O feneco ou raposa do deserto

· maio 9, 2018
Esse canídeo é o menor do planeta e, além disso, é um exemplo claro de adaptação, enfrentando um meio hostil como o deserto.

O feneco ou raposa do deserto é o menor dos canídeos. É um exemplo perfeito de adaptação ao meio: tudo em seu corpo, em sua alimentação e em seu comportamento estão preparados para ajudá-lo a sobreviver no deserto, um dos habitats mais extremos do planeta.

Características do feneco

O feneco é uma raça de raposa que vive no norte da África e se estende até a península do Sinai. É o menor tipo de raposa existente. Pesa entre 600 gramas e 1,5 quilos, e sua altura é de apenas 21 centímetros, apesar de chegar a 40 centímetros de comprimento devido a seu grande rabo.

Como já dissemos, com exceção de algumas raças de cães extremamente pequenas, como chihuahuas ou pinschers, trata-se do menor canídeo que existe.

A característica mais marcante dos fenecos são suas orelhas grandes, desproporcionais se comparadas com o tamanho do resto do corpo. Essas orelhas exageradas lhe servem para irradiar o calor corporal e assim se manter fresco mesmo com as temperaturas do deserto.

Da mesma maneira, suas patas são cobertas por um pelo comprido e espesso para se proteger da areia quente e, assim, evitar queimaduras. Também as aproveita para cavar a areia e construir suas tocas.

Os fenecos têm cor creme, que lhe permite se camuflar na areia do deserto. Têm o peito, o ventre e a parte inferior do rabo com uma cor mais clara, enquanto a ponta do rabo é preta. Seu pelo é espesso e lhe ajuda a se proteger da radiação solar durante o dia e lhe aquece durante a noite.

Comportamento do feneco

raposa do deserto ou feneco

Essa classe de raposas vive em pequenas manadas familiares: formam casais para a vida e os pais convivem com os filhotes. Alguns, quando crescem, abandonam o “lar”, e outros ficam mais alguns meses junto ao grupo.

São animais noturnos. Saem da toca ao cair a noite e passam o dia debaixo da terra, protegidos do calor e do sol do deserto. Esses animais cavam suas tocas eles mesmos e podem chegar a criar túneis de tocas conectadas entre si.

Suas orelhas enormes não servem somente para regular a temperatura corporal. Sua audição é muito aguçada e lhe permite ouvir as presas debaixo do solo. Como muitas outras raposas, caça pulando de surpresa em cima de suas presas, mas seu ouvido tem um papel fundamental. O feneco também pode cavar para encontrar suas presas.

Alimentação do feneco

Como muitas outras raposas, o feneco é onívoro e oportunista: alimenta-se do que encontra em cada momento e, às vezes, pode caçar. Sua alimentação se baseia em insetos, coelhos ou pequenos pássaros, mas também pode comer ovos, ervas ou frutas.

Esse canídeo está tão bem adaptado ao deserto que quase não precisa de água. Os líquidos que obtém nas plantas e nas frutas que encontra são suficientes, já que tem um sistema digestivo que lhe permite aproveitar todos os líquidos. Mesmo assim, como bom oportunista, quando encontra um oásis, não desperdiça a chance de beber água.

feneco raposa

Habitat do feneco

O habitat do feneco estende-se por todo o norte da África e chega até a Ásia. Podem ser vistos desde a costa atlântica do Marrocos até a península do Sinai.

No entanto, há mais exemplares desses animais no deserto do Saara, especialmente nas regiões da Argélia. O território mais ao sul em que podemos encontrar raposas do deserto é na fronteira norte de Níger.

Infelizmente, vale ressaltar que a destruição de seu habitat representa a maior ameaça para esses canídeos. Apesar disso, a espécie não está na lista daquelas que estão em perigo de extinção.

O feneco é a menor raça de raposa que existe, e também o menor entre os canídeos. No entanto, é um grande exemplo de adaptação completa ao meio em que vive: sua cor, sua alimentação e até suas características físicas exageradas fazem com que possa viver em um habitat tão hostil quanto o deserto.