O que cães e gatos comem é diferente?

Março 2, 2018

Cada espécie possui uma necessidade nutricional própria e precisa de uma alimentação específica para suprir devidamente seu organismo. Isso explica por que são diferentes e variados os alimentos balanceados que cães e gatos comem.

A alimentação humana é única no reino animal, devido a sua evolução. São os onívoros com maior diversidade nutricional.

As origens e a domesticação

Os animais selvagens possuem uma alimentação bem mais restritiva e específica. Ruminantes e herbívoros pastam, enquanto carnívoros caçam para conseguir carne fresca.

Cães e gatos derivam de felinos e lobos, mas a domesticação provocou mudanças em sua rotina alimentar. Os animais de estimação não podem caçar para conseguir nutrientes. A princípio, dava-se comida humana aos animais de companhia. Mas foi provado que a ingestão de comida cozida prejudica o processo digestivo deles.

Cachorro e gato comendo na mesma vasilha

Estas deficiências levaram ao surgimento dos alimentos balanceados. Estes produtos oferecem percentagens predefinidas dos nutrientes naturais. E isso tudo de acordo com a necessidade de cada espécie e em cada etapa de sua vida.

Os alimentos balanceados que cães e gatos comem são diferentes. Entre outras coisas, porque respeitam as necessidades nutricionais e as características orgânicas de cada um destes animais.

Quais são as principais diferenças entre o que cães e gatos comem?

No que diz respeito aos comportamentos alimentares, os cães costumam ser mais gulosos. Já os gatos apresentam critérios mais seletivos.

É muito raro que um cão recuse um alimento. Eles têm tendência a engolir toda a comida disponível, muitas vezes sem mastigar. Problemas digestivos, como a torção gástrica, podem surgir destes maus hábitos.

Os gatos são muito seletivos e se negam a comer se os sabores e os aromas não forem de seu interesse. Também, costumam reservar sempre um pouco de comida. Muito raramente consomem grandes quantidades de alimentos de uma só vez.

Desequilíbrio nos cães

Tudo isto tende a ser mais prejudicial para a saúde dos cães. Eles podem apresentar déficit nutricional mesmo comendo. É difícil para o dono se dar conta de que um alimento é inadequado se o animal o aceita normalmente. Já os gatos deixam claro para seus donos quando uma comida não é de seu agrado — simplesmente param de se alimentar.

Outro aspecto nutricional importante é a hidratação. Os cães consomem grande volume de água por dia. Os gatos podem não tocar na água durante dias, o que provoca problemas do trato urinário. Por isso, muitos donos optam por dar alimentos úmidos a seus bichanos, complementando sua hidratação.

O que acontece se um gato comer comida de cachorro, ou vice-versa?

Muitas pessoas pensam que um gato pode morrer ao ingerir comida para cães. Há muito exageros nos mitos e é preciso ter cuidado para não se enganar.

Os alimentos balanceados para cães têm uma composição diferente dos alimentos para gatos. Basicamente, porque devem suprir as necessidades de um organismo canino e não felino. As diferenças entre gatos e cães vão além do comportamento e da aparência. Também são orgânicas e inatas.

Os cães são onívoros, característica herdada dos lobos, que aprenderam a conviver com os hábitos alimentares humanos. Por sua vez, os gatos são típicos carnívoros, bem como seus parentes felinos.

Essa diferença se reflete nos alimentos que cães e gatos comem. Os alimentos para cães são reforçados em beta caroteno, que seu organismo transforma em vitamina A. Costumam possuir múltiplos extratos vegetais para melhorar a digestão e complementar a dieta omnívora.

dieta de um gato deve suprir a ausência da proteína da carne. Por isso, os alimentos balanceados de felinos possuem um alto conteúdo proteico.

Gato preto comendo ração

A taurina é um aminoácido fundamental para o desenvolvimento muscular e a reprodução celular. Os cães produzem-na naturalmente, já que seus alimentos não possuem taurina.

No caso de comerem a comida uns dos outros…

Se um gato é submetido a uma ingestão contínua de alimento para cães, aparecerão sintomas de deficiência nutricional. O sistema imunológico se debilita e o animal pode adoecer gravemente.

Se um cão come ração de gato por muito tempo, também apresentará carência de alguns nutrientes em seu organismo. O excesso de proteínas e gorduras pode provocar diarreia e vômitos. Em casos mais avançados, o dano hepático e renal prejudica seriamente a saúde do animal.

O que cães e gatos comem tem que ser diferente, porque seus organismos são diferentes. Por isso precisam de nutrientes específicos para se desenvolver devidamente. É importantíssimo respeitar a nutrição de um animal de estimação e recorrer ao veterinário ante qualquer desequilíbrio alimentar.

Fonte da imagem principal: Brittany Randolph.

Recomendados para você