Músicas dedicadas aos pássaros

· outubro 11, 2018
Esses temas musicais lembram momentos de infância ou amores que não puderam ser. Eles também representam liberdade ou simplesmente descrevem a espécie por sua canção ou seu voo.

O reino animal tem sido uma fonte de inspiração para criações artísticas desde tempos imemoriais. Nesta oportunidade, queremos relembrar algumas belas músicas dedicadas aos pássaros.

Seleção de músicas dedicadas aos pássaros

O ser humano usou esses seres para falar sobre si mesmo em diferentes circunstâncias. Às vezes como lembrança da infância ou amor perdido; outros, como simbolismo da liberdade. Embora também, às vezes, só execute uma descrição poética do pássaro, seu voo ou sua canção.

Aqui deixamos uma seleção variada de tópicos abordados de diferentes ângulos por artistas de diferentes épocas e locais. Esperamos que você goste.

Mis gaviotas

Nesta canção incluída no álbum La Paloma, lançado em 1969, Joan Manuel Serrat recorda a sua infância. “(…) cresci sonhando, perto do mar, / ao lado das rochas, / um dia aprendi a voar, / aprendi a voar / como minhas gaivotas”, canta ele.

Mais tarde, a cantora catalã lamenta: “Fui deixada sozinha / cavando o solo, procurando minha infância. / Ela não voltará jamais, / ficou para trás, / sob a areia, perto do mar, / ao lado de algumas pedras / que não podem voar, / como minhas gaivotas”.

gaivota voando

O ser humano foi inspirado por diversos temas ao criar obras musicais. Nesta oportunidade, oferecemos uma seleção de músicas dedicadas aos pássaros.

-Blackbird (Melro-preto)

Há meio século, Paul McCartney escreveu sobre este tema, que, segundo dizem, serviu como inspiração durante tensões raciais que dominaram os Estados Unidos tempos atrás. Blackbird então foi incluída no álbum duplo intitulado The Beatles, também conhecido como The White Album.

melro-preto

Melro-preto que canta na morte da noite, / pegue suas asas e aprenda a voar. / (…) Voe melro-preto, voe (…) / Toda a vida / você esperou por este momento para voar”. O certo é que Turdus merula que McCartney menciona é caracterizado por emitir um som melodioso e de flauta, que se ouve durante o crepúsculo.

-Totí

Também de cor preta, mas com brilho violeta e esverdeado, a Ptiloxena atroviolacea é uma ave endêmica de Cuba. A este pássaro, Silvio Rodríguez dedicou a canção que abre o álbum Expedition, lançado em 2002.

totí cubano

“Belo totí fuligem, / tela do universo, / divertido, obturador, / fantasma inverso, / flecha de um demônio divino”, canta Silvio. Se você quiser ouvir esta inspirada criação do grande trovador cubano, aqui está um link.

– Pájaro campana

Conhecido também como araponga e pássaro-campana, o Procnias nudicollis é a ave nacional do Paraguai. No entanto, é uma espécie ameaçada por causa da perda de habitat e caça intensiva para o mercado de animais.

araponga

A verdade é que esse pássaro, que canta de forma semelhante ao eco de um golpe metálico, inspirou uma linda polca paraguaia composta nos primeiros anos do século passado. Popularizada por Félix Pérez Cardozo, seu autor foi Carlos Talavera.

E embora enfatizem suas versões instrumentais onde a harpa brilha, o argentino Eduardo Rayo soube bem como escrever a letra: “Alucinante araponga, / luz que floresce em um galho, / voa alegre e corajoso. Seu canto é o meu. / Amor e ilusão com o ding-dong / de seu trinado”.

– Endecha española

Entre as músicas dedicadas aos pássaros não poderíamos deixar de mencionar este belo trabalho da multifacetada María Elena Walsh. Embora essa Argentina tenha se destacado por suas criações dedicadas às crianças, também lançou álbuns para o público adulto.

cegonha

A Endecha española está incluída no álbum El buen modo, de 1975. Na canção, Walsh menciona quatro pássaros e os relaciona com diferentes cidades espanholas. Assim, ela nos fala do pombo que desce até a Rambla de Barcelona “com a morte nas asas”, e da cegonha que faz seu ninho em um campanário de Valdepeñas.

Também se refere a uma gaivota de San Fernando de Cádiz e às andorinhas que “voltarão escuras / sempre a Sevilha”. Se você quiser ouvir esta canção, deixamos aqui a versão do grande Victor Manuel.