Exposição de cães: como preparar seu cachorro

· maio 15, 2018
Se depois de assistir aos eventos, você quiser levar o seu cão para uma exposição, será necessário garantir a qualificação do animal. Para isso, é essencial estar atento aos requisitos de participação em cada evento.

Dicas para ir a uma exposição de cães

Antes de inscrever seu cão em qualquer evento, é essencial se preparar para atender aos requisitos de inscrição. Além disso, será essencial treinar seu animal de estimação para ter sucesso na competição.

Estas são algumas dicas práticas para facilitar seu planejamento:

Exposição de cães: participe de várias

Podemos dizer muito sobre competições e exposições de cães, mas a melhor maneira de aprender é participar delas. Participar desses eventos permitirá que você conheça os critérios dos juízes e tenha contato com os concorrentes mais experientes.

É importante conhecer a secretaria do evento, onde oferecem informações sobre como registrar e preparar seu cão. Muitas vezes, os próprios clubes também oferecem aulas de treinamento para cães iniciantes.

Garanta a qualificação do seu cão

Se depois de assistir aos eventos, você quiser levar o seu cão para uma exposição, será necessário garantir a qualificação do animal. Para isso, é essencial prestar atenção aos requisitos de participação em cada exposição.

O American Kennel Club, por exemplo, só permite a participação de cães com pedigrees, com idade superior a seis meses e que não sejam castrados. Esses critérios derivam do objetivo da exposição, que é escolher o espécime mais adequado para reprodução.

Cachorro sendo tosado para exposição

No entanto, existem diferentes eventos com finalidades diversas e muitos aceitam diferentes tipos de cães. Além disso, se o seu cão é um belo mestiço, há também exposições dedicadas a esse tipo de animal.

Adquira a coleira mais adequada para a exposição

Cada cão que sai para competir em uma exposição deve ser guiado com o tipo mais adequado de coleira. A escolha deve ser feita de acordo com o tamanho de cada animal.

Se o seu cão é pequeno, o ideal é preferir um coleira do tipo arnês. Para cães de tamanho médio, ou grandes e esbeltos, devem ser usadas coleiras martingale ou gamarra. E raças grandes ou gigantes, com musculatura bem desenvolvida, costumam usar as coleiras de exibição.

Recomenda-se acostumar seu cão à nova coleira alguns meses antes da competição.  Devemos sempre lembrar que a adaptação é um processo. Por isso, nosso animal de estimação deve se sentir confortável para desempenhar seu papel da melhor forma possível.

Participe nas classes ringcraft

As classes Ringcraft ensinam os donos e os cães iniciantes a se acostumarem com a dinâmica das exposições. Elas também tendem a favorecer a socialização dos cães. Embora não seja um requisito para participar, geralmente facilita o treinamento do animal.

Treine a caminhada do seu cão  

Optando ou não pelas classes de ringcraftmuito treinamento será necessário para levar seu cão a uma exposição. A suavidade com que os competidores caminham não é fruto do acaso, mas o resultado de muita dedicação. O primeiro passo para preparar o seu cão para um evento desse tipo é praticar a maneira de andar.

Competição de cães

Nesse tipo de exposição, o trote é o ritmo mais adequado, pois permite mostrar a estrutura física e a capacidade de cada cão.

Um cão bem treinado deve começar a correr movendo simultaneamente a perna da frente direita e a pata traseira esquerda. Em seguida, você deve continuar com o movimento equilibrado, movendo ao mesmo tempo a perna dianteira esquerda e a perna traseira direita.

Ensine seu cão a ficar em pé

Esse é outro requisito para ser bem sucedido na hora de levar o seu cão para uma exposição. ‘Mão em pé’  significa que o seu cão deve ficar em pé e totalmente imóvel. Isso permite que os juízes avaliem as qualidades físicas e o porte do animal.

Para começar a ensiná-lo, será necessário colocar manualmente cada uma das pernas na posição correta. Para que seu cão aprenda a fazê-lo sozinho, é essencial usar o reforço positivo para reconhecer e estimular o aprendizado.

Se seu cão estiver cansado ou sem energia para realizar o treinamento, é essencial consultar seu veterinário de confiança. É importante lembrar que o bem-estar do animal deve estar sempre acima de qualquer evento desse tipo.