Mastim dos Pireneus: tudo sobre essa raça

Apesar de seu grande tamanho, o mastim dos Pireneus se caracteriza por ser um cão muito dócil e nobre que, além disso, pode se tornar obediente se for treinado da maneira correta.
Mastim dos Pireneus: tudo sobre essa raça

Última atualização: 02 setembro, 2021

O mastim dos Pireneus é um cão de raça gigante que anteriormente cumpria a função de proteger rebanhos. Esse grande guardião é considerado muito fiel, inteligente e amoroso. Além disso, acaba sendo uma excelente companhia para quem procura ter um cão protetor em casa que, por sua vez, seja muito tranquilo.

Essa grande raça requer alguns cuidados e atenções para atingir plenamente sua expectativa de vida, que varia entre 8 e 12 anos. Se você tem um mastim dos Pireneus em casa, a seguir encontrará tudo o que precisa saber sobre esse cão.

Origem do mastim dos Pireneus

O mastim dos Pireneus é uma das raças de cães espanholas. Segundo especialistas, esse cão surgiu após o cruzamento entre o mastim espanhol e o cão da montanha dos Pireneus. Especificamente, é uma raça originária dos Pireneus Aragoneses e se considera que surgiu na Espanha há séculos, por navegantes vindos do Mediterrâneo.

Com o tempo, foi um cão usado para proteger rebanhos e gado. Foi ainda utilizado para afugentar predadores como o lobo e o urso, devido ao seu aspecto imponente e robusto. No entanto, após a Guerra Civil Espanhola, foi uma raça que entrou em declínio devido às dificuldades financeiras, visto que era caro manter um cão do seu tamanho.

Na década de 1970, Rafael Malo Alcrudo iniciou um trabalho de recuperação da raça com os poucos exemplares encontrados no campo e com características típicas do mastim tradicional. Em seguida, em 1977 foi realizada a fundação do Clube Mastim dos Pireneus da Espanha.

 

Um mastim dos Pireneus.

Características

O mastim dos Pireneus pertence aos molossos, um grupo de cães que se caracteriza por sua constituição musculosa, com mandíbulas fortes e focinho curto. Esse cão tem uma cabeça grande e moderadamente longa, seus olhos são pequenos, amendoados e escuros, e suas orelhas são médias, caídas, achatadas e de formato triangular.

Da mesma forma, é um cão com pele elástica e grossa, pescoço largo, forte e flexível, e cabelos grossos e moderadamente longos. O mastim dos Pireneus tem corpo retangular, muito forte e robusto. As fêmeas podem pesar entre 55 e 77 quilos, enquanto os machos chegam a 90 a 100 quilos.

Em relação ao tamanho, de acordo com a International Cynological Federation, em altura na cernelha, as fêmeas dessa raça podem atingir entre 72 e 75 centímetros. Já os machos medem de 77 a 81 centímetros.

Comportamento

Embora seu tamanho possa torná-lo um cão muito imponente, o mastim dos Pireneus se caracteriza por ser uma raça muito dócil e nobre. Esse cão é carinhoso, particularmente inteligente, corajoso e tem um grande instinto guardião. Portanto, é um animal ideal para crianças, com quem consegue se dar muito bem.

O mastim dos Pireneus é indiferente quando estranhos estão por perto, mas não é descuidado ou excessivamente agressivo. Por outro lado, ele é benevolente em seu relacionamento com outros cães, mas se necessário, não hesita em mostrar suas habilidades de luta.

Em geral, é um cão afável, seguro de si e descontraído. Da mesma forma, é bastante confiável e muito fiel, especialmente com os membros da família em que vive. O mastim dos Pireneus tem expressão alerta e latido grave e profundo.

Educação

Para que o mastim dos Pireneus seja criado como um cão obediente, é importante que sua educação comece desde quando é filhote. Essa raça pode demorar para atender aos pedidos e precisa de tempo e paciência para conseguir.

Uma boa educação e treinamento permitirão que você tenha controle sobre o cão. Porém, essa conquista é obtida de forma progressiva e com a ajuda de incentivos (prêmios e carinho). Além disso, após a obediência básica, o mastim dos Pireneus poderá realizar exercícios, atividades e outras tarefas caninas.

Por outro lado, esse grande cão também deve ser educado para que possa conviver em ambientes diferentes daquele ao qual está habituado. Principalmente, você deve evitar a todo custo transformá-lo em um cão preguiçoso.

Cuidado de mastins dos Pireneus

Como qualquer animal de estimação, o mastim dos Pireneus requer alguns cuidados que lhe permitam se desenvolver corretamente e ter qualidade de vida. Aqui estão alguns dos pontos mais importantes em relação ao cuidado dessa raça:

  • Vacinas e avaliação profissional: como primeira medida, é importante que o mastim dos Pireneus tenha todo o esquema de vacinação necessário para prevenir complicações em sua saúde. Da mesma forma, é vital que um veterinário avalie periodicamente o cão e determine sua condição.
  • Alimentos: devido às grandes dimensões do mastim dos Pireneus, é essencial controlar o seu peso através da alimentação. Certifique-se de fornecer a esse cão uma dieta completa e balanceada e tome cuidado para não dar a ele mais comida do que o necessário. Esse cão é guloso e pode ficar com sobrepeso e obesidade.
  • Higiene: é necessário escovar diariamente a pelagem do mastim dos Pireneus para evitar o acúmulo de sujeira em seu corpo. Além disso, é uma tarefa útil para detectar possíveis parasitas, como pulgas e carrapatos a tempo. É ideal que ele tome banho uma vez por mês para se manter limpo e macio.

Saúde

Para cuidar da saúde do mastim dos Pireneus, é importante seguir os cuidados mencionados. Entre as complicações que essa raça pode ter, está a torção de estômago, uma condição que muitas vezes é causada pela ingestão rápida e vigorosa de alimentos.

Da mesma forma, essa raça é propensa a apresentar problemas de saúde hereditários, como displasia de quadril, uma condição que impede a colocação adequada do fêmur no osso pélvico. Como resultado, essa patologia causa muita dor e dificuldade para andar.

Surdez, síndrome de Wobbler, distúrbios de coagulação, disfunção plaquetária e displasia da válvula tricúspide são outras doenças que o mastim dos Pireneus pode apresentar. Lembre-se sempre de prestar atenção ao estado de saúde desse cão e não se esqueça de levá-lo para avaliações com um profissional.

Por fim, tenha em mente que o mastim dos Pireneus é um cão e uma companhia em que você sempre encontrará fidelidade, amor e nobreza. No entanto, o ideal é que ele sempre receba o mesmo carinho em troca. Parte de valorizar um animal de estimação se reflete em fornecer cuidados que lhe proporcionem um estilo de vida saudável e saudável.

Pode interessar a você...
Poochon: tudo sobre essa raça
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Poochon: tudo sobre essa raça

O poochon é um cão sem raça definida que requer muita atenção e carinho. Ele cão gosta da companhia dos seus cuidadores, jogos e comidas.