Erros ao criar um gato

· agosto 15, 2018
Parece ser uma tarefa simples, mas criar um felino é bem diferente de criar um cachorro, já que eles são muito diferentes. Embora o gato adquira padrões de comportamento da mãe, isso não significa que devemos achar que já é o bastante.

Criar um animal de estimação não é uma tarefa simples. De fato, requer tempo e esforço se quisermos tornar nossa coexistência agradável e ensinar alguns comandos básicos. Ao criar um gato, há vários erros comuns que muitos proprietários cometem e que devem ser evitados.

Obviamente, quando decidimos ter um animal em casa; independentemente de ser cão, gato ou qualquer outro, queremos que a convivência seja feliz e equilibrada; por isso devemos seguir algumas orientações para alcançar bons resultados na educação dos pets.

Erros comuns ao criar um gato

Dar leite de vaca para ele 

Você sabia que o ser humano é o único que bebe leite após o desmame? E, na realidade, não o fazemos porque é necessário; mas porque gostamos, e podemos fazê-lo porque nosso corpo está preparado para assimilá-lo.

No caso dos gatos, não é assim. Eles só precisam do leite materno quando nascem e até dois meses após o desmame; mas depois, nem o estômago nem o sistema digestivo estão preparados para digeri-lo ou assimilá-lo. O mito de que gatos devem beber leite é muito popular; mas não passa de lenda.

Tratá-lo como um cachorro

Muitas vezes, pensamos que cães e gatos são iguais, e a verdade é que eles diferem muito entre eles. Suas personalidades, comportamentos e modos de agir são muito diferentes e; portanto, eles devem ser tratados de maneira diferente.

Por exemplo, os cães são mais dependentes e os gatos mais desapegados. Os felinos não precisam se sentir integrados a um grupo; já os cães são animais de grupo. Além disso, os últimos aprendem os comandos de maneira simples e são fiéis e incondicionais.

Gritar

Gatos são arteiros e; às vezes, mesmo quando já ensinamos certas ordens, eles nos desobedecem e isso nos deixa nervosos. Essa situação pode fazer com que gritemos com eles; sem levar em conta que a única coisa que vamos conseguir com isso é que o animal tenha medo de nós.

Ao contrário dos cães, os gatos são orgulhosos e um pouco rancorosos; por isso não se esquecem facilmente que os tratamos mal e não correrão para os nossos braços como se nada tivesse acontecido.

Pensar que eles não são treináveis

É verdade que o gato aprende algumas regras básicas com sua mãe e irmãos, mas isso não significa que nada mais é necessário; porque você terá sim que ensinar ordens a ele.

Muitos acreditam que um gato não pode aprender como um cão, por exemplo; para atender ao nosso chamado, nos dar a pata, ficar parado quando pedirmos e outros comandos. É verdade que ambas as espécies são diferentes e que os cães aprendem muito mais rápido; mas os gatos são muito ensináveis também. Além disso, ensiná-lo permitirá a você desfrutar de uma vida melhor com seu felino e; além disso, ajudará no desenvolvimento dele.

Adotá-lo precocemente

Este é um dos erros mais comuns ao se criar um gato; tirá-lo logo dos braços de sua mãe. Isso acontece especialmente com os gatos da raça; já que seu criador vai querer fazer dinheiro o mais rápido possível.

educar um gato

Para conseguir isso, processos elementares e essenciais são negligenciados; os quais um felino deveria passar. Nos cães, esse primeiro estágio é chamado imprinting e; embora em gatos não tenha o mesmo nome, o efeito na vida de ambos é o mesmo. Durante esse período, os filhotes aprendem a se relacionar com os irmãos e com a mãe; e isso determina certas atitudes da vida adulta.

É um processo de socialização que permitirá ao seu gato ser um animal equilibrado, sociável, afetuoso e feliz.

Dar mais comida que o necessário

Animais de estimação parecem um saco sem fundo e estão sempre procurando algo para colocar em suas bocas. Bem, você tem que saber que os gatos têm uma tendência à obesidade; uma vez que eles não se exercitam tanto quanto os cães.

filhote de gato

Estar acima do peso pode causar doenças graves; como diabetes, cálculos urinários, dores articulares e problemas de pele. Certifique-se de que seu gato tenha uma dieta balanceada; a qual tenha todos os nutrientes necessários e que não seja rica em gorduras ou carboidratos.

Lembre-se sempre que; ao adotar um animal de estimação, você está assumindo uma responsabilidade e que você terá que ter cuidado para não cometer esses erros ao criar um gato.