Levkoy ucraniano: conheça esse gato

· março 20, 2018
Os gatos sem pelo, como o levkoy ucraniano, podem ser animais de estimação com uma personalidade marcante. Apesar disso, exigem cuidados especiais devido à sua pele nua, mais exposta a qualquer acidente ou problema de saúde.

Já existem muitos gatinhos pelo mundo, muitos deles em uma situação de rua ou esperando serem adotados em um abrigo, mas algumas pessoas insistem em criar novas raças felinas. Por causa da moda dos chamados gatos sem pelos, no início deste século, criaram o levkoy ucraniano.

É um animal de aparência estranha e imponente, mas carinhoso, dócil e inteligente. Além disso, é ideal para viver dentro de casas, além de se adaptar a lugares pequenos.

Um gato do século 21

Os gatos sem pelos, que na realidade tendem a ter uma camada fina, quase imperceptível à visão e ao toque humanos, tornaram-se populares recentemente. Muitas dessas novas raças surgiram na Rússia. Além desse país, esses gatos também eram comuns em regiões que faziam parte da União Soviética.

No caso do levkoy ucraniano, a criadora Elena Birjukova cruzou espécimes de Don Sphynx  – na foto abaixo dessas linhas – e scottish fold. Assim, em 2004, nasceu o primeiro levkoy, um gatinho sem pelo com as orelhas caindo para a frente, graças aos seus genes escoceses.

Don Sphynx

No entanto, apesar de sua crescente popularidade, organizações como a World Cat Federation (WCF) e a The International Cat Association (TICA) ainda não reconhecem a raça. Mas já foi admitida em clubes de criação russos e ucranianos.

Um gatinho de aparência alienígena, com orelhas caindo para a frente. Esse é o levkoy ucraniano, um felino que faz parte da lista atual de raças de gatos sem pelo que estão na moda.

Características físicas do levkoy ucraniano

Gosto não se discute e todos os animais devem ser amados e apreciados. Se você olhar bem, encontrará beleza nesse gato que parece quase estranho, mas ao mesmo tempo elegante e musculoso. Apesar das rugas que se formam na sua aparente pele espessa, especialmente na barriga, cabeça e pescoço.

Além de sua falta de pele e suas grandes orelhas dobradas para frente, outras características físicas desse felino, são:

  • Tamanho médio.
  • Peso: entre 4 e 7 quilogramas para machos e entre 3,5 e 5 as fêmeas.
  • Altura: entre 20 e 25 centímetros o machos e entre 18 e 23 as fêmeas.
  • Cores: cinza, preto, branco e marrom.
  • Cauda: fina.
  • Patas: longas e musculosas.
  • Cabeça: em forma de cunha e achatada. O rosto é anguloso e as maçãs do rosto se destacam. Algumas pessoas salientam que seu perfil é um pouco parecido com o do cão.
  • Bigodes: curtos e ligeiramente ondulados.
  • Olhos: em forma de amêndoa e de cores claras.

Um gatinho que sabe como se adaptar

Se sua casa é pequena, o levkoy ucraniano pode se tornar seu animal de estimação ideal. Como ele não é muito inquieto – mas sem perder a curiosidade -, adapta-se sem problemas a pequenos espaços. Mesmo que não tenha muito espaço para brincar.

Doce, sociável e extrovertido, ele tende a amar o seu dono e é muito provável que o siga por toda a casa. Ele não lembra os cães apenas em seu aspecto físico.

É um animal equilibrado e estável. Entretanto, você deve ter em mente que o levkoy ucraniano não gosta de ficar sozinho. Assim, se não houver humanos que possam passar o dia inteiro com ele, é conveniente preferir a companhia de outros animais de estimação.

Cuidados especiais para o levkoy ucraniano

Com uma expectativa de vida variando de nove a 15 anos, esse gatinho requer cuidados especiais devido à sua pelagem escassa. Para manter a temperatura do seu corpo, precisa de uma dieta rica em calorias e proteínas. Ele também pode precisar de roupas, como você pode ver na próxima fotografia.

Levkoy ucraniano usando uma camiseta

Além disso, você deve protegê-lo do frio e evitar que o sol cause irritação e queimaduras na sua pele exposta. Consulte o veterinário sobre a melhor maneira de cuidar deles, uma vez que, como é óbvio, tendem a sofrer com doenças dermatológicas.

Por outro lado, é um gatinho que deve ser banhado pelo menos uma vez por mês. Isso ocorre porque a sua pele libera uma substância oleosa, como forma de proteção, mas que  fica impregnada de sujeira.

Lembre também que, apesar de não ter quase nenhum pelo, esse não é um animal hipoalergênico. As alergias efetivamente são provocadas pelas células mortas que se desprendem da pele do gato e por uma substância presente na sua saliva.