O que fazer se meu cachorro tiver medo de mim?

O que fazer se meu cachorro tiver medo de mim? Essa pergunta sempre vem acompanhada de angústia e tristeza. Descubra aqui como resolver essa situação.
O que fazer se meu cachorro tiver medo de mim?

Última atualização: 19 Junho, 2021

Acolher um cachorro em casa é sempre um motivo de comemoração, mas, infelizmente, alguns cães chegam com um passado doloroso que afeta seriamente seu relacionamento com os humanos. Nesses casos, é normal se perguntar: o que devo fazer se meu cachorro tiver medo de mim?

Se o animal já chegar com medo ou se o adquirir durante a sua estadia, não se preocupe: você pode ajudá-lo a perder esse medo. Aqui estão algumas dicas para ajudar você a atingir esse objetivo.

Por que meu cachorro tem medo de mim?

O medo é adquirido, geralmente, como resultado de uma experiência ruim. No caso dos cães, pode ser difícil identificar qual estímulo causou a resposta de medo, especialmente se for algo que, como membros de outra espécie, fizemos sem pensar em como o cão interpretaria.

Por exemplo, correr em direção ao animal com os braços abertos e sorrindo pode ser ameaçador para ele, mesmo que sua intenção seja apenas cumprimentá-lo com entusiasmo.

No entanto, nem todos os cães são igualmente sensíveis ao medo. A aquisição de fobias é influenciada por 2 fatores:

  • Aprendizagem: tanto uma experiência traumática quanto uma má socialização na infância podem fazer com que o cão desenvolva fobia. Também há casos em que o cão recebe uma educação baseada no castigo e na violência.
  • Genética: há cães com um caráter mais medroso do que outros. O medo é um temperamento altamente hereditário. Na verdade, há 50% de chance de um filhote herdá-lo se a mãe for medrosa, indicam os estudos.

Quando o objeto do medo do seu cão é você, o mais normal é se preocupar e se perguntar o que fazer a respeito. O primeiro passo será identificar por que seu cão repentinamente passou a ficar com medo de você.

Um tutor gritando com seu cachorro.

Por uma experiência ruim com você

É possível que, por alguma coisa fora do seu controle, você tenha induzido o medo em seu cão. Por exemplo, acidentalmente pisar no animal ou que o cão associe sua pessoa a alguma experiência ruim porque você estava no mesmo local do evento. Se for uma mudança repentina de comportamento, é bom pensar que pode haver outra causa subjacente, como uma doença. Nesse caso, consulte o veterinário para descartar essa hipótese.

Meu cão tem medo de mim por repreendê-lo

Após uma reprimenda, se o seu cão começar a mostrar sinais de medo em relação a você, considere que você pode estar repreendendo-o de forma desproporcional ou confusa. É importante saber como o cão processa e entende o que dizemos a ele, caso contrário você apenas vai gerar medo no animal e o mau comportamento não desaparecerá.

Um exemplo disso é repreender o animal muito tempo depois da travessura. Para ele, será uma reprimenda sem sentido.

Meu cachorro está com medo de mim desde que eu bati nele

Criar um cachorro, especialmente um animal que vem com sequelas de sua vida pregressa, pode ser cansativo e frustrante. No entanto, o castigo físico nunca deve ser uma opção. Além de não ser eficaz a longo prazo, estabelece uma série de dinâmicas entre você e seu cão que, obviamente, não serão saudáveis ou positivas.

Como ajudar meu cachorro a perder o medo?

Depois de identificar a causa do medo, você pode começar a reconstruir o relacionamento com seu cão. Seja paciente, pois isso não vai acontecer da noite para o dia. Lembre-se das dicas a seguir.

Evitar o elemento que gera o medo

Nesse caso, como você é o objeto do medo do cão, é você que deve mudar seu comportamento quando estiver com o animal. Existem várias maneiras de não deixá-lo exposto ao que o assusta em você: fale com ele em voz baixa, não se aproxime abruptamente ou até mesmo o ignore para que ele veja que você não é uma ameaça.

Exposição progressiva ao medo

Uma vez que seu cão tolera sua presença sem reações intensas, é hora de começar a expô-lo gradualmente. Todos os comportamentos trabalhados anteriormente, como a aproximação gentil, devem ser usados para chegar a um ponto em que o cão não tenha mais medo de você.

Por exemplo, se ele encolher quando você esticar o braço para tocá-lo, faça o movimento mais devagar e se aproxime um pouco mais a cada dia.

Recompensa

Por outro lado, para agilizar o processo, é bom trabalhar o contracondicionamento. Com essa técnica, você pode associar um estímulo agradável ao elemento que provoca medo no animal. Cada vez que ele progride ao tolerar você, pode receber uma recompensa em forma de comida. Desse modo, o animal vai progressivamente associar você a coisas positivas.

 

Um cachorro feliz.

Um cão expressa medo de maneiras facilmente identificáveis: sinais de tranquilidade, tremores e até micção involuntária. As posições de submissão também são comuns. Esses sinais podem causar angústia, pois ninguém quer machucar seus entes queridos, mas não tenha medo: os cães têm um coração grande e estão sempre prontos para voltar a se dar bem com você.

Pode interessar a você...

Do que os cães têm medo?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Do que os cães têm medo?

Você sabe do que os cães têm medo? É importante preparar o terreno para quando um cachorro chegar em casa, assim você evitará o estresse.