Por que as baleias mortas explodem?

· março 15, 2019
O que acontece é que as baleias mortas explodem porque o seu sistema digestivo ainda está funcionando, mas esse 'fenômeno' não para por aí...

Isso não acontece com todas elas, mas foram documentados vários casos em que as baleias mortas explodem. Nesse artigo nós vamos te contar tudo sobre esse ‘fenômeno’ que chama a atenção de pesquisadores e leigos.

Por que as baleias encalham

O encalhe de baleias – entre outros cetáceos – é uma das razões pelas quais esses grandes mamíferos marinhos morrem.

Não é algo novo, já que existem registros de baleias encalhadas desde os tempos antigos. Em muitos casos, os próprios animais decidem se mudar para a costa quando estão doentes ou velhos.

Pode ser que isso aconteça também porque, por algum motivo, eles ficam desorientados depois de colidir com um conjunto de rochas – ou até mesmo tentando fugir de algum perigo mar adentro e terminam por se encontrar próximos da costa, de onde não podem escapar e, eventualmente, morrem.

Devemos também adicionar outras causas de encalhamento, sobre as quais o humano é completamente responsável. Por exemplo, a poluição dos oceanos mudou a cor, a temperatura e a aparência das águas.

Além disso, devido ao aquecimento global, as áreas frias do planeta – os polos – estão desaparecendo e as baleias não sabem para onde ir em certas épocas do ano.

Baleia encalhada na praia

Por que algumas baleias mortas explodem ?

Essa situação foi documentada em várias ocasiões e em diferentes áreas do mundo, por isso, não é um caso isolado ou algo ‘acidental’.

Para explicar, temos que saber que, quando um ser vivo morre, uma parte de seu corpo ainda permanece viva por um tempo, como é o caso do sistema digestivo.

O estômago e os intestinos não “sabem” que o organismo morreu e continuam a trabalhar com o que têm disponível.

Por esse motivo, há um acúmulo de gases, como o sulfeto de hidrogênio e o metano. Além da reprodução microbiana relacionada à decomposição do corpo, o que resulta em um grande inchaço que pode terminar em uma explosão.

Isso não significa que todas as baleias que encalham ou morrem nas praias vão explodir, porque há vários outros fatores envolvidos.

Por exemplo, o tipo de bactéria no estômago do animal, a causa da morte, que alimento foi ingerido nos últimos dias, lesões pré e post mortem e quais são as condições climáticas: com temperaturas elevadas é mais provável que produzam gases frios.

Por sua vez, devemos ter em mente que o corpo inchado e o estado inicial de putrefação de uma baleia encalhada na costa podem sofrer o que é conhecido como “estresse mecânico” quando se tenta removê-la com um guindaste.

Nesse momento, os gases e líquidos presentes no interior do cadáver geram uma pressão contra as paredes do estômago e podem levar à explosão e expulsão de todo aquele conteúdo putrefato.

Baleia morta encalhada na praia

Exemplos conhecidos de baleias mortas que explodiram

Se procurarmos por episódios em que as baleias explodiram, certamente encontraremos o caso que aconteceu nos anos 70 no Oregon, Estados Unidos.

Mas, nesse caso, a explosão não foi natural, mas foi decidido colocar dinamite dentro do cadáver para poder removê-lo da costa.

Mas podemos falar sobre o que aconteceu em Taiwan, precisamente em Tainan, onde em 2004 o acúmulo de gases dentro de uma baleia cachalote de 17 metros e 50 toneladas em decomposição causou uma grande explosão.

Essa explosão espirrou entranhas e sangue sobre todos os transeuntes, lojas, carros e ruas vizinhas. “Mau cheiro” e “viscosidade” foram as palavras que as testemunhas usaram para relatar o evento.

Algo semelhante aconteceu nas Ilhas Faroe em 2013 e foi documentado por um canal local. Quando um operário tentou manipular o cadáver de um mamífero marinho morto na praia, ele explodiu devido ao acúmulo de gases no estômago.

Nos lugares onde é comum a ocorrência de baleias e cetáceos encalhados, as pessoas geralmente fazem um corte na barriga do animal morto para evitar esse tipo de situação.

O problema dessa prática é que a expulsão de fluidos internos atrai pássaros e até mesmo tubarões para muito perto da costa.

  • Ketten, D. R., Lien, J., & Todd, S. (1993). Blast injury in humpback whale ears: Evidence and implications. The Journal of the Acoustical Society of America. https://doi.org/10.1121/1.407688