Os efeitos do sol na pele do seu gato

março 29, 2019
Embora seja verdade que os raios solares nos ajudam a sintetizar a vitamina D e, portanto, participam da absorção do cálcio, a exposição excessiva pode causar efeitos negativos na pele.

Os gatos adoram estar ao sol e desfrutar de uma boa soneca em um lugar muito quente. Claro, os proprietários também gostam de observar seus gatinhos em um estado de relaxamento e prazer, mas é essencial estar atento aos efeitos do sol sobre a pele do seu gato.

Benefícios dos raios solares para nossos animais de estimação

O sol também oferece benefícios não apenas para a pele, como também para todo o organismo. Isso porque os  raios solares permitem a existência de todas as formas de vida que habitam o nosso planeta.

O sol desempenha um papel fundamental no metabolismo dos seres vivos, incluindo o nosso e de nossos animais de estimação.

Por exemplo: nossos corpos não seriam capazes de sintetizar a vitamina D sem a influência da radiação solar. Essa vitamina, também conhecida como calciferol, é essencial para a absorção de cálcio e a formação de estruturas ósseas.

A falta de vitamina D normalmente é responsável pela osteoporose, raquitismo e outras doenças musculoesqueléticas.

Isso não significa que o sol forneça vitamina D aos felinos, mas permita sua absorção adequada pelo organismo.

Todos os gatinhos deve ter fontes de vitamina D e nutrientes essenciais em sua dieta. Para garantir uma nutrição completa e equilibrada para os seus gatinhos, é melhor consultar um veterinário de confiança.

Recomendamos também a leitura:  As migrações em massa mais incríveis

Efeitos nocivos do sol na pele do seu gato

Quando os raios do sol atingem a pele do seu gato, parte deles é refletida e outra é absorvida. Os raios absorvidos penetram através da epiderme e são transmitidos para as áreas mais profundas da pele.

A partir disso, desencadeiam uma série de reações bioquímicas que interferem na estrutura e no metabolismo celular.

Em uma exposição moderada, os efeitos do sol na pele do seu gato são geralmente muito benéficos para sua saúde.

No entanto, a exposição excessiva à radiação solar pode causar sérios danos aos seus componentes celulares, deixando-os mais vulneráveis a inúmeras doenças.

Quais são os riscos da exposição excessiva aos efeitos do sol na pele do seu gato?

Abaixo, resumimos os riscos que seu gato está correndo ao se expor excessivamente ao sol.

  • Queimaduras

Provavelmente, são os danos solares mais imediatos e visíveis na pele do seu gato. Os gatos podem sofrer queimaduras superficiais ou profundas, de acordo com o grau de dano na epiderme e na derme.

Logicamente, queimaduras superficiais são tratadas com mais facilidade e possuem um prognóstico melhor. No entanto, as queimaduras profundas são muito alarmantes. Isso porque carregam uma alta probabilidade de infecções bacterianas secundárias.

Portanto, ao observar qualquer alteração na pele do seu gato, lembre-se de consultar imediatamente o veterinário.

  • Dermatite solar ou actínica

Os primeiros sintomas da dermatite solar em gatos consistem em inflamação das áreas que foram expostas ao sol.

Neste caso, veremos que a pele fica avermelhada como resultado da irritação. Muitas vezes também é observada perda de cabelo, o que deixa a pele mais exposta e sensível.

Quando a exposição é prolongada, vemos que a inflamação se intensifica e a vermelhidão é mais perceptível. Neste estágio, podem aparecer crostas e bolhas na pele, que produzem coceira intensa. Se o animal coça e causa uma ferida, seu corpo fica mais vulnerável a várias infecções.

Recomendamos também a leitura: Como manter os animais de estimação aquecidos no inverno?

  • Câncer de pele

O câncer de pele é causado pelo crescimento anormal de células tumorais malignas. Entre as possíveis causas dessa mutação maligna, encontramos danos crônicos aos componentes celulares pela exposição excessiva à radiação solar.

Felizmente, tumores malignos de pele são relativamente raros em gatos, mas é essencial tomar medidas preventivas eficazes para prevenir o câncer em nossos filhotes.

Portanto, é muito importante usar protetor solar para nossos gatinhos, antes de deixá-los se expor à radiação.

Deve ser lembrado que os gatos brancos são mais vulneráveis ​​aos danos da exposição excessiva à radiação solar. O baixo teor ou ausência de melanina faz com que sua pele absorva uma maior quantidade de luz solar.

Consequentemente, suas células podem ser danificadas mais facilmente, o que aumenta o risco de desenvolver câncer de pele.