O microchip para cães e gatos

dezembro 3, 2017

O microchip para cães e gatos tem demonstrado sua utilidade. Graças a este dispositivo, é possível estar a par do rumo do animal. Assim, se evita que o animal se perca, seja roubado e que sofra outros tipos de inconvenientes. Trata-se de uma estratégia bastante efetiva. Muitas pessoas já optaram por implantar este dispositivo em seus animais de estimação.

Que é o microchip para cães e gatos?

Trata-se de um dispositivo eletrônico de identificação para animais. O microchip para cães e gatos tem dado grandes resultados. O aparelho é formado por duas partes principais. Uma é o dispositivo em si, e a outra parte é a cápsula que o envolve. Esta cápsula é fabricada com uma espécie de vidro que não prejudica o organismo do animal. Além disso, ela é muito pequena, do tamanho de um grão de arroz.

Leitura de um microchip em um Husky Siberiano

O veterinário é o encarregado de implantar o microchip no animal. Trata-se de introduzir o dispositivo no corpo do cão ou do gato. Normalmente, o chip é inserido na região da nuca. O processo de implantação não gera grandes complicações. Trata-se de algo rápido e simples. O chip contém um código numérico único de identificação para o animal. Funciona como um documento de identidade.

O microchip para cães e gatos só se implanta uma única vez na vida do animal. Os dados do dispositivo são guardados em um banco de dados. Na Espanha, por exemplo, cada comunidade autônoma tem seu banco de dados. O dispositivo contém informações a respeito do animal de estimação e de seu dono.

Idade do pet

É recomendável que o animal tenha dois meses ou mais antes de se implantar o chip. Os dados informados ao veterinário deverão estar corretos e válidos. A informação que fica registrada no chip não poderá ser modificada. Caso o animal se perca, ou o roubem, haverá então os dados do dispositivo para ajudar a recuperá-lo.

Em caso de mudança de domicílio ou de proprietário, se deve comunicar imediatamente o veterinário. Ele iniciará de imediato um processo de modificação de dados. Se o animal morre, o veterinário também deverá ser informado.

Madrid foi a primeira Comunidade da Espanha a declarar obrigatório o uso do microchip para cães e gatos. Depois disto, muitas comunidades começaram a imitar o exemplo. Hoje em dia, em quase toda Espanha, é obrigatório o uso deste dispositivo de controle.

Para que serve o microchip para cães e gatos?

Este dispositivo tem muitas utilidades. O dono do animal de estimação será beneficiado em muitos aspectos:

  • Legalmente, o dono do animal sempre poderá comprovar que o animal lhe pertence.
  • Se o animal se perde, serão utilizados os dados do chip para o encontrar.
  • O microchip para cães e gatos também previne o abandono de animais. A lei pune àquelas pessoas que maltratam ou abandonam seus animais de estimação.

O microchip oferece informação exata sobre quem é o dono legal do animal. Esta pessoa deverá ser responsabilizada totalmente por seu animal de estimação.

O que fazer caso o animal se perca ou seja roubado?

Muitas pessoas penduram uma plaquinha na coleira de seus animais. Isto pode ajudar a encontrar o animal, em casos de roubo ou extravio. No entanto, não é o método mais seguro. A plaquinha pode cair ou ser tirada por alguém. O microchip para cães e gatos é bem mais seguro e efetivo nestes tipos de casos.

Por exemplo, na Espanha, caso o animal se perca, ou o tenham roubado, o dono deve procurar um dos seguintes órgãos:

Pastor alemão ao lado de um gato

  • Polícia local
  • SEPRONA (Serviço de Proteção da Natureza da Polícia civil).
  • Prefeituras
  • REIAC (Rede Espanhola de Identificação de Animais de Companhia)

Ao apresentar a denúncia de roubo ou extravio, deverão ser informados certos dados. Em primeiro lugar, é necessário declarar o número do chip, e os dados pessoais do dono. Depois, tudo o que se refere ao desaparecimento do animal. Normalmente, com a ajuda do microchip, será mais rápido encontrar o animal perdido.

Se alguém encontra um cão ou gato perdido, deverá ir aos locais mencionados acima. Lá, os responsáveis examinarão o animal. Mediante os dados do microchip, será possível obter informação quanto a ele. Desta forma, o animal de estimação poderá voltar para seu lar o mais rápido possível.

O chip para cães e gatos é uma das melhores invenções dos últimos tempos. Todos aqueles que têm animais estão satisfeitos com o novo dispositivo. Espera-se que, muito em breve, seu uso seja obrigatório em todas partes do mundo.

Fonte da imagem principal: 紫流