Curiosidades sobre o macaco-prego

· fevereiro 14, 2019
Eles são capazes de entender conceitos como o de justiça e o do dinheiro, usar ferramentas que eles próprios criam e, também, de usar vocalizações para se comunicar com seus pares. Eles também se socializam e fazem amizade com o macaco-esquilo. 

As curiosidades sobre os macacos-prego são muito interessantes. Embora existam várias espécies de Sapajus, o macaco-prego é provavelmente o mais conhecido. Presente em inúmeros filmes e séries, para a infelicidade deste animal, tem comportamentos surpreendentes.

Curiosidades sobre o macaco-prego: suas cristas

Uma das curiosidades sobre o macaco-prego tem a ver com as cristas. Ele tem duas: uma de um lado e outa no meio do crânio (sagital).

Os macacos-prego pertencentes ao gênero Sapajus se diferenciam por teremuma crista sagital no crânio, particularmente no caso dos machos.

Normalmente, esta crista sagital aparece em animais com uma mordida poderosa: leões, gorilas e, até mesmo, o famoso e extinto Tyrannosaurus são alguns dos animais com crista sagital, o que parece indicar que os macacos-prego têm uma excelente mordida, porque também possuem uma mandíbula forte com dentes largos, o que lhes permite comer alimentos duros.

Mas, além disso, outra das curiosidades sobre o macaco-prego é que eles desenvolvem uma crista de pelos pretos, que é especialmente proeminente nos machos, e ainda mais naquele que possui o domínio do grupo.

Esta espécie intimida emitindo vocalizações e arqueando as sobrancelhas, o que faz com que, ao levantá-la, mova também a crista.

Curiosidades sobre o macaco-prego: alimentação 

Estes animais são onívoros e embora a maioria de sua dieta seja baseada em frutas, raízes ou plantas, é certo que insetos, répteis e anfíbios são também parte de sua alimentação, bem como pequenos mamíferos ou mesmo ovos.

Mas uma das curiosidades sobre o macaco-prego é que ele gasta muita energia física em sua dieta: dedica seu dia a quebrar nozes, galhos, arrancar cascas das árvores, levantar rochas ou a morder frutas duras.

macaco-prego

Os macacos-prego também sabem onde encontrar toda a sua comida, porque eles têm um cérebro grande para seu pequeno tamanho, o que lhes permite ter um mapa mental de onde encontrar os recursos certos.

Curiosidades sobre o macaco-prego: banhos com cebola

Os banhos com cebolas e outros materiais são um comportamento quase instintivo. Eles usam limão ou outras frutas cítricas, insetos ou algumas plantas com princípios antiparasitários, para evitar doenças e parasitas.

Acredita-se que esse comportamento tenha várias funções: por um lado, o banho com esses elementos é antiparasitário e repele carrapatos e mosquitos. 

Por outro lado, reforça as relações sociais, já que os macacos-prego se juntam e compartilham a cebola o máximo possível.

Isso também permite que eles alcancem áreas onde não podem sozinhos. No entanto, o macaco-prego, como outros primatas da América do Sul, tem uma cauda preênsil, que pode facilmente chegar à maior parte do corpo. 

Curiosidades sobre o macaco-prego: uso de ferramentas

O macaco-prego é conhecido por sua grande inteligência, pois é um dos melhores exemplos de animais que usam ferramentas.

Eles foram observados usando recipientes naturais de água, bastões para alcançar alimentos, esponjas para absorver líquidos e até mesmo martelos e cinzéis naturais.

Também usam pedras para cavar tubérculos, e até mesmo alteram pedras usando outras pedras para, então, depois usá-las.

Esse comportamento só foi visto em humanos, grandes símios e macacos-prego, o que nos dá uma ideia de sua extrema inteligência.

macaco-prego

Em cativeiro, macacos-prego foram vistos usando pedras afiadas para cortar barreiras. Alguns cientistas calculam que a sua capacidade de usar ferramentas é semelhante à de um de nossos ancestrais, especificamente aqueles que antecederam o Homo habilis.

Curiosidades sobre o macaco-prego: dinheiro e justiça

Macacos-prego até mesmo demonstraram entender o conceito de dinheiro após um treinamento. 

Ou seja, eles entenderam que certos símbolos e fichas eram equivalentes a comida e tinham valor.

Assim, os macacos-prego começaram a dar um valor para a comida e deram aos pesquisadores o que eles achavam que era adequado.

Esses primatas também entendem o conceito de justiça: depois de recompensar dois macacos-prego com uvas e pepino para a mesma tarefa, o vencedor com o pepino ficou zangado com o pesquisador e jogou na cara dele. Confira o vídeo.

Curiosidades sobre o macaco-prego: relação com outros macacos

Os macacos-prego até mostraram relações amistosas com outros primatas na natureza: o macaco-esquilo e o macaco-prego se juntam para caçar insetos e obter outros alimentos. 

Assim, há mais macacos observando a presença de predadores, porque ambos têm um inimigo comum: as aves de rapina da floresta amazônica.

macaco-prego

Descobriu-se que macacos-prego e macacos-esquilo podem passar juntos até metade do dia, embora eles normalmente durmam separadamente.

Em cativeiro, eles também convivem juntos e, embora a entrada para o ambiente dos macacos-esquilo tenha sido limitada para que os macacos-prego não entrassem, os macacos-esquilos iam ao quarto dos macacos-prego para se socializar.

Curiosidades sobre o macaco-prego: uma comunicação complexa

Entre as curiosidades sobre o macaco-prego destaca-se sua comunicação oral. Eles possuem várias vocalizações para manter contato entre os membros do grupo, chamados de alerta ou até mesmo de ameaças. 

O uso da urina nos pelos e da glândula torácica parecem ter como objetivo a comunicação olfativa. Esta glândula aparece nos machos do macaco-prego e parece estar relacionada com a marcação de território.

Os macacos-prego machos têm comportamentos de reuniões, nos quais correm para se abraçar e se reunir enquanto gritam de alegria. Este comportamento não foi observado nas fêmeas e acredita-se que reforça as relações entre os grupos.

Macaco-prego

Macacos-prego possuem grande expressividade facial e possuem pelo menos sete expressões faciais características. Como outros primatas, mostrar os dentes como um sorriso humano é uma ameaça, não uma demonstração de felicidade.

Macaco-prego: uma espécie ameaçada?

O macaco-prego mostrou que, apesar do assédio permanente que recebeu, adapta-se muito bem à presença humana. 

É uma das poucas espécies de primatas que ainda não estão ameaçadas, embora o ser humano venha destruindo seu ecossistema. De fato, é o primata com maior distribuição na América do Sul depois do ser humano.

Eles também foram capturados para a indústria cinematográfica, espetáculos e até mesmo para se tornarem animais de estimação.

Infelizmente, muitos desses animais são explorados como atores e para servir aos caprichos humanos, e é por isso que um macaco com roupas não é engraçado de se ver. O lugar destes animais é a selva. Nunca uma casa humana ou gaiola em um laboratório!