As cacatuas usam ferramentas de vários materiais

· maio 1, 2019
Diversos estudos relacionados a cacatuas utilizando ferramentas revelam o grande intelecto dessas aves e a complexidade de seu comportamento.

Assim como outros pássaros, as cacatuas usam ferramentas, isso é um fato. No entanto, todos os dias descobrimos novas habilidades que demonstram a complexidade desse comportamento. Neste caso, um grupo de cientistas mostrou que as cacatuas usam ferramentas de diferentes materiais.

As cacatuas usam ferramentas de vários materiais

A equipe de Alice Auersperg descobriu que a cacatua-de-goffin é capaz de fabricar a mesma ferramenta usando vários materiais.

Esse comportamento, na mesma linha do estudo que mostrou que os corvos fazem ferramentas e as aperfeiçoam, mostra que o uso de ferramentas em aves não é tão simples quanto pensávamos e não se baseia em mera imitação.

O experimento foi realizado em conjunto entre a Universidade Veterinária de Viena e a Universidade de Oxford. Quatro cacatuas desta espécie foram submetidas a uma série de testes para obtenção de alimentos.

Como o experimento foi realizado

Os pesquisadores colocaram quatro materiais diferentes ao alcance das aves: um pedaço de papelão, cera de abelha, tábua de madeira e um galho de árvore. Embora a cera não tenha sido usada, os pássaros usaram os três materiais restantes para alcançar a recompensa criando uma espécie de gancho.

Comportamento da cacatua

No caso da tábua, eles mordiam e dobravam para moldá-la, enquanto pegavam pedaços de papelão ou retiravam as folhas para fazer ferramentas com o restante dos materiais.

Isso significa que, assim como os corvos, esses pássaros imaginam o objeto de que precisam para resolver o problema e o constroem com um mapa mental.

O que o resultado desse experimento significa?

A equipe de pesquisadores explica que a moldagem do papelão foi a mais marcante, porque foi feita a partir de uma peça que não se parecia com a ferramenta que eles queriam usar.

Curiosamente, esse tipo de cacatua não usa ferramentas de maneira natural. Dessa forma, o uso de ferramentas não parece ser de origem evolutiva, mas uma aplicação de seu intelecto complexo.

Os objetivos deste estudo são criar programas de computador que usem os mesmos padrões mentais praticados por esses animais ao usar ferramentas, que podem ter dezenas de aplicações práticas.

Saiba mais sobre a cacatua que foi estudada

As cacatuas-de-goffin (Cacatua goffiniana) são aves que só podem ser encontradas na natureza nas Ilhas Tanimbar, um grupo de 66 ilhas na Indonésia. É a menor espécie de cacatua branca, embora as calopsitas, que pertencem a essa família, sejam menores.

Inteligência das cacatuas

Sua população não é muito fragmentada, e considera-se que esta ave está quase ameaçada. Porém, isso vai de acordo com as diferentes categorias que definem se uma espécie está ou não em perigo de extinção.

A inteligência das cacatuas-de-goffin

O fato de essas cacatuas usarem ferramentas de materiais diferentes não é a única descoberta que revelou sua inteligência extrema. Este é o segundo pássaro, após o corvo, em que o autocontrole foi descoberto.

Foi realizado um experimento em que esses animais receberam nozes pecan. Tais nozes poderiam ser trocadas por castanhas de caju após um certo tempo.

Normalmente, esse comportamento não é visto nas aves. Ou seja, elas não costumam ser capazes de se conter para obter uma recompensa maior, pois significa abrir mão do anterior.

Também conseguiram que essas aves abrissem mecanismos de até cinco fases em ordem. Foram até mesmo capazes de reabri-lo uma vez que o mecanismo fosse modificado, o que novamente mostra uma enorme adaptação.