México oferece cães policiais aposentados para adoção

· fevereiro 21, 2017

O México lançou uma proposta de adoção de cães policiais aposentados. Os animais são uma grande ajuda para as forças policiais e militares de todos os países. Mas há um momento em que eles também se aposentam e, às vezes, não encontram um lar que os ame durante seus últimos anos.

A iniciativa de adotar cães policiais aposentados no México

Nas palavras de Renato Sales Heredia, Comissário de Segurança do México, os cães podem ficar com uma família tão logo eles se aposentem de suas funções. Há muitos casos de cães que, após a aposentadoria, foram adotados por seus antigos colegas. Mas nem todos têm o mesmo destino.

danko-o-cao-policial-aposentado

Fonte: www.elconfidencial.com

A primeira geração de cães policiais aposentados no México é encabeçada por “Rosty”. Ele é um funcionário canino com nove anos de serviço impecável e vários cursos para detectar drogas feitos na Colômbia. Como bem observado pelo policial federal Jorge Luis de Aquino, até pouco tempo atrás, eles eram dispensados de suas funções (para não dizer sacrificados ao final de sua vida útil). Mas, felizmente, isso mudou.

O policial canino atribuído a Rey David Villalobos, o cão Tóquio, espera para ser adotado por seu parceiro. Ele tem duas filhas e está ansioso para levar para casa e dar todo o amor e cuidado que ele merece após seus anos de trabalho e dedicação. É digno de nota que estes cães policiais aposentados com 9 ou 10 anos de idade ainda podem viver por mais 5 ou 6 anos.

Tóquio e Rey fizeram juntos várias operações contra os cartéis de drogas. Embora ambos os oficiais corressem perigo durante os tiroteios, a especialidade do cão era detectar drogas, papel moeda e armas.

Outro caso é o de “Claudia”. Uma cadela Golden retriever preta, que foi a fiel companheira da suboficial Carmen Durán por nada menos que 9 anos. Juntas, elas investigaram mais de 30 ameaças de bomba em 2009. Tudo isso depois de um ataque do crime organizado em uma praça pública da cidade de Morelia, durante as comemorações da independência mexicana.

O futuro destes cães

Os cães que não conseguem encontrar um lar junto a seus ex-colegas vão para a Associação Cinófila do México. Lá eles se encarregam de encontrar uma família em concordância com o perfil do cão. Essa é uma profunda mudança em relação ao que acontecia antes. Nas palavras de Manelich Castilla Craviotto, “exemplares caninos eram considerados como um bem ou uma ferramenta para a instituição e eram tratados como tal”.

Hoje, eles são reconhecidos por aquilo que são, agentes caninos a serviço da segurança dos cidadãos. Portanto, têm o direito à vida. De agora em diante, todos aqueles que desejam adotar cães policiais aposentados no México apenas têm que ir à Associação responsável pela conexão, com amor e dispostos a oferecer tudo o que esses cães precisam.

Outra iniciativa para adotar cães policiais aposentados na Catalunha

cao-policial

Desde 2014, a ONG “Retired Dogs 112” faz a mediação entre os agentes caninos das forças de segurança que são aposentados do serviço e as famílias adotivas em potencial. Uma das mais lindas histórias desde a fundação desta organização é a de Brian. Ele serviu por anos e, fisicamente já enfraquecido, teve que dar lugar a seus congêneres mais jovens.

Este belo pastor alemão de pelos negros turvos teve que aguentar várias missões como parte da polícia espanhola, até se aposentar. Depois, ele foi adotado por Rafael e sua família. Tudo graças a essa ONG dedicada a conectar cães aposentados com famílias ansiosas para lhes dar um lar.

De acordo com o homem, um nativo de Barcelona, os seus filhos identificaram o cão como um oficial de polícia e, portanto, como um herói. Ele era um veterano com mais mil batalhas e ganhou admiração por suas façanhas. Brian levou apenas dois meses para se acostumar a ser um animal de estimação, já que durante o processo de adaptação sua personalidade de “polícia” veio à luz.

Fonte de imagens: lanacion.com.ar e www.elconfidencial.com