7 passos para fazer brinquedos para o seu animal de estimação

fevereiro 19, 2020
Para fazer brinquedos para o seu animal de estimação, você pode aproveitar alguns objetos que tiver pela casa e que não use mais.

Talvez você queira fazer brinquedos para o seu animal de estimação mas não sabe nem por onde começar. No seguinte artigo, vamos oferecer algumas dicas e passos para que você possa fabricar os brinquedos mais bonitos e adequados para o seu cachorro ou gato.

Dicas para fazer brinquedos para o seu animal de estimação

Você adora que o seu melhor amigo se divirta e quer que ele se entretenha tanto se estiver sozinho em casa quanto se vocês forem juntos ao parque.

Graças aos brinquedos caseiros, você vai poder economizar dinheiro – porque os comprados não costumam ser acessíveis – e também conseguirá reciclar coisas que você tem no seu lar.

1. Faça brinquedos seguros

Pode ser que você tenha visto diferentes vídeos ou tutoriais de como fazer um brinquedo para o seu golden retriever ou para o seu chow chow e tenha adorado a ideia. No entanto, logo você vai se perguntar se esse brinquedo é adequado para o seu animal de estimação, sobretudo se ele ainda for um filhote.

A vantagem de fabricar os brinquedos você mesmo é que você pode controlar quão seguros eles são e quais materiais serão usados. Não inclua aqueles elementos que possam ser engolidos, que possam cortar ou espetar e que possam ser tóxicos.

2. Use materiais de qualidade

Talvez você pense que, para fazer brinquedos para o seu bichinho, só precisa de algumas coisas que estão sobrando em casa, mas às vezes esses materiais podem ser perigosos para o seu cachorro ou gato. Portanto, escolha apenas objetos de boa qualidade, que não desbotem, que não quebrem facilmente e que possam ser lavados sem problemas.

Gatinho com rato de brinquedo

3. Escolha brinquedos que eduquem

O mordedor feito de tranças de tecido é excelente para que o animal aprenda a ir buscar objetos que você joga para ele ou então aprenda a confiar em você quando vocês forem passear no parque pela primeira vez. Você pode usar toalhas, mantas, meias ou tecidos fortes que não use mais.

Corte em tiras e forme tranças para depois uni-las de três em três. Divirtam-se!

4. As meias, grandes aliadas

É comum perdermos uma meia quando as lavamos ou que elas rasguem no calcanhar ou nos dedos. Em vez de jogá-las no lixo, transforme-as em brinquedos para o seu bichinho.

Por exemplo, coloque no interior dela duas ou três bolas de tênis – ou de ping pong, se você tiver um cachorro pequeno como um poodle ou um pug – e amarre-a com um nó.

5. Preste atenção nas preferências deles

Nem todos os cachorros são iguais e nem todos os gatos gostam dos mesmos brinquedos. Você deve saber muito bem quais são os gostos do seu animal de estimação antes de criar um objeto e dar para ele.

Se você ainda não o conhece bem o suficiente, experimente oferecer a ele duas ou três opções e analise qual ele usa mais ou por qual ele tem mais carinho. Isso vai lhe dar uma noção do que oferecer a ele na próxima vez, ou que tipo de entretenimento ele prefere.

Cachorro brincando com brinquedo

6. Interaja com o seu animal de estimação

Não se trata unicamente de fazer um brinquedo e dar a ele para se entreter sozinho. Pode ser que dessa maneira ele não preste atenção no brinquedo, ainda que seja um brinquedo chamativo, barulhento ou colorido.

O sucesso é garantido se, ao oferecer o mimo, você brincar um pouco com ele. Não é necessário passar o dia inteiro jogando o brinquedo para ele ou puxando o brinquedo dele; alguns minutos serão suficientes.

7. Consulte um especialista

O veterinário pode indicar quais brinquedos são melhores para o seu bichinho de acordo com a idade dele (mais macios para filhotes, de borracha para os adultos), com a raça (não é a mesma coisa ter um focinho chato e um alongado) ou algumas características específicas.

Aproveite para perguntar a ele quais materiais são adequados ou quais brinquedos vocês podem usar para se divertirem muito.

Lembre-se de que os brinquedos para o seu animal de estimação serão muito mais apreciados por ele se forem acompanhados de brincadeiras com você. Separe alguns minutos todos os dias para dar atenção ao seu bichinho.

Barrera, G., Elgier, Á., Jakovcevic, A., Mustaca, A., & Bentosela, M. (2009). Problemas de comportamiento en los perros domésticos ( canis familiaris ) : Psychology of learning contributions. Revista de Psicología. https://doi.org/10.1080/10304312.2014.966404