Os riscos dos nós na pelagem de nossos animais de estimação

Escovar diariamente nosso cão ou gato não é uma questão simplesmente estética, também serve para melhorar seu estilo de vida. Embora você não acredite nisso, os nós na pelagem de nossos animais de estimação trazem muitos riscos para a saúde dele. Neste artigo, contamos a você quais são esses riscos:

Por que desatar os nós na pelagem dos animais de estimação?

Mesmo tendo um cão ou um gato com pelo curto, também devemos escová-lo para remover os fios mortos e evitar o mau cheiro. No caso dos animais de estimação com pelo longo, é fundamental escovar todos os dias seus pelos. Assim, evita-se que se formem nós. Lembre-se de que os nós vão crescendo com o passar do tempo e “grudam” na pele do animal.

Um dos principais problemas dos nós na pelagem é que criam uma camada que não permite à derme “respirar”. Além disso, facilitam a formação de um ambiente favorável à proliferação de fungos e bactérias. Se dermos banho em um cachorro com o pelo embaraçado, ao invés de melhorar a situação, estaremos piorando-a. A pele dele ficará úmida e não secará de forma adequada.

O pelo dos animais vai formando nós devido às atividades quotidianas que realizam, quando ninguém se dispõe a desatá-los. As áreas onde mais aparecem esses “pedaços de pelo grudado” são: entre as patas traseiras, na virilha, detrás das orelhas, no quadril, no pescoço e debaixo das patas dianteiras.

Se não for utilizado um xampu adequado e nem se desatar o emaranhado de pelos sobre a pele do animal, ele pode sofrer bastante. Em alguns casos, é preciso recorrer a uma tesoura bem afiada para retirar todo o pelo. Mas isso causa bastante dor, sobretudo, porque não se sabe onde começa a pele e onde termina o nó.

Os novelos de pelo nos cães ou gatos podem ser removidos com um pente especial. Mesmo que o animal reclame ou não fique quieto, trata-se de uma rotina que devemos implementar se for comum a formação de nós na pelagem dele.

Leve em consideração que, nos animais de estimação com gânglios linfáticos perto da pele e que causam incômodo, os nós devem ser retirados por um especialista.

Passo a passo para desatar os nós da pelagem do animal de estimação

Já que um nó não é apenas um problema estético, mas sim pode interferir na sua saúde, é fundamental escovar seu animal todos os dias, ou, pelo menos, várias vezes por semana. Se você não se lembrar, pode programar um alarme. Aproveite enquanto assiste televisão ao voltar para a casa ou enquanto espera o jantar ficar pronto.

No caso de você não ter tido tempo ou não ter percebido a formação dos nós, preste atenção a estes conselhos:

1.Se não estiver muito apertado e ele se mover, o nó pode ser desatado sem problemas usando primeiro os dedos. Deixe de lado o pente, porque pode piorar ainda mais a situação.

2.Prepare um banho de água quente para seu animal de estimação depois de ter diminuído os nós nos pelos. Dê um banho nele com xampu para cães e aplique condicionador especial nos pelos. Deixe que ele atue sobre o pelo por 5 minutos. Para que o animal não fique agitado ou entediado, você pode distraí-lo com um brinquedo.

3.Enxague os pelos com água morna em abundância até que não restem resíduos neles. Seque-os usando o secador ou uma toalha. Penteie-o com uma escova metálica e com pontas largas, que servem para desatar os nós.

4.Se não houver maneira de desatar, você deverá recorrer às tesouras. Use-as sempre com muito cuidado para não causar cortes no animal, nem machucá-lo. Comece pouco a pouco (pela ponta da base do nó) e continue com o pente.

5.Como último recurso, você deve usar uma lâmina de barbear ou uma máquina de barbear. A pele do cão ou felino está irritada por haver aguentado a presença de muitos nós. Ao passar esse utensílio, piora a situação dele. Isso trará como consequência muita coceira e vermelhidão.