O cirneco do Etna: um pequeno e ágil caçador

· maio 11, 2018

O cirneco do Etna é uma raça de cão de pequeno porte. É uma espécie pouco conhecida e parece um vira-lata, mas por trás dela se escondem cães com muita história e um grande coração. Vamos contar tudo sobre ele neste artigo.

História do cirneco do Etna

O cirneco do Etna é um tipo de podengo que habita a Ilha da Sicília. No entanto, é uma raça de cão milenar que aparentemente descende dos cães de caça do Egito Antigo. É provável que os fenícios tenham espalhado essa raça por todo o Mediterrâneo.

Encontramos provas da existência dessa raça em moedas, mosaicos ou vasos que datam de séculos antes de Cristo. Acredita-se que seja uma das raças de cão de caça mais antigas que existem.

Características

Cirneco do Etna

O cirneco do Etna é um cão de médio porte, de corpo magro, elegante e robusto, mas que apresenta uma musculatura definida e forte. Além disso, os machos medem entre 45 e 50 centímetros da base do pescoço até o rabo e podem pesar de 12 a 15 quilos, ao passo que as fêmeas são um pouco menores, já que medem entre 40 e 45 centímetros e chegam a pesar até os oito ou dez quilos.

Eles têm um pelo curto e espesso, mais macio na área das orelhas e das patas. Pode apresentar todas as tonalidades de pardo, desde o bege mais claro ao pardo mais intenso, embora possam aparecer com o branco misturado em seu corpo: na barriga, no tórax, na cabeça, etc.

A cabeça é estreita e o focinho, largo e pontiagudo; o stop, isto é, a área entre a base do crânio até o focinho, é pouco pronunciado. Ele tem orelhas pontiagudas e voltadas para frente, ficam acima do crânio e muito perto uma da outra. Os olhos são pequenos e podem ter uma coloração âmbar, ocre ou avelã; não sendo nunca pretos, cinza ou amarelos.

Comportamento

O cirneco do Etna é um tipo de cão podengo e, por isso, é um cão de caça. A sua especialidade é seguir o rastro dos animais pequenos, como coelhos, e persegui-los até capturá-los. 

É um cão de movimentos ágeis e elegantes, pois gosta de saltar entre as rochas e se desenvolve com desenvoltura entre as ladeiras das montanhas, como as do vulcão Etna, de onde é proveniente. Na hora de caçar, é silencioso e inteligente. 

No entanto, cabe ressaltar que é feliz desempenhando o papel de cão de companhia. Essa raça se mostra leal e afetuosa com o seu dono e, inclusive, pode chegar a vigiar a casa.

É um cão tranquilo, mas tem grandes níveis de energia que precisa gastar. Ele está sempre alerta e pode chegar a se tornar dependente do seu dono. São tolerantes e perseverantes, mas também têm espírito  independente, sendo assim, precisam receber um adestramento específico para colaborar com o seu dono no momento da caça.

cirneco do etna

Cuidados

O cirneco do Etna precisa de poucos cuidados. Ele tem o pelo curto, por isso, tomando banhos regulares e escovações semanais, seu pelo vai ficar bonito e lustroso. Nas épocas de muda, é bom aumentar a quantidade de escovações para eliminar o pelo morto e prevenir problemas de pele.

Essa raça não tem doenças comuns congênitas, mas como todos os cães de caça, devem fazer check-ups constantes à procura de parasitas externos. Os carrapatos transmitem doenças perigosas e durante os seus passeios ao ar livre, algum carrapato pode se agarrar nele.

Ele não precisa de mais consultas no veterinário do que outras raças de cães. É preciso que as desparasitações internas e externas estejam em dia, assim como as vacinas.

Normalmente, são cães saudáveis e fortes. Para o seu bem-estar físico e mental, precisam fazer grandes passeios em liberdade. Eles gostam, principalmente, dos terrenos montanhosos e escarpados, onde podem calmamente liberar a sua energia.

São cachorros teimosos, dessa forma, não vai dar certo submetê-los a um adestramento baseado no castigo ou na imposição de ordens. Com o reforço positivo e experiências agradáveis, e sendo um cão inteligente, torna-se fácil de ser adestrado.

O cirneco do Etna é um cão de uma raça primitiva que se disseminou pelas terras ao redor do Mediterrâneo, mas encontrou seu lar na Sicília. Trata-se, então, de uma raça de cães com muita história e força.

São afetuosos e caçadores leais que confiam no seu olfato e instinto para conseguir capturar suas presas. Como todos os podengos, são cães ativos que desfrutam da liberdade e sofrem grandes quantidades de estresse nas cidades.