Escolher um pássaro como animal de estimação: considerações a se fazer

junho 15, 2018

Escolher um pássaro como animal de estimação requer conhecimento e cuidado para fornecer um ambiente adequado para o desenvolvimento do animal. Portanto, hoje trazemos as principais considerações a levar em conta antes de optar por um pássaro doméstico.

Propriedade legal e responsável

O tráfico de animais selvagens é uma realidade difícil e triste que afeta quase todos os países. O crime ameaça a sobrevivência de muitos animais e incentiva a posse irresponsável.

Em primeiro lugar, é necessário esclarecer que muitas espécies não são permitidas/consideradas como animais de estimação. No Brasil, existe uma grande e detalhada lista de animais selvagens cuja posse é ilegal. É essencial consultá-la antes de escolher um pássaro como animal de estimação.

Também é necessário lembrar que a criação em cativeiro de aves em risco de extinção é considerada crime. O proprietário pode ser submetido a severas sanções econômicas, bem como a sanções legais.

Portanto, é preciso ter certeza sobre a origem do animal e escolher de forma responsável o estabelecimento onde comprá-lo. Nunca negocie com indivíduos ou lojas sem registro oficial. Nestes casos, o risco de financiar o mercado negro de tráfico de animais é muito alto.

Pássaro com brinquedo no bico

O que saber antes de escolher um pássaro como animal de estimação?

Ter um animal de estimação não é um hobby, e os animais não são brinquedos descartáveis. Eles são seres vivos e sensíveis que merecem e precisam de respeito, atenção e dedicação de seus donos.

A palavra “pássaro” refere-se a um grupo muito grande e diversificado de mais de 300 espécies adaptadas à vida aérea. Portanto, antes de escolher um pássaro como pet, é necessário entender as necessidades de cada espécie. Assim, pode-se evitar o risco de colocar o bem-estar do animal em risco.

Em seguida, propomos os principais aspectos a considerar antes de decidir ter um pássaro como animal de estimação.

1. Tamanho e espaço disponíveis

Existem pássaros de diferentes tamanhos: desde pequenas codornas e canários até grandes papagaios.

Você deve escolher uma espécie que possa se adaptar confortavelmente ao espaço disponível em sua casa. Qualquer animal pode ficar doente e exibir um comportamento negativo quando submetido a um ambiente desfavorável.

2. Socialização e domesticação

Outro fator determinante são as capacidades de socialização e domesticação. Como cães, os pássaros podem mostrar mais ou menos facilidade para viver com humanos e outros animais de estimação.

Quando se trata de um lar com crianças, por exemplo, o nível de socialização do pássaro deve ser alto.

3. Nível de experiência do proprietário

É uma regra básica para todos os animais de estimação: os iniciantes devem escolher espécies que sejam mais fáceis de cuidar. Lidar com grandes pássaros e com muitas necessidades específicas requer conhecimento e muito tempo. O mesmo é verdade se o futuro proprietário é uma criança.

4. Ajustar os orçamentos

Alguns pássaros podem ser animais de estimação muito caros. E não só pelo seu preço de compra em uma loja de animais de estimação legalizada. Também para suplementos dietéticos, cuidados veterinários especializados e cuidados adequados ao longo de sua vida.

Do mesmo modo, devem ser consideradas despesas a preparação do ambiente em que o animal vai viver, brinquedos, alimentos e vários suplementos para a saúde dele.

Expectativa de vida

Este é um assunto muito delicado para todos os admiradores e proprietários de aves domésticas. Infelizmente, algumas espécies têm uma expectativa de vida muito curta e é necessário estar preparado.

Os canários, os periquitos e os pintassilgos têm uma expectativa de vida máxima de 15 anos. As cacatuas podem viver de 12 a 20 anos. Enquanto papagaios e araras atingem mais de 50 anos.

Canário

Cuidados

Um proprietário responsável deve proporcionar as condições corretas para o crescimento e desenvolvimento de seu animal de estimação. Para isso, é necessário conhecer os hábitos e os cuidados de que ela precisa para viver de forma saudável.

Um pássaro doente significa um risco não só para si mesmo, mas também para o lar. Portanto, destacamos os principais aspectos da criação responsável:

  1. Dieta equilibrada e natural, incluindo sementes, grãos adequados para seu fortalecimento.
  2. Brinquedos e estruturas que incentivem seu desenvolvimento físico e emocional.
  3. Medicina preventiva: visitas ao veterinário, desparasitação, vacinação, higiene adequada, etc.
  4. Escolha uma gaiola adequada ao seu tamanho.
  5. Ambiente apropriado, buscando recriar as condições ideais do seu habitat natural.
  6. Prevenção contra frio, calor e intempéries.
  7. Treinamento e socialização.
  8. Amor, carinho e respeito.

A posse responsável é válida para todas as espécies.

https://meusanimais.com.br/sementes-para-passaros-domesticos-tipos-e-recomendacoes/