O que fazer se seu cão não se adapta à nova casa?

· março 6, 2018

Quando seu cão não se adapta à nova casa, o lar parece incompleto. Mas antes de castigá-lo ou considerar outra mudança, vamos propor entender melhor os problemas de adaptação e como fazer para melhorar a situação. Com paciência e dedicação, seu melhor amigo se sentirá muito cômodo em seu novo ambiente.

Os problemas de adaptação nos cães

É comum escutarmos as pessoas falarem muito sobre os problemas de adaptação de filhotes e cães adultos. No entanto, geralmente, o que nós consideramos um problema é apenas um período de transição.

Vamos nos colocar na pele de nossos melhores amigos por um minuto. Se uma mudança já parece difícil para nós, que a escolhemos e a entendemos claramente, imagine o quão difícil pode ser para eles.

Os cães também se apegam a sua rotina, que inclui sua casa e todos os estímulos que ela oferece. Com mudanças em todo seu entorno, é lógico que o animal vai estranhar e precisar de tempo para se acostumar. Na verdade, o mesmo acontece conosco.

Filhote de cachorro assustado

Durante esse processo de transição, é comum que o cão apresente ansiedade, hiperatividade ou tristeza. Para descarregar a tensão acumulada, pode encontrar diferentes válvulas de escape, como morder roupas, sapatos, móveis, objetos, etc. Alguns animais chegam a desenvolver condutas compulsivas e podem até se auto-mutilar.

O que fazer se meu cão não se adapta à casa?

Se seu cão mostra sinais de que não está se adaptando, com certeza essa pergunta passa por sua cabeça. Podemos ajudar nosso melhor amigo a passar com tranquilidade por seu período de transição e enfrentar as mudanças positivamente?

Naturalmente, a resposta é sim. Os donos podem ajudar seus animais para acostumá-los a um novo lar. Nesse sentido, veremos alguns conselhos simples a seguir:

5 dicas para ajudar seu cão a se adaptar ao novo lar

  1. Paciência: a adaptação leva tempo

Parece um conselho muito simples, mas na verdade é o mais importante. A primeira coisa a ser entendida é que a adaptação é um processo que leva tempo. Por isso, antes de mais nada, é essencial ter muita paciência e respeitar o processo pelo qual passam nossos melhores amigos.

  1. Encarar e apresentar a mudança a ele como algo positivo

Os cães são muito sensíveis e percebem rapidamente nosso estado de ânimo, e também nossas emoções. Quantas vezes nossos cães chegam mais perto para nos consolar quando estamos tristes, sem que digamos nenhuma palavra?

Muitas vezes encaramos uma mudança como algo difícil, e demonstramos mau humor ou outros sentimentos negativos sem perceber. Com certeza nossos cães vão perceber essas mudanças em nosso comportamento, e podem então ficar desconfiados, ansiosos, tristes e até agressivos. É muito importante encarar e apresentar a seu animal a mudança como algo positivo.

  1. Leve-o para conhecer o novo lar antes de se mudar

Se sua mudança está chegando, o ideal é apresentar o novo lar a seu animal antes de levá-lo de forma permanente. Isso contribui para proporcionar uma adaptação gradual ao novo ambiente, e assim evitar uma mudança brusca na rotina do animal.

Recomenda-se fazer visitas regulares durante uma ou duas semanas ao imóveis e seus arredores para que o cão vá reconhecendo-o. Também é interessante levar alguns brinquedos, um cobertor e coisas que possam facilitar a identificação do novo lar.

  1. Preparar um ambiente especial para seu cão

O cão se sentirá mais “em casa” ao reconhecer que o novo lar tem um ambiente dedicado para seu conforto e diversão. Também ajuda na adaptação quando o animal percebe que pode se sentir seguro em seu cantinho.

Cachorro recebendo carinho de uma menina

Assim, recomenda-se reservar um espaço razoavelmente grande onde seu melhor amigo encontre seus brinquedos, sua água e seu alimento. Esse será o lugar onde se sentirá bem para brincar, descansar ou ficar sozinho.

  1. Descartar possíveis causas de doença

Muitas vezes, as mudanças de comportamento de nossos animais podem revelar problemas de saúde. A tristeza excessiva, a letargia e a falta de interesse podem ser sintomas clínicos de diversas doenças.

Se seu cão demonstra transtornos em seu comportamento, perda de apetite ou cansaço, é importante levá-lo ao veterinário para descartar qualquer causa patológica.

Também é indispensável uma medicina preventiva adequada durante toda a vida do animal.

Se seu cão não se adapta à casa e você não tem tempo para dedicar à integração dele, o melhor é buscar ajuda profissional. Há muitos adestradores e educadores caninos que podem ajudar seu melhor amigo.

Fonte da imagem principal: Garen M.