O estresse no cavalo

março 31, 2019
O estresse no cavalo, caso se torne excessivo, pode causar diferentes tipos de alterações físicas e mentais no animal.

Não só os seres humanos podem ser afetados pelas consequências negativas do estresse. Os equinos também sofrem com o estresse, e seus sintomas podem prejudicar gravemente sua qualidade de vida e saúde. A seguir, vamos falar sobre o estresse no cavalo, como identificar o problema e aliviá-lo.

O que é o estresse?

Em termos biológicos, o estresse é definido como um conjunto de alterações físicas e mentais que ocorrem em resposta a estímulos repetidos, como medo, frio, alegria, etc.

Em geral, tendemos a associar o estresse a contextos e sentimentos negativos, como uma situação perigosa. No entanto, há também o “estresse positivo”, que define a tensão produzida em contextos que superexcitam o animal.

Esse tipo de estresse é muito comum em cães quando eles percebem que estão saindo para uma caminhada ou que seu dono está prestes a voltar para casa. Mas também pode afetar os humanos e várias outras espécies, incluindo os cavalos.

O estresse nem sempre é algo ruim

Um grau de estresse não é apenas positivo, mas é necessário que os indivíduos estejam alertas e sejam capazes de reagir.

Lembre-se de que a sobrevivência dos animais depende, em grande parte, de sua capacidade de detectar perigos e reagir a tempo de fugir ou se defender.

Cavalos no pasto

No entanto, o problema surge quando o estresse é excessivo ou constante, o que impede que o corpo volte ao seu equilíbrio natural após o excesso de excitação. Uma pessoa ou um animal estressado está sempre alerta, superexcitado, tenso, e não consegue relaxar.

Consequentemente, o corpo e a mente do animal começam a mostrar alterações nada positivas, que afetam a sua saúde.

Alterações de sono e apetite, problemas de concentração, redução do desempenho no trabalho, irritabilidade, fraqueza, etc. Tudo isso pode levar ao desenvolvimento de doenças.

Por que os cavalos se estressam?

O estresse no cavalo pode ter muitas causas diferentes. Graças à sua grande inteligência e sensibilidade, os equinos detectam facilmente as mudanças em seu ambiente.

Consequentemente, eles podem ser vulneráveis ​​ao estresse, principalmente quando não têm um ambiente positivo para se desenvolver.

A seguir, resumiremos as principais coisas que podem estressar os cavalos:

  • Mudanças abruptas no seu ambiente. Muitos animais se apegam a uma rotina para se proteger e evitar se expor a riscos desnecessários. Portanto, mudanças súbitas em seu ambiente geralmente causam estresse.
  • Atividade física deficitária. Os cavalos são animais muito ativos e inteligentes, que precisam ter seu corpo e mente bem estimulados para manter um comportamento equilibrado. Um estilo de vida sedentário e atividade física deficiente são causas comuns de estresse no cavalo.
  • Problemas de sono. Cavalos também precisam de descanso para reabastecer a sua energia e manter um estado mental equilibrado. Distúrbios do sono ou a ausência de um local apropriado para dormir podem gerar estresse.
  • À medida que envelhece, o corpo do cavalo se torna mais fraco e o animal muitas vezes se sente vulnerável. Portanto, ele pode se estressar mais facilmente com qualquer estímulo estranho ou excessivo em seu ambiente.
  • Ambiente e criação negativos. Os cavalos sofrem muito em ambientes negativos, onde se sentem ameaçados ou simplesmente não recebem os cuidados essenciais para o seu bem-estar. Além disso, a solidão e a falta de interação também podem estressá-lo.
  • Problemas de saúde. Doenças que causam dor intensa ou que alteram os sentidos dos cavalos podem causar problemas no comportamento e sintomas de estresse.
Cavalo malhado

Sintomas do estresse no cavalo

Os sintomas de estresse no cavalo são facilmente detectados pela observação do comportamento e linguagem corporal desses animais.

Para ajudá-lo a reconhecer esses sintomas, preparamos uma lista com os sinais característicos de estresse no cavalo:

  • Arranhar o chão com muita frequência ou intensamente
  • Ficar com o rabo levantado
  • Rigidez muscular
  • Falta de apetite
  • Bocejos
  • Dar coices
  • Executar movimentos repetitivos com a cabeça
  • Tragar ar ou bufar
  • Atitude evasiva
  • Reações exageradas
  • Ignorar as ordens habituais
  • Narinas bem abertas

Em casos de estresse crônico ou prolongado, o cavalo pode desenvolver estereotipias. Isso é, executar certas ações ou movimentos de forma repetitiva e permanente, o que pode envolver sua automutilação.

Como aliviar o estresse no cavalo?

Com essas dicas, poderemos reduzir o grau de ansiedade ou estresse em cavalos:

  • Equilibre a atividade física do seu cavalo e, assim, evite o estilo de vida sedentário e a super-estimulação.
  • Forneça uma dieta equilibrada e hidratação adequada.
  • Forneça um ambiente positivo, onde ele possa se expressar livremente e se desenvolver saudável e feliz.
  • Melhore o conforto das instalações dos seus cavalos, principalmente nas áreas de descanso.