A Origem das Espécies (Darwin)

O livro 'A Origem das Espécies' de Darwin é a obra mais importante do século XIX e continua tão viva hoje quanto na época de seu lançamento.

Última atualização: 09 Fevereiro, 2021

A teoria da evolução nasceu no dia em que Charles publicou a sua obra A Origem das Espécies, a pedra angular sobre a origem do homem e das outras espécies. Logo essa obra se tornaria a mais importante do século, causando tanto rebuliço que chegou a dividir os especialistas da época.

Hoje, 160 anos depois, a teoria que Darwin apresentou em seu livro continua sendo a base para a interpretação da natureza da biologia moderna. Ela já foi comprovada com uma infinidade de provas, mas, na sua época, causou um choque ideológico tão grande que recebeu críticas de diversos setores, uma vez que descartava totalmente todo o conhecimento que havia até então sobre a existência do homem e das outras espécies.

Problemas sociais causados ​​pelo livro A Origem das Espécies

Tais reflexões causaram perplexidade na sociedade da época e levaram as pessoas a ter dúvidas sobre temas já estabelecidos, tais como religião, genética ou o nosso parentesco com outras espécies, como os primatas.

Os seguidores e críticos da teoria da evolução de Charles Darwin causaram uma cisão na sociedade, mas as evidências e a maneira como ele explicava cada um dos seus estudos foram tão convincentes que ele gradualmente foi ganhando mais seguidores. Entre os conflitos mais importantes com os quais ele teve que lidar estão:

A religião

Essa teoria questionava tudo o que a religião vinha pregando há milhares de anos, então não demorou muito para que surgissem pessoas para acusar Darwin de conspirar contra as crenças religiosas.

No livro A Origem das Espécies, Darwin explica como as espécies foram se adaptando ao meio ambiente por meio da seleção natural, sempre a partir de um ancestral comum. Essa proposta ia de encontro à ideologia de que um criador teria feito todas as espécies de forma independente, levando a um confronto muito sério com a igreja, que naquela época tinha muito poder.

Não citar um criador em seu livro trouxe muitos problemas a Darwin e, alguns meses depois, ele produziu uma segunda edição afirmando que o seu livro não ofendia as crenças religiosas. Ele se apoiou nas palavras de famoso teólogo da época, Charles Kingsley, que afirmava ser igualmente nobre acreditar que a Divindade teria criado uma série de criaturas primitivas capazes de se transformar por conta própria em outras formas.

A herança genética

Outro ponto importante que o livro A Origem das Espécies aborda é que a evolução das espécies ocorre de forma muito gradual e não em grandes saltos. As variações genéticas benéficas de alguns indivíduos faziam com que eles tivessem mais facilidade para a reprodução, da mesma forma que as modificações negativas faziam exatamente o contrário.

Muito lentamente, isso fazia com que os indivíduos que melhor se adaptassem ao ambiente prevalecessem sobre os menos adaptados. Darwin defendeu as variações leves e frequentes e descartou o impacto das alterações genéticas mais marcantes e raras.

Seleção natural

Muitas das mudanças que Darwin fez nas edições posteriores do livro ocorreram por causa de debates e questões que George Jackson Mivart, outro pesquisador da época, trouxe à luz sobre a teoria da seleção natural de Darwin.

Mivart afirmava que essa evolução tão lenta não fazia sentido e deu como exemplo as asas de pássaros e insetos. Para chegar a um desenvolvimento que permitisse o ato de voar, era necessário passar por muitos outros níveis de desenvolvimento que seriam apenas um incômodo para o animal e, por isso, ele seria prejudicado e não teria sucesso genético.

Diante dessa afirmação, Darwin propôs que, a princípio, essas asas nada mais seriam do que estruturas responsáveis ​​pela termorregulação corporal e que teriam dado lugar aos primeiros atos de voo.

Até hoje, a teoria de Darwin se sobrepõe à teoria de Mivart e é a base de todo o estudo naturalístico. Em suma, é um livro que não pode faltar na estante de qualquer amante dos animais e da evolução das espécies.

Pode interessar a você...
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Arenas de exibição: leks e seleção sexual

Os leks são arenas de combate onde os machos exibem suas características para atrair as fêmeas, em muitos casos, arriscando as suas vidas. Descubra tudo!