Hong Kong, a cidade apaixonada pelos gatos

· junho 2, 2017

No ocidente, certamente não é comum encontrarmos um postal com um gatinho em uma loja. Mas, em certos bairros de Hong Kong, isso é muito normal. Um fotógrafo holandês ficou fascinado pela cidade, apaixonada por gatos. Por isso, ele não hesitou em colocar essas fotos em um livro e fazer uma exposição com as imagens.

Um universo onde reinam os animais

Fonte: Instagram de chinesewhiskers

Marcel Heijnen mora na Ásia desde 1992. Ele se encarregou de retratar com a sua câmera diversas questões que nos revelam uma cultura muito diferente da nossa. 

Foi assim que ele juntou em imagens as tradicionais lojas das áreas de Sheung Wan e Sai Ying Pun, em Hong Kong, e os seus peculiares habitantes, os gatos.

O que para nós seria hoje uma situação impensada, além de proibida, devido a diversas regulamentações sanitárias, nesses lugares é algo comum.

Por isso, não estranhe se entrar nesses locais comerciais e encontrar os adoráveis gatinhos dormindo nas estantes e passando entre as variadas mercadorias. 

As tradicionais lojas em algumas áreas de Hong Kong são povoadas de gatinhos e chamaram a atenção do fotógrafo holandês Marcel Heijnen. Foi assim que o artista publicou um livro e realizou uma exposição para retratar essa cidade apaixonada pelos gatos.

Veja as melhores fotografias de uma cidade apaixonada pelos gatos

No livro “Hong Kong Shop Cats” (Os gatos das lojas de Hong Kong, tradução livre para o português), Heijnen reúne muitas dessas fotografias. Além disso, você pode encontrar as fotos na sua conta no Instagram. O livro também revela história dos gatinhos e das lojas em que eles moram.

O artista fica maravilhado com o fato de ser testemunha da primitiva razão por trás dos gatos e humanos começarem a conviver há alguns séculos. Aprendemos a conviver com os gatos devido à sua capacidade de caçar ratos e da companhia que nos fazem.

Sendo assim, a relação simbiótica entre pessoas e gatos ficou plasmada em belas imagens que também documentam as lojas peculiares dessas áreas da cidade asiática.

Sempre há pelo menos um gatinho nas lojas tradicionais de Hong Kong

A maior parte dos gatinhos fotografados vive nos comércios de Sheung Wan e Sai Ying Pun. Nesses lugares, é muito difícil encontrar uma loja que não tenha pelo menos um amiguinho que mia.

Em muitos casos, os donos desses locais compram os animaizinhos. Mas, tratando-se de gatos, é quase que óbvio dizer que, na maioria dos casos, são os próprios gatinhos que escolhem uma loja e decidem se mudar para seu interior.

E apesar de que o mais provável é que a maioria desses animais tenha perdido uma boa parte dos seus dotes de caçador, acredita-se que com somente a sua presença – ou talvez com o seu cheiro – os roedores se mantêm bem longe.

Um passeio pelas tradicionais lojas de Hong Kong através dos amigos felinos

Mas além de captar as imagens dos belos gatinhos, a câmera de Heijnen nos convida a entrar nos tradicionais negócios familiares de Hong Kong. Esses lugares são caracterizados por sobreviverem à concorrência das grades marcas e dos produtos em série. 

É assim que, através da sua talentosa lente, é possível mergulhar num universo caótico e, ao mesmo tempo, organizado. Aqui, o tempo parece que parou antes da chegada da “modernidade”.

Dessa forma, as fotos dessa cidade apaixonada por gatos representam uma cultura local que trata de arroz, peixe seco, telas e papel. E também de atividades ancestrais.

Um pouco do mundo virtual não é nada mal

Fonte: Instagram de chinesewhiskers

No entanto, nem tudo faz parte da tradição na relação de Hong Kong e os seus gatos. Os gatinhos também se tornaram famosos nas redes sociais; 

Um dos gatinhos mais conhecidos é Brother Cream. Esse felino se tornou conhecido após ter se perdido e ser encontrado 26 dias depois, graças à mobilização dos seus vizinhos.

A partir desse momento, o gatinho começou a ganhar seguidores no Facebook. Mas além disso, fez parte de diversas campanhas publicitárias e, é claro, atraiu mais clientes para o negócio do seu dono.

Fonte das fotos: Conta no Instagram do fotógrafo Marcel Heijnen