Macacos que usam ferramentas há 3000 anos

Há 3.000 anos, existem macacos que usam ferramentas. Esses primatas são conhecidos como macaco-prego.
Macacos que usam ferramentas há 3000 anos

Última atualização: 08 Agosto, 2020

A existência de macacos que usam ferramentas já é bastante conhecida por nós, e esses primatas são animais muito inteligentes e habilidosos. Mas cada vez mais estudos estão tentando entender se isso já acontece há muito tempo.

Um estudo sobre os macacos que usam ferramentas

Agora, um novo estudo estabeleceu que o uso das ferramentas por macacos-prego ocorre há mais de 3.000 anos, o que excede em muito as estimativas anteriores que falavam em 700 anos para o macaco-prego-das-Guianas.

Esse estudo, realizado em macacos-prego, mostra que existem primatas que usam ferramentas há pelo menos 3.000 anos, embora o número possa ser ainda maior.

O estudo foi realizado no Parque Nacional da Serra da Capivara, no BrasilLiderado pelo Dr. Tomos Proffitt, o trabalho revela várias fases do uso de ferramentas, algo muito semelhante ao que acontece em reservas humanas como a de Atapuerca, na Espanha.

Assim, as primeiras fases consistem em pequenas ferramentas. Porém, apenas 250 anos atrás começou uma fase em que os macacos que usam ferramentas nesse parque passaram a usar pedras maiores.

Um estudo sobre os macacos que usam ferramentas

Os pesquisadores coletaram mais de 1.600 pedras que esses macacos usavam para quebrar as nozes com as quais se alimentam, facilitando a observação da evolução dessas pedras.

É preciso lembrar que nenhuma cultura cumulativa foi encontrada em outro primata que não o homem. Isso significa que, embora as ferramentas mudem, elas não precisam ser aprimoradas, pois esses animais não ampliam seus comportamentos culturais como os seres humanos.

Conheça os macacos no Brasil

O macaco que usa ferramenta há 3.000 anos não é outro senão o macaco-prego-amarelo (Sapajus libidinosus), primata encontrado apenas no Brasil.

Esses primatas medem entre 30 e 44 centímetros de comprimento, embora sua cauda os faça dobrar de tamanho. Essa cauda é preênsil, o que significa que pode ser usada para agarrar objetos, como se fosse um terceiro braço.

Os macacos-prego, além de serem os macacos que usam ferramentas com mais frequência, também têm comportamentos de automedicação e comportamentos culturais muito curiosos.

No caso do macaco-prego-amarelo, ele se alimenta principalmente de frutas de palma e insetos. Portanto, o uso de ferramentas para esses animais é muito importante para abrir as frutas.

Eles têm uma grande atividade diurna e habitam grandes territórios de, aproximadamente, 300 hectares, onde grupos de cerca de nove indivíduos passam o dia procurando fontes de alimento. Ainda assim, foram registrados grupos de mais de 50 espécimes se movendo de árvore em árvore.

Macacos no Brasil

Infelizmente, os macacos-prego são um dos primatas que mais sofrem devido à ação humana. Isso acontece porque nós os capturamos e criamos para tê-los em casa, embora a realidade seja que não é permitido ter um macaco como animal de estimação.

Por esse motivo, devemos estar cientes de que, embora a inteligência desse animal possa nos lembrar a de um ser humano, esses espécimes devem permanecer com seu próprio grupo, pois são animais sociais que sofrem muito como quando criados como de estimação.

Pode interessar a você...
Túmulos de animais: um macaco de 4.000 anos
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Túmulos de animais: um macaco de 4.000 anos

Para muitas pessoas, os túmulos de animais são algo que desperta grande interesse, principalmente aqueles muito antigos. Saiba mais aqui!