O que é feito numa revisão veterinária?

· setembro 17, 2018

A revisão veterinária é algo que precisa ser feito regularmente desde o início da vida do seu animal de estimação. No entanto, muitas pessoas se perguntam o que é e o que deve ser feito em uma avaliação veterinária periódica. Para que você não tenha dúvidas, explicaremos a seguir!

O que deve ser feito em uma revisão veterinária

Crie um histórico

Primeiramente, deverá ser criada uma ficha quando levar seu filhote ao veterinário pela primeira vez. Nela, serão registradas todas as visitas posteriores e seu estado de saúde. Depois disso, em cada uma das consultas será examinado o estado de saúde geral do animal, a última vez em que fez revisão, última desparasitação, última análise realizada, se está doente ou se está sob tratamento.

Veterinária auscultando cachorro

Seu peso

Às vezes, o peso diz muito do estado de saúde, tanto de uma pessoa, como de um animal. Portanto, em cada revisão veterinária, seu animal será pesado e o peso será anotado numa ficha. Tenha em mente que estar muito pesado é tão ruim quanto estar magro demais.

Leia também: Existe acupuntura para cães e gatos

Sinais vitais

A frequência cardíaca, respiratória e a temperatura corporal serão parâmetros registrados em cada visita ao veterinário. Nesse momento, será importante que você esteja junto de seu cão, já que a temperatura será medida com um termômetro retal. Ou seja, não será algo muito agradável para seu amigo. Então, sentir sua presença por perto ajudará a fazê-lo ficar calmo e quieto.

Revisão geral

Pelo, pele, boca, orelhas e olhos são partes do corpo do animal que não podem passar despercebidas. Afinal, elas podem se tornar focos de infecções. Ou seja, são as partes mais expostas ao exterior e as mais expostas a doenças.Portanto, uma revisão exaustiva de todas elas, assim como um amplo exame dos olhos e de sua resposta à luz, será primordial para acompanhar o estado de saúde de seu amigo peludo.

Revisão do corpo

Algo importante a ser feito em toda revisão veterinária é apalpar o corpo do animal. Lombos, barriga, patas, ossos e músculos permitirão saber se há algum tipo de anomalia no pelo, na pele, no interior do corpo ou alguma protuberância. Apalpar por completo o animal determinará se há algo estranho para ser analisado.

Se você vai escolher um veterinário para seu filhote, ou buscar outro para seu animal, lembre-se de criar um histórico. Assim, você preservará a saúde do seu amigo.

Leia também: Como escolher o veterinário ideal para seu bicho de estimação

E se a revisão veterinária for devido a uma emergência?

Além das revisões veterinárias periódicas, pode haver uma ocasião em que você precise levar seu animal ao veterinário por conta de um mal-estar ou mudança de comportamento. Então, como deve o veterinário agir nessa situação? Estas são as perguntas que devem ser feitas e tudo o que você deve incluir no histórico do animal:

Veterinário examinando gato

  • Desde quando ele se sente assim? É possível que você não saiba dizer uma hora concreta, mas tenha em mente um horário aproximado.
  • O comportamento mudou? Um animal doente pode ter mudanças muito visíveis em sua conduta. O veterinário fará perguntas detalhadas a respeito.
  • Engoliu ou comeu algo? A asfixia, uma intoxicação ou alergia pode ser a causa do mal-estar de seu animal de estimação. Esta pergunta é imprescindível em uma revisão veterinária de urgência.
  • Ele toma algum medicamento? Essa pergunta é importante para saber que outros medicamentos podem ser combinados no tratamento a ser receitado.

Esperamos ter tirado suas dúvidas a respeito do que é feito numa revisão veterinária. Sempre busque um veterinário que ame os animais e que se preocupe, mostrando interesse pessoal por seu amigo. Dessa forma, ele cuidará muito bem de seu animal de estimação e você poderá ficar tranquilo.