A heroica gata que salvou um bebê abandonado

A heroica gata que salvou um bebê abandonado

Última atualização: 09 Maio, 2021

O mundo está de cabeça para baixo atualmente. Enquanto vemos o planeta se desfazer em meio a guerras, poluição e depredação, a frase de John Lenon “ Eu vi tanta bestialidade nos humanos e tanta humanidade nas feras que não tenho certeza do significado dessas palavras”, parece fazer cada vez mais sentido.

Em 2014, um gato ficou famoso por salvar uma criança de um ataque de cachorro. Também vimos a história de Rosco, um labrador que salvou um menino de 4 anos de morrer queimado durante um incêndio em sua residência no México. Um desses casos famosos ocorreu em janeiro de 2015, quando o mundo conheceu a história de Masha, a gata heroica que salvou um bebê abandonado.

Essa história se passa na Rússia, na cidade de Obninsk, perto da capital Moscou. A Rússia é um país mundialmente reconhecido por ter alguns dos invernos mais duros, frios e longos. Portanto, é incompreensível o fato de uma pessoa deixar um bebê de poucos meses abandonado ao relento em uma caixa perto de uma lata de lixo. A história teria acabado em tragédia se não fosse pela incrível forma de agir de Masha, uma gata de rua que dormia na caixa onde o bebê tinha sido abandonado.

Masha morava fora do condomínio perto de onde o bebê tinha sido abandonado. Segundo os moradores, a gata morava no vão da escada havia três anos e era alimentada por alguns deles, embora nenhum deles fosse responsável por sua proteção completa.

Na noite em que o bebê foi abandonado, a gata passou a se sentar sobre ele, aquecendo-o e protegendo-o do frio da madrugada. Ela também começou a miar alto para chamar a atenção dos vizinhos, até que Irna Lavora, que morava em um dos apartamentos e alimentava a gata, ficou preocupada com seu comportamento incomum. A mulher foi procurá-la pensando que ela havia se machucado e encontrou o bebê. O que mais a surpreendeu foi que a gata parecia se preocupar com o bem-estar da criança, ela o cobria com o corpo e o lambia.

Felizmente, a mulher era enfermeira e pôde ajudar a criança, que começava a apresentar sintomas de hipotermia. A mulher percebeu que o bebê não estava em más condições, ele estava com roupas limpas, e ao lado dele haviam deixado uma sacola com comida, fraldas e também alguns cobertores.

O incrível instinto da gata a fez continuar supervisionando o bebê mesmo com a chegada dos paramédicos. Assim que o bebê foi transferido para uma ambulância, Masha tentou subir nela para continuar cuidando do bebê.

Segundo a opinião dos médicos, o bebê não teria sobrevivido ao frio se não fosse a proteção e o calor proporcionado pela gata. Apesar de ter recebido tratamento para prevenir algum tipo de complicação, o bebê estava bem de saúde.

Assim que a notícia foi publicada, viralizou nas redes sociais, fazendo com que milhares de pessoas se emocionassem, não só pela sorte do desafortunado bebê, mas também pela coragem e pelo instinto maternal de Masha, que não parou de receber elogios e se tornou a queridinha da cidade.

Atualmente todos os moradores do prédio em frente ao qual Masha vivia, assim como muitos outros membros da comunidade de Obninsk, recompensam seu heroísmo com demonstrações de carinho, brincadeiras e muita comida, curiosamente tendo sido ela, em sua qualidade de gata rua, que resgatou e adotou uma criança humana.

Essa história nos mostra que as pessoas ainda têm muito o que aprender com os animais, porque com suas ações totalmente desinteressadas, eles nos ensinam o verdadeiro senso de compaixão. Curiosamente, já houve muitos casos parecidos com esse, de crianças abandonadas pelos pais que acabam sendo criadas por animais como cachorros, lobos, macacos, entre tantos outros. Esperemos que essa simples, mas comovente, história nos ajude a agir de maneira um pouco mais de desinteressada e olhar ao nosso redor com mais atenção.

Pode interessar a você...
Heróis de 4 patas. Uma bela iniciativa
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Heróis de 4 patas. Uma bela iniciativa

Heróis de 4 patas é uma associação diferente. É uma associação que cumpre um objetivo muito nobre e que nenhuma outra faz.