Os gatos podem comer massas?

Os gatos podem comer massas, mas nunca encontrariam esse alimento no ambiente natural. Por serem animais carnívoros, eles não precisam recorrer aos carboidratos para obter energia.
Os gatos podem comer massas?

Última atualização: 14 Junho, 2021

O ser humano ama as massas por natureza, pois é uma excelente fonte de energia com um sabor muito agradável. 50 a 60% da ingestão calórica diária de uma pessoa deve vir de alimentos ricos em carboidratos, incluindo cereais, pão, massas, arroz, raízes e algumas frutas. Enfim, você sabe se os gatos podem comer massas?

Sem qualquer má intenção, os tutores tendem a humanizar seus animais de estimação. No processo, eles oferecer ao animal alguns alimentos que acham que são bons para eles, mas que na verdade causam problemas intestinais em longo prazo. Nas linhas a seguir, vamos descobrir se as massas podem ser um prato adequado para gatos. Não deixe de conferir!

A dieta ideal para gatos

Como indicam os estudos, os gatos são, sem dúvida, animais carnívoros. Isso significa que sua principal fonte de energia são as proteínas, presentes na forma de tecido muscular, órgãos e pele das presas que consomem. Para se ter uma ideia, um rato contém 56% de proteína e 23,6% de gordura: a presa perfeita para um felino faminto.

Devido à sua natureza carnívora obrigatória – ao contrário dos cães, que são carnívoros facultativos – a dieta dos gatos deve ter um mínimo de 25% de proteína, idealmente 55%. Os outros 25 a 40% da energia restante são obtidos na forma de gordura, melhor se vier de fontes naturais. Como veremos nas linhas a seguir, os gatos não precisam comer carboidratos.

Além disso, os felinos – ao contrário dos humanos – não são capazes de sintetizar taurina, um aminoácido essencial para o funcionamento do corpo dos vertebrados. Muitas carnes e peixes são ricos nesse composto, mais uma razão pela qual a carne não pode faltar na dieta dos gatos domésticos.

Se o felino receber em uma dieta pobre em taurina, ele pode desenvolver problemas no músculo cardíaco e imunossupressão.

 

Um gato comendo de sua tigela.

Os gatos podem comer massas?

Como indica o documento Focus On Nutrition da empresa Purina, os gatos podem consumir carboidratos, mas não precisam deles em sua dieta. Se considerarmos que 75 em cada 100 gramas de massa são carboidratos puros, a pergunta em questão se responde sozinha. De forma simples e rápida: não é necessário oferecer massas a um gato.

Curiosamente, os gatos não usam cereais, massas e pão como fontes de energia, mas esses compostos costumam ser incluídos na ração comercial para reduzir os custos. A fonte citada estima que a taxa de digestão desses alimentos no sistema digestivo de um felino seja superior a 90%. Isso significa que, até agora, os gatos se acostumaram bem com esses alimentos.

Assim, um gato não precisa de massas para complementar sua dieta, mas nada de ruim deve acontecer se as oferecermos esporadicamente. Em todo caso, nunca se deve abusar, pois qualquer tutor entende que um felino nunca encontraria esses alimentos em seu ambiente natural.

Como oferecer massas ao seu gato de forma segura?

A melhor maneira de oferecer massa a um gato é fervida, sem nenhum tempero. Sal, alho, molhos e outros temperos adequados para humanos podem fazer mal à saúde felina, por isso nunca devem ser adicionados ao prato. Também não é adequado oferecer aos felinos macarrão instantâneo e outros processados, pois contêm grandes quantidades de sódio.

Além disso, estudos destacam que os carboidratos podem promover o aparecimento de diabetes no animal. Embora isso tenha sido demonstrado quando açúcares simples (carboidratos) são constantemente administrados ao gato, o efeito não foi comprovado com carboidratos complexos, como os encontrados no arroz, no pão ou nas massas.

Eles podem comer massa com tomate?

Com base na mesma premissa acima, recomendamos que a massa não seja acompanhada por nenhum tipo de tempero. O que aos nossos olhos é um inofensivo molho processado, na verdade envolve uma grande quantidade de sais, aditivos e calorias desnecessárias. Além disso, de acordo com a organização ASPCA, o tomate possui solanina, um ingrediente ativo tóxico para cães, gatos e cavalos.

 

A hiperlipidemia em gatos é combatida pela dieta.

Um suplemento nutricional desnecessário

Os gatos podem comer massas, mas com todas as informações reunidas aqui, parece que seu efeito no organismo do animal é, no mínimo, neutro e, no pior dos casos, negativo. Portanto, não recomendamos adicionar esse alimento à dieta do animal. Embora para humanos possa ser um prato delicioso, é necessário lembrar que um gato nunca comeria espaguete na natureza.

Se você deseja variar a dieta alimentar do seu gato, aconselhamos a oferecer carne crua – desde que tenha sido submetida a um rigoroso controle sanitário –, parcialmente cozida ou na forma de guisados próprios para animais de estimação. Esses animais são carnívoros estritos, então a proteína deve ser a principal fonte de energia em todos os casos, sem exceções.

Pode interessar a você...
O que devo escolher? Ração seca ou comida enlatada para cães e gatos?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
O que devo escolher? Ração seca ou comida enlatada para cães e gatos?

Pensar em que tipo de comida devemos dar a nosso animal de estimação é uma pergunta que todos nós nos fazemos. A ração seca é melhor que a úmida?