Podenco canário: tudo sobre essa raça

O podenco canárioé uma raça utilizada para a caça de coelhos, embora nem sempre mate a sua "presa". Na verdade, esses cães têm sido usados para capturar e realocar esses animais para áreas com baixas populações.
Podenco canário: tudo sobre essa raça

Última atualização: 06 maio, 2022

O podenco canário é uma raça de cão muito popular nas Ilhas Canárias graças às suas fabulosas habilidades de caça. Ele é conhecido por seguir as ordens de seus tutores e por ser uma excelente companhia. Além disso, tem uma origem interessante e uma enorme semelhança com o deus Anúbis da cultura egípcia.

O podenco canário caracteriza-se por ser um cão de tamanho médio e grande energia. Pertence ao grupo 7 da classificação proposta pela Federation Cinologique Internationale, que inclui também o retriever e o ponteiro inglês. Continue lendo este artigo e aprenda mais sobre essa curiosa raça.

Origem da raça

O podenco canário é nativo das Ilhas Canárias, onde pode ser facilmente encontrado, embora predomine nas ilhas Gran Canaria e Tenerife. Acredita-se que tenha chegado a esses locais há cerca de 7 mil anos através dos primeiros colonizadores, que o transportavam como mais um instrumento de caça. Com o tempo, a domesticação dessa raça foi concluída, tornando esses cães tão carinhosos quanto hoje.

A verdadeira incógnita sobre esse cão é a sua origem antes de chegar às Ilhas Canárias. Essa dúvida parece ser respondida graças a diferentes análises genéticas, mas sobretudo pela descoberta de alguns ancestrais do cão em túmulos faraônicos. É isso mesmo, o podenco canário parece ter ascendência egípcia.

Essa raça é considerada uma das mais antigas, das quais existem até gravuras, estátuas e baixos-relevos que são exibidos em museus como o Louvre e o Museu Britânico. Atualmente, esse cão é reconhecido como uma excelente raça para trabalhos de campo e nas Ilhas Canárias é popular pelas suas atividades de caça.

Podenco espanhol: saúde

Características do podenco canário

Esse cão apresenta tamanhos entre 53 e 64 centímetros de altura, com um peso de 20 a 25 quilos. Seu corpo é esbelto e muito robusto, pois seus músculos devem ser poderosos para as atividades que desenvolve. As características distintivas da raça são o focinho, os membros e as orelhas alongadas, além de sua cauda que possui uma curva logo na ponta.

Os cães desse tipo têm pelo curto e grosso que os protege do sol, pois isso acaba por ser uma vantagem para as atividades de caça. Sua coloração geralmente é marrom avermelhada, embora existam mais variações com tons vermelhos e brancos como base.

Personalidade

A personalidade do podenco canário está intimamente relacionada com a origem da sua raça. Ele é muito atencioso com seus tutores, mas pode ser percebido como um cão nervoso ou inquieto devido à quantidade de energia que possui. No entanto, não é nada agressivo e permanece dócil na maior parte do tempo. É um companheiro perfeito para longas horas de trabalho físico.

Não é um cão com características de guardião, pois seu caráter pacífico faz com que se dê bem com quase qualquer pessoa ou cão. Ele desenvolve laços muito fortes com seus tutores. Claro, desde que tenha uma boa socialização durante sua criação.

Cuidados gerais

A aparência física desse cão é muito imponente, por isso não é possível tê-lo em pequenas casas como apartamentos. É necessário que haja um grande espaço para que ele possa correr e curtir o ar livre. Caso contrário, a ansiedade causada pelo confinamento e a falta de exercício começarão a causar problemas comportamentais.

Os cães usados na caça também precisam ser estimulados com brincadeiras específicas, para que desenvolvam todas as habilidades inatas que possuem. Observe que o treinamento pode ser um pouco desafiador para os tutores. Por isso, antes de adotar um cão, considere que ele precisará de atenção e tempo suficientes para sua criação.

A pelagem dessa raça não é tão difícil de manter. É melhor ter o hábito de escovar seus pelos pelo menos uma vez por semana. Isso será suficiente para limpá-lo e manter sua aparência em ótimas condições. Lembre-se de que os cães não devem tomar banhos frequentes. Portanto, evite-os a menos que seja realmente necessário.

Podenco canário: características

Doenças comuns

Essa raça não costuma apresentar muitos problemas de saúde. Apesar disso, alguns exemplares podem apresentar problemas congênitos devido à manutenção da raça “pura”. As doenças mais frequentes no podenco canário são as seguintes:

  • SRY-negativo (hermafroditismo): é uma doença muito rara que causa a presença de órgãos sexuais mistos (masculino e feminino).
  • Otite: infecções na pele do ouvido. Geralmente não é tão comum em cães com orelhas eretas como o podenco canário. No entanto, alguns estudos indicam que a raça pode ser suscetível à otite fúngica crônica.
  • Displasia do quadril: condição que causa instabilidade nos ossos do quadril e do fêmur, fazendo com que eles se desgastem e a mobilidade comece a ser prejudicada.

O podenco canário é uma das raças mais impressionantes que existe, mas requer cuidados específicos para ter uma vida saudável. Se você decidiu adotar um cão desse tipo, lembre-se de verificar se ele atende às suas necessidades e possibilidades. Ter um animal de estimação é uma grande responsabilidade que nem todos consegue manter. No entanto, é uma das melhores experiências que você pode ter na vida.

This might interest you...
As 12 raças de cães mais agressivas
Meus Animais
Leia em Meus Animais
As 12 raças de cães mais agressivas

As raças de cães mais agressivas são aquelas criadas para proteção e caça, mas com uma boa educação não há nada a temer. Confira!



  • FEDERATION CYNOLOGIQUE INTERNATIONALE. (1987 ). Estándar-FCI N° 329 PODENCO CANARIO . Recuperado el 20 de diciembre de 2021, disponible en: http://www.fci.be/nomenclature/Standards/329g05-es.pdf
  • Hernández Peraza, C. (2019). ¿Caza o casa? El debate sobre el Podenco en Canarias. (Tésis de grado, Universidad de La Laguna)
  • Morales Doreste, M. F., González Lama, Z., Martín Barrasa, J. L., Tejedor Junco, M. T., & Lupiola Gómez, P. A. (2001). Relación entre la presencia de Malassezia Pachydermatis y los signos clínicos encontrados en cuadros de otitis crónicas caninas en una población de perros de raza Podenco canarios. Clinica veterinaria de pequeños animales.
  • González, A., Luque, M., Rodero, E., González, C., Aguilera, R., Jiménez, J., … & Herrera, M. (2011). Use of morphometric variables for differentiating Spanish hound breeds. Int. J. Morphol, 29(4), 1248-1255.
  • Buijtels, J. J. C. W. M., De Gier, J., Van Haeften, T., Kooistra, H. S., Spee, B., Veldhuis Kroeze, E., … & Okkens, A. C. (2009). Minimal External Masculinization in a SRY‐negative XX Male Podenco Dog. Reproduction in domestic animals, 44(5), 751-756.