O que é o imprinting canino?

A estampagem ou o imprinting canino é o período em que o filhote aprende a ser um cão e conhece o ambiente que o cerca.
O que é o imprinting canino?

Última atualização: 08 Março, 2021

O imprinting ou estampagem canina é o período de tempo em que o filhote está mais receptivo aos estímulos que o cercam. Esse intervalo de tempo é fundamental para a aprendizagem e o treinamento do comportamento do animal.

Esse período varia do nascimento às doze semanas de vida do filhote. Além disso, o estágio mais sensível é entre a segunda e a sétima semana. Se você quiser saber mais sobre esse período e como ele afeta a educação do cão, continue lendo.

A estampagem do cão ou o imprinting canino

Desde o nascimento, os filhotes recebem estímulos de sua mãe e do restante dos irmãos. O período de lactação e o tempo com a mãe e os irmãos são muito importantes e influenciam o caráter do cão em sua vida adulta.

Durante os primeiros dias, a mãe ficará encarregada de cuidar do filhote em tempo integral. Contudo, também é bom para o recém-nascido ter algum contato com pessoas – mesmo que por curtos períodos de tempo. Dessa forma, a presença humana em estágios posteriores não será estranha para ele.

É nesse período que o cachorro entende o que é um cão e aprende a reconhecer a sua espécie.

Em seis ou oito semanas, geralmente chega o evento de adoção, quando o filhote é separado da ninhada para ir ao seu novo lar. A partir de então começa o período de socialização: a fase mais sensível da vida do cão.

O imprinting canino.

Socialização do cão

O estágio de socialização coincide com a idade natural em que a mãe desmama os filhotes e lhes ensina alguma independência. De qualquer forma, a separação e a mudança de ambiente para conviver com humanos acelera o processo de socialização em cães jovens.

Nessa fase, o cão deve conhecer todos os estímulos possíveis que irão estar presentes em sua vida. Alguns deles são os seguintes:

  • Os diferentes tipos de pessoas: crianças, adultos, idosos, homens ou mulheres. Em suma, todas as variações étnicas ou fisiológicas do espectro humano.
  • Outras espécies: especialmente se for viver com outros animais de estimação, como gatos ou pássaros.
  • Sons, cheiros e luzes do exterior.
  • Bicicletas, carros ou ônibus: veículos em movimento que podem representar um perigo para o cão durante as caminhadas.

Além disso, essa etapa é ideal para ensinar ao cão os comandos básicos que ele continuará a usar pelo resto da vida: vem, senta, deita ou fica, entre tantos outros comandos de fundamental importância.

Após a socialização com outros cães, ocorre um período de desapego no qual o cão testará sua própria independência. Essa é uma fase natural que não deve ser interrompida, pois é bom que o animal consiga enfrentar apenas determinadas situações.

A importância do imprinting no relacionamento com outros cães

Muitos dos problemas de comportamento entre vários cães estão relacionados ao imprinting que eles tiveram durante a infância. Como já comentamos, nas primeiras semanas de vida o animal “aprende a ser um cão”, mas isso não significa que ele saberá se relacionar na fase adulta.

O tempo passado com a mãe e os irmãos influencia a forma como o animal vai se socializar com outros cães. Mas durante a fase de socialização é importante que o cão tenha seus primeiros encontros e aprenda a língua canina.

Um bom imprinting para ter um cachorro estável

No estágio de imprinting canino, as experiências positivas e negativas podem influenciar muitíssimo. Por exemplo, uma experiência ruim pode causar rejeição ou medo na próxima vez que o animal enfrentar a mesma experiência.

Esses medos podem se tornar fobias muito difíceis de lidar no futuro, por isso é essencial ter um cuidado especial na educação e sempre usar o reforço positivo quando quiser normalizar uma situação, como ir ao veterinário, escovar o pelo, tomar banho e muitas outras atividades de rotina.

O bom manejo do filhote durante o período de imprinting se traduz – muito provavelmente – em um cão adulto equilibrado e estável, capaz de enfrentar as situações do dia a dia, interagindo com tranquilidade com outros cães, animais e pessoas, e treinado para evitar comportamentos destrutivos.

O imprinting existe em outros animais?

O imprinting também ocorre em outros animais, como demonstrado por Konrad Lorenz em seu experimento com gansos. Sua definição é a mesma aplicada aos cães, pois corresponde a um período crítico sensível na vida do ser vivo.

Konrad estudou o comportamento dos gansos e observou que os filhotes se uniam instintivamente diante do primeiro objeto em movimento que viam nas primeiras horas após a eclosão dos ovos. Os filhotes seguiram qualquer figura que Lorenz colocava na frente deles, incluindo ele mesmo.

Alguns filhotes juntos.

Uma marca para a vida

Em suma, podemos concluir que o imprinting é o ponto de partida da aprendizagem do animal, pois por meio desse fenômeno é gerado um vínculo entre a mãe —ou o cuidador— e a prole.

Graças a isso, e por meio da observação e da imitação – educação e treinamento no caso dos animais domésticos -, o recém-nascido aprende os aspectos básicos para sua sobrevivência e bem-estar durante o resto da vida.

Pode interessar a você...
Educação canina para iniciantes: 5 dicas
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Educação canina para iniciantes: 5 dicas

Neste artigo, vamos passar algumas dicas e passos para uma boa educação canina para iniciantes. Não perca nossos conselhos!



  • Etolia. El periodo de socialización en el perro.
  • Soyunperro
  • Cómo educar a un cachorro.
  • La mente es maravillosa. Konrad Lorenz.