Existe um macho alfa no mundo canino?

dezembro 30, 2018
Devido à dificuldade de estudar a hierarquia do lobo (o ancestral do cão) na natureza, optou-se por observar seu comportamento em cativeiro. Isso gerou confusão, já que, na natureza, aqueles que lideram a alcateia são os casais reprodutores, porque as alcateias são formadas por pais e filhos.

Dizem que o macho alfa é aquele que domina o grupo, e há muitos treinadores de animais que insistem em aplicar este conceito ao treinamento de nosso cão. Existe realmente um macho alfa no mundo canino? Devo ser o líder do grupo para ter um bom relacionamento com meu cachorro?

O macho alfa no mundo canino: de onde vem o termo?

O termo “macho alfa” começou a ser usado em meados do século 20 por etologistas que trabalhavam com lobos.

No entanto, foi o renomado pesquisador David Mech que popularizou o termo em um de seus livros de maior sucesso.

Mech estudou a hierarquia dos lobos em cativeiro e observou como eles formavam uma hierarquia social pela agressão entre si, até que um macho mais forte (por isso, chamado de alfa) vencesse a batalha.

David Mech já tinha estudado lobos na natureza, mas era muito difícil acompanhá-los e ver como as hierarquias evoluíam. No entanto, anos depois, Mech começou a estudar a hierarquia do lobo selvagem e percebeu seu erro:

Na verdade, na natureza, os lobos lideram seus descendentes, já que os grupos são formados por pais e filhos.

Não há macho alfa entre os lobos

Assim, os lobos selvagens são conduzidos por um casal reprodutor no qual as tarefas masculinas e femininas são divididas. Os filhos de diferentes ninhadas compõem o restante do grupo.

liderança entre os lobos

Isso não acontece em zoológicos, onde os jovens geralmente são enviados a outros zoológicos quando se tornam adultos, para aumentar a diversidade genética, enquanto novos lobos desconhecidos chegam ao local. Isso gera as tensões que David observou nos primeiros estudos que fez.

No entanto, o livro inicial de David Mech foi um sucesso e, embora ele mesmo tenha tentado retirá-lo do mercado, não foi possível. 

E como o cachorro descende do lobo, é necessário um macho alfa; ou pelo menos, essa é a conclusão de muitos.

Assim, muitos treinadores de cães usam o termo macho alfa e as políticas de agressão em seus treinamentos, na tentativa de fazer nosso animal de estimação saber quem manda.

Isso até começou a ganhar popularidade na televisão por meio de figuras como César Millán. Para muitos etologistas caninos, esse cenário pode ser perigoso tanto para os proprietários quanto para os animais de estimação.

De acordo com muitos veterinários e treinadores, o seu cão não te ignora porque ele está te desafiando e crê ser o macho alfa, mas sim porque ele nunca foi adestrado.

Ele também pode ter aprendido certos comportamentos negativos, reforçados por nossa atitude, mesmo involuntariamente.

Cachorros brigando

Existe um macho alfa?

As relações hierárquicas são normalmente mantidas para se acessar recursos limitados, como fêmeas e alimentos.

Isso não acontece com os cães domésticos, então a simples existência do macho alfa não faz sentido.

A relação entre cães e pessoas tem sido estudada extensivamente e pouco se sabe sobre ela.

Porém, os comportamentos de empatia e altruísmo entre cães e humanos são muito mais importantes, devido às habilidades sociais do cão.

Além disso, as relações entre pessoas e animais não são as mesmas que entre dois animais da mesma espécie.

Se você tem uma autêntica matilha (grupo de cães), um dos seus cachorros pode tentar se impor aos outros no começo.

Mas simplificar o comportamento animal, afirmando que a dominância é uma necessidade, não passa de um erro.

De acordo com especialistas, o uso de beliscões ou gritos pode parecer acalmar o cão, mas o torna mais inseguro, o que pode deixar o cão agressivo.

Portanto, ao treinar seu animal de estimação, não use truques de televisão e recorra sempre a um profissional.