O que fazer ao encontrar uma ninhada de gatos na rua?

maio 30, 2018

Os filhotes em fase de lactação são os animais mais vulneráveis que podemos encontrar em nossas ruas. No entanto, saber como agir a tempo ao encontrar uma ninhada de gatinhos órfãos permitirá que eles sobrevivam e se tornem adultos domesticados e muito carinhosos.

As épocas de cria

Embora as gatas possam ficar prenhes em qualquer época do ano, os principais períodos de cio ocorrem no início da primavera e do outono. Destes dois períodos, o que mais produz nascimentos é, sem dúvida, o primeiro trimestre do ano.

Dessa forma, entre março e maio nascem centenas de gatinhos nas ruas das cidades. Algumas iniciativas, como o método CES (captura, esterilização e soltura), têm tentado frear a reprodução de felinos de rua. Entretanto, enquanto essas ações não chegam a mais lugares e o abandono de animais não acaba, os nascimentos seguem acontecendo.

É importante saber o que fazer ao encontrar uma ninhada de gatos na rua, mas a prevenção é ainda mais crucial. Por isso, esterilize o seu gato, mesmo que ele seja caseiro. Se ele sai a passeio ou se perde por algumas horas, pode acabar cruzando com outro animal de surpresa.

Para prevenir essa situação também é possível colaborar economicamente ou como voluntário em protetoras de animais que estão implementando métodos CES. Outra opção é apresentar projetos desse tipo ao governo de sua cidade ou estado.

Espere pela mãe da ninhada de gatos

ninhada-de-gato

Antes de tudo, observe os gatinhos durante duas ou três horas. A mamãe gata costuma de afastar dos filhotes algumas vezes ao dia para caçar e fazer as necessidades. Fique escondido ou afastado alguns metros, porque, se estiver ao lado, a mãe não se atreverá a ficar visível.

Quando os gatinhos são filhotes, precisam se alimentar a cada três ou quatro horas. Portanto, a mãe dos animaizinhos não costuma demorar mais do que isso para voltar. Assim, se após essas horas a fêmea não retornar e, principalmente, se os filhotes começam a chamá-la, podemos concluir que são órfãos. Eles vão precisar de sua ajuda para sair dessa situação.

Apesar disso, se é evidente que os filhotes estão abandonados (podem aparecer em caixas de papelão com cobertores), não espere pela gata. Existem pessoas insensíveis que abandonam ninhadas inteiras recém-nascidas e as separam de sua mãe.

Como cuidar de gatinhos em casa

Depois de recolher uma ninhada de gatos que nasceu na rua, o primeiro passo é proporcionar calor. Quando ainda são novos, não podem regular a temperatura corporal e é provável que sintam frio. Antes de dar a eles comida pela primeira vez, coloque-os em um berço com cobertores e uma bolsa com água quente.

Os gatos lactantes não necessitam de muita atenção. Quando têm poucos dicas ou semanas de vida, não caminham e nem brincam. Assim, você só precisa dar uma mamadeira com leite especial para gatinhos (nada de leite de vaca!), ajudá-los a fazer as necessidades e fornecer um lugar aquecido para dormirem.

ninhada-gatos

Certifique-se de pesá-los pelo menos uma vez ao dia para ter certeza de que estão engordando e crescendo. Acompanhe com atenção o apetite dos filhotinhos e suas fezes: esses são grandes indicadores de sua saúde.

Depois de cuidar deles por algum tempo, você deve visitar um veterinário. Além de garantir que eles estão seguros, o profissional poderá ajudá-lo a determinar a idade exata deles, a desparasitá-los e responder todas as suas dúvidas.

Entre em contato com uma associação protetora

Outra opção é entrar em contato com uma associação protetora. Essas organizações estão acostumadas a criar gatinhos de rua. Em alguns casos, elas podem ajudá-lo a conseguir leite, pagar o veterinário ou qualquer outro gasto provocado pelos filhotes.

Além disso, quando eles começam a comer alimentos sólidos e estão prontos para serem gatos independentes, as protetoras podem ajudar na adoção. Assim, é possível ter a certeza de que os animaizinhos encontrarão uma família e não serão abandonados novamente.

As ninhadas de gatos órfãos nas ruas são incapazes de sobreviver sem sua ajuda. Em troca de sua atenção por umas poucas semanas, se tornarão felinos independentes e preparados para serem felizes pelo resto da vida com uma família definitiva.