O que o seu cão sente quando ele te vê?

· maio 31, 2018

Os cães sempre tendem a ter como referência um líder do grupo, que nesse caso é o próprio dono, por isso ocorre essa relação de dependência na qual o animal expressa suas emoções. O que seu cão sente quando ele te vê é herdado de seu passado, já que o lobo, seu antecessor, também costumava seguir seu “chefe”.

A raça humana há milênios vive ao lado dos cães; eles têm sido nossos fiéis companheiros em todos os sentidos e têm preenchido as nossas vidas com grande alegria, mas você sabe que o que seu cão sente quando ele te vê se assemelha ao que você sente quando o vê?

O que seu cão sente quando ele te vê

“O cão é o melhor amigo do homem.” Essa frase simples entrou em nosso subconsciente de maneira sobrenatural. No entanto, apesar de ser uma frase tão comum, ela contém em si milhares de anos de história; se os cães pudessem pensar e falar, eles diriam o mesmo sobre nós?

Evolução

Há 65 milhões de anos, após a extinção dos dinossauros, houve uma grande mudança no mundo que afetou diretamente os cães e os seres humanos. Os mamíferos começaram a se sentir muito mais seguros no mundo, já que a maioria dos predadores tinha morrido.

Durante milênios, os mamíferos, incluindo os humanos, se expandiram por todo o globo, mas agora você pode estar se perguntando: quando os primeiros ancestrais diretos dos cães surgiram? Bem, de acordo com dados paleontológicos, há 37 milhões de anos surgiu a primeira raça de cães, Cynodictis.

Este primeiro ancestral do cão viveu por quase 10 milhões de anos, até que desapareceu completamente e deu lugar a novas gerações cada vez mais próximas de nossos dias.

Uma das raças de cães que ainda existem hoje, que é o ancestral mais próximo do cão, não é outro senão o lobo, e dizemos isso sem o risco de cometer erros; esta raça canina apareceu pela primeira vez na Alemanha e na América há 200 mil anos, junto com a raposa, o chacal e até o coiote.

Lobo

Mas algo aconteceu, esses animais começaram a se adaptar à espécie humana. Talvez você pense que os cães existem, assim como os conhecemos hoje, desde o começo do mundo, mas mesmo os lobos mudaram com o tempo.

Há 40 mil anos os humanos passaram a ter um relacionamento muito próximo com um número muito pequeno de raças de cães, como as que vemos hoje. O que seu cão sente hoje é muito diferente do que ele sentia em outros tempos.

Relacionamento com o ser humano

Nosso relacionamento inicial com os primeiros cães aconteceu, segundo estudos genéticos, há mais de 32 mil anos. Mas não foi um relacionamento muito gentil; ao contrário, era o oposto, extremamente hostil.

O problema ocorria principalmente porque os primeiros cães haviam herdado genes selvagens de seus ancestrais, os lobos, mas ao longo dos séculos eles foram mudando sua atitude em relação aos humanos.

O primeiro sinal de reaproximação entre cães e humanos foi a submissão gradual e voluntária dos canídeos para obter favores de nós, seres humanos, como comida, abrigo, proteção contra predadores, entre muitas outras coisas.

Um relacionamento de dependência

19 mil anos se passaram e, então, cães e humanos começaram a trabalhar juntos pelo bem comum. A domesticação dos cães começou com tarefas simples, como a caça e o pastoreio de ovinos em fazendas, o que seu cão sente atualmente não está nesta relação de interesses e interdependência entre as duas raças.

Dona beijando cão

Por muitos anos, os cães foram considerados um objeto de nossa propriedade, devido à nossa incapacidade de considerá-los um ser que sente e sofre tanto ou mais do que nós. No entanto, já existem legislações em vários países em que o cão já pode ser parte legal de uma família, como ser vivo e independente.

O que seu cão sente quando ele te vê hoje?

Hoje, os cães se tornaram nossos companheiros inseparáveis, tanto eles como nós desenvolvemos uma enorme quantidade de emoções mútuas, mas infelizmente somos os únicos capazes de comunicar essas emoções com a palavra.

Nossos cães, embora tenham uma quantidade ainda maior de emoções contidas, se comunicam de outra maneira; através da linguagem corporal e ações, os cães têm a capacidade de demonstrar amor e carinho pelo seu dono, e até nos consideram uma parte inseparável de suas vidas.

Talvez você pense que seu cão se alegra quando te vê apenas porque você é seu principal provedor de alimento e proteção. Mas os cães de hoje têm uma diferença evolutiva em relação aos seus ancestrais, eles amam a companhia do ser humano.

Há evidências de que um filhote de cão nos vê da mesma forma como um recém-nascido vê sua mãe pela primeira vez. E não é à toa; consideramos os nossos animais de estimação nossos filhos e parte de nossa família.

Você já deve ter notado que, quando você chega em casa, depois de algum tempo fora, seu cão pula animadamente e até mesmo quer lamber seu rosto. Este é um comportamento que, embora seja um sintoma de ansiedade por separação, também indica que ele está muito feliz em tê-lo de volta.

Cachorro lambendo rosto do dono

A ação de lamber o rosto também é herdada dos lobos da antiguidade, é uma maneira de cumprimentar e mostrar afeição aos membros de seu grupo. Você também já deve ter notado que durante a sua estadia em casa, ele quer te seguir para todos os lugares e até mesmo deitar aos seus pés.

O animal está dizendo o quanto ele sentiu sua falta durante o dia e, também, está cumprindo com uma regra da matilha: que é seguir o líder, ou seja, você. E, claro, seu animal de estimação está procurando por você para fazer algo com ele.

Então, esperamos que vocês se entendam um pouco melhor a partir disto. O que seu cão sente quando ele te vê, implica em uma série de emoções contidas que ele não pode expressar verbalmente, portanto, preste atenção às ações que ele realiza na sua frente e você o compreenderá muito melhor.