Os gatos são animais exóticos?

· janeiro 31, 2018
Acaba não sendo uma tarefa fácil estar a par das raças de gatos mais curiosas e raras do mundo animal, por isso a seguir fazemos uma lista das quatro raças de gatos mais exóticas

A elegância, o olhar profundo e enigmático e a personalidade surpreendente dos felinos os torna animais curiosos e admiráveis. Algumas espécies ostentam uma aparência tão diferente e majestosa que nos faz pensar o seguinte: será que os gatos são animais exóticos?

A popularização do gato como bicho de estimação

A admiração e o amor pelos gatos não é um fenômeno inédito dos nossos tempos, isso porque os felinos acompanham o homem em sua vida diária desde tempos remotos. Na verdade, eles foram adotados e respeitados por muitas culturas milenares, como a egípcia.

Durante muitos anos, a cultura ocidental encontrou no cão um “animal doméstico por excelência”. Da mesma forma, nas últimas décadas observamos a popularização do gato como bicho de estimação.

Além de sua beleza e personalidade, os gatos são animais higiênicos que se adaptam muito bem a espaços reduzidos. Por isso, eles são capazes de ser bichos de estimação ideais para apartamentos e costumam exigir menos tempo dos seus donos.

Cada vez mais, vemos esse felino como um animal doméstico e não exótico. No entanto, os gatos continuam preservando características físicas e cognitivas únicas, que podem ser consideradas muito raras.

As quatro raças de gatos mais exóticas

Embora os felinos se popularizem mais a cada ano como bicho de estimação ideal para os nossos tempos, algumas raças continuam pouco conhecidas. Nesse caso, é correto afirmar que esses gatos são animais exóticos, cuja aparência e personalidade acabam sendo fascinantes.

gato esfinge (Sphynx)

Sphynx: o gato pelado canadense

Os gatos da raça Sphynx são mais conhecidos como “gatos egípcios” ou “gatos esfinge”. Sua história remonta os anos 1970, por isso, trata-se de uma raça muito jovem em comparação com a existência milenar própria dos bichanos.

Eles começaram a ser conhecidos por sua característica muito peculiar: sua aparente ausência de pelos. Na verdade, esses felinos possuem um gene recessivo raro que torna seus pelos muito curtos e finos, praticamente imperceptíveis. Isso faz com que sua pele seja muito sensível, motivo pelo qual seu organismo se torna vulnerável às baixas temperaturas.

Outra curiosidade sobre sua aparência é que os gatos egípcios têm uma cabeça pequena em relação ao seu elegante corpo, suas orelhas também chamam atenção por seu notável tamanho.

Scottish fold

Como o seu nome indica, essa raça é originária da Escócia. Supõe-se que é resultado do cruzamento entre um macho da raça de Gato de pelo curto inglês (British Shorthair) e uma gata sueca.

A sua aparência robusta e cativante com orelhas coladas revela as semelhanças com seu antepassado inglês. Essa exótica raça se assemelha muito com um belo bichinho de pelúcia, mas esconde uma personalidade equilibrada e sociável; é excelente para conviver com crianças e outros bichos de estimação.

Cabe assinalar que outro aspecto positivo dessa espécie é que ela costuma ser muito resistente e exige poucos cuidados, mas precisa ser escovada diariamente.

Infelizmente, é preciso alertar você do fato de que seus genes transmitem uma doença óssea muito severa quando dois gatos dessa raça cruzam.

Filhotes de Scottish fold

Levkoy ucraniano

Esses gatos originários da Ucrânia são o resultado do cruzamento entre as duas raças anteriormente mencionadas: Scottish fold e Sphynx. Trata-se de uma das raças mais recentes, já que foi criada na década passada.

Levkoy ucraniano

Dos seus parentes escoceses herdaram orelhas bem peculiares e muito da sua personalidade: são carinhosos, sociáveis com as crianças e outros animais, e se adaptam muito bem à vida familiar. Além disso, seu corpo “nu” se assemelha muito mais ao dos gatos egípcios, principalmente por causa de sua aparente ausência de pelos.

Outra curiosidade é que os lekvoy ucranianos costumam apresentar um dos dimorfismos sexuais mais evidentes entre os felinos domésticos. Os machos têm um tamanho notavelmente maior do que as fêmeas e são mais robustos.

Por fim, é preciso dizer que essa raça é nova e muito difícil de ser encontrada. Esses gatos não são considerados apenas animais domésticos como também muito valorizados.

O Gato savannah

Com certeza essa é uma das raças felinas mais exóticas do mundo. Esse belo animal surgiu a partir do cruzamento entre os servais e outros gatos. Seu nome curioso se deve ao seu antepassado: os servais são gatos selvagens originários da savana africana.

Gato Savannah

Morfologicamente, é evidente o seu corpo alto e elegante, com patas largas e fortes, e orelhas bem grandes. A pelagem se assemelha muitíssimo com a de um leopardo, o que confere ao gato savannah uma autêntica aparência exótica e selvagem.

Com relação à personalidade do bichano, destaca-se o notável senso de companheirismo e lealdade, a inteligência e a curiosidade. Além disso, demonstram ótima disposição para aprender, o que o torna um gato fácil de ser adestrado.

Por último, trata-se de uma raça muito rara e com preços elevados no mercado. Além disso, a sua comercialização e posse são proibidas na Austrália e em outros países.

Como pudemos observar, alguns gatos são animais exóticos e realmente muito interessantes, mas todos são capazes de nos encantar com a sua beleza e a sua inteligência. Por isso, antes de gastar uma fortuna em uma espécie rara, por que não adotar e dar uma segunda oportunidade a tantos belos animais que aguardam por um novo lar?