçar, o uso de presas mortas, como ratos, parece indispensável para o seu bem-estar. As implicações para o bem-estar e a saúde de lhes darmos apenas ração ainda são desconhecidas.

Em casas ou apartamentos, o feneco geralmente acaba entediado, e desconta esse tédio nos móveis e pode até se tornar agressivo. A raposa como animal de estimação pode ter uma experiência muito negativa quando vive com seres humanos, semelhante a outras espécies, como o suricato.

Por mais adorável que possa parecer, e não importa o quanto nos comprometamos a cuidar dela, a verdade é que é muito difícil para uma raposa como animal de estimação viver feliz. Em suma, apenas os profissionais ou centros especializados devem tê-la. Além disso, onde melhor ela fica é no deserto, o habitat natural desta espécie.