Escolhendo um padrinho para seu animal de estimação

Pode ser que viajemos, soframos um acidente ou, inclusive, deixemos de existir, e precisaremos que alguém se encarregue de cuidar de nosso cão ou gato da mesma forma que nós fazemos. Ainda que possa soar estranho, escolher um padrinho para seu animal pode ser uma tarefa bastante nobre ao pensar em seu bem-estar e futuro.

Padrinho para o animal de estimação?

Ter um cão ou gato (nomeando apenas as espécies mais frequentes) é uma grande responsabilidade. É algo que não podemos decidir rapidamente. Trata-se de uma vida, um ser sensível que precisa de cuidados, carinho e saúde.

Talvez nunca tenha se feito essa pergunta: o que acontecerá com meu bichinho se eu não estiver mais nesse mundo? É verdade que ninguém fica pensando nessas coisas. Mas seria bom que refletisse um pouco a respeito. Ainda mais caso viva sozinho com seu animal.

São milhares os casos de cães e gatos que ficaram à deriva depois que seus donos faleceram… Claro que não queremos que aconteça o mesmo com nosso melhor amigo. Uma boa maneira de evitar o sofrimento de não ter um lugar depois de perder seu dono é escolher um padrinho para seu animal.

Pode parecer um pouco estranho ou louco, mas se pensarmos melhor, não é uma má ideia. Agora, como escolher essa pessoa que cuidará do nosso amigo especial pelo resto de sua vida?

Dicas para escolher um padrinho para seu animal de estimação

  • Como primeiro passo, devemos escolher alguém que o animal goste. Essa é a condição número um. Isso quer dizer que pode oferecer ao seu bichinho uma vida parecida com a que tem com você.
  • Em segundo lugar, escolha o padrinho de acordo com a afinidade que possui com o animal. Isso quer dizer que já devem se dar bem juntos. Pense naquelas pessoas que brincam com seu cão, fazem mimos a seu gato, ou te perguntam sobre eles de maneira sincera.
  • Outro aspecto que devemos ter em conta na hora da seleção é se a pessoa possui tempo e local disponíveis para cuidar de seu amigo. Por exemplo, que viva em uma casa com jardim, que não tenha outros animais (ou que se deem bem com o seu) e que não passe o dia todo fora de casa. Pode parecer difícil cumprir esses requisitos, mas você certamente encontrará alguém que possa cuidar muito bem de seu melhor amigo em sua ausência.
  • Por último, devemos falar com essa pessoa escolhida para que saiba de sua decisão de torná-la a cuidadora de nosso animal. Preste atenção em sua reação inicial. Talvez lhe pareça divertido ou estranho. Mas, se for a indicada, se sentirá muito honrada por escolhê-la. E aceitará sem dúvida de cuidar do seu animal em sua ausência.

Férias e acidentes: momentos para escolher um padrinho para seu animal

Quando vamos viajar por pelo menos uma semana, precisamos pensar em quem cuidará de nosso cachorro ou gato e qual será o melhor lugar. No caso dos cães, é mais fácil levá-los à casa de seu cuidador. Mas se possui um gato, talvez as coisas sejam diferentes. Você deverá escolher aquela pessoa que pode ir até sua casa para alimentá-lo e trocar a caixinha de areia.

Quer momento melhor para escolher um padrinho para seu animal de estimação do que as férias? Seguindo as mesmas instruções dadas anteriormente, pode selecionar essa pessoa que ficará encarregada de seu amigo. É preciso haver confiança suficiente para que fique 100% tranquilo de que seu cão ou gato está em boas mãos, que não lhe faltará comida, ficará feliz e não sofrerá tanto com sua ausência.

Fonte da imagem principal: Amici con la coda

Recomendados para você