Efeitos da mudança climática nos ursos polares

A magnitude dos efeitos da mudança climática nos ursos polares ainda é desconhecida; mas a verdade é que cada vez mais vemos imagens de ursos famintos. Nesse cenário, os cientistas parecem estar certos de que isso poderá significar o fim dos ursos polares em um curto espaço de tempo.

O urso polar que comoveu o mundo

As últimas fotos de Cristina Mittermeier e Paul Nicklen, publicadas pela National Geographic, são apenas mais um retrato de ursos famintos, em áreas onde você mal consegue ver a neve. O urso polar precisa de muitas proteínas e gorduras animais para manter seu espesso corpo, que é o que lhe permite sobreviver no frio polar.

Alguns têm criticado os fotógrafos por não intervir, o que certamente acabou com a morte do animal. No entanto, eles insistem no perigo de se aproximar de um animal nesse estado e na impossibilidade de pedir ajuda. O melhor que puderam fazer foi filmar as imagens que nos permitem não esquecer este acontecimento terrível e que pode ser evitado.

Urso polar com filhote

Efeito da mudança climática nos ursos polares

Os ursos polares dependem muito das camadas de gelo que flutuam no oceano. Sem gelo, é muito difícil capturar qualquer foca ou leão-marinho, que são suas principais presas e que, cada vez mais, eles capturam com menos frequência. As focas são excelentes nadadoras e, para esses predadores, é impossível capturá-las se elas não estiverem deitadas placidamente sobre os plataformas de gelo.

Isso os força a viajar centenas de quilômetros em busca de comida, o que os aproxima das populações humanas. Esses animais são capazes de consumir cadáveres de baleias e outros cetáceos, e mesmo remexer o lixo das pessoas, algo que é visto nessas imagens que, mais uma vez, deram a volta ao mundo, e se tornaram um símbolo de luta contra as alterações climáticas.

A mudança climática nos ursos polares não lhes causa apenas problemas para se alimentar. Embora se pense que o calor é outra de suas ameaças, o aumento das temperaturas, no momento, para este urso não é um grande problema. No entanto, a perda de fragmentos de superfície congelada e a redução seu habitat, faz com que seu ecossistema desapareça a um ritmo vertiginoso.

O efeito da mudança climática para os ursos polares não é a única consequência humana que ameaça essa espécie, como alertam os cientistas, a poluição e a presença de plásticos estão começando a afetar o sistema endócrino desses animais. Também o consumo de peixe contaminado com mercúrio é outro perigo para os ursos polares.

Sem gelo, é muito difícil capturar qualquer foca ou leão-marinho, que são suas principais presas e que, cada vez mais, eles capturam com menos frequência.

Os últimos ursos polares

Segundo as associações de conservação, há menos de 25 mil ursos polares selvagens e, nos últimos anos, estamos perdendo muitos por causa das mudanças climáticas. De fato, o urso polar tem sido considerado uma espécie ameaçada desde 2008 e se juntou a uma lista de animais cada vez mais ameaçados.

Urso polar

Teme-se que as mudanças climáticas polares façam com que as populações selvagens desses ursos desapareçam até 2050, o que cria um futuro mais incerto do que o de outras espécies tradicionalmente mais ameaçadas, como o panda. Paul, um dos fotógrafos que retratou os últimos momentos desse urso polar, sabe claramente quais as causas de seu declínio.

O fotógrafo defende que comecemos a lutar contra as alterações climáticas, e não apenas através da lei. Modificar nossa ingestão de carne e bens de consumo parece mais necessário do que nunca para evitar uma catástrofe que é representada nos últimos passos deste predador, o maior atualmente na superfície da Terra.

As imagens, popularizadas nas redes sociais, continuam a agitar as consciências. Mas vamos ver se elas conseguem mudar completamente a consciência humana e promover uma mudança real para defender esses animais.

O fotógrafo defende que comecemos a lutar seriamente contra as alterações climáticas, e não apenas através da lei. Modificar nossa ingestão de carne e bens de consumo parece mais necessário do que nunca para evitar uma catástrofe que é representada nos últimos passos deste predador, o maior atualmente na superfície da Terra.

Recomendados para você