Por que meu gato come a comida do outro gato?

O seu gato come a comida do outro? Você pode se encontrar no início de um problema nutricional em um dos 2. Descubra como resolvê-lo aqui.
Por que meu gato come a comida do outro gato?

Última atualização: 05 Outubro, 2021

A coexistência de vários gatos em casa dependerá muito das rotinas que eles tinham antes de se conhecerem e, claro, de sua complexa personalidade. Na dinâmica social desses animais, às vezes um gato come a comida do outro se for um espécime muito possessivo, dominante ou guloso.

Esse é um motivo de preocupação quando um dos dois felinos não consegue comer ou quando necessita de uma dieta específica, como no caso de filhotes, animais diabéticos ou alérgicos. O que fazer nessas situações? Aqui você pode descobrir as principais causas desse comportamento e como corrigi-lo.

Por que meu gato come a comida de outro?

Os gatos geralmente precisam de lugares tranquilos e de rotina quando se trata de comer. Caso contrário, eles ficam estressados e podem competir por comida. A origem dessa necessidade é facilmente percebida quando mais de um espécime vive na mesma casa: muitas vezes um gato pode comer a comida de outro.

Isso geralmente leva a desequilíbrios na dieta de ambas as partes (e, consequentemente, na saúde), conflitos e estresse. Solucionar o caso a tempo é uma prioridade e, para isso, você deve primeiro identificar o motivo pelo qual um dos gatos quer roubar a comida do outro. Destacamos o seguinte:

  • Aquele que rouba gosta mais da comida do outro gato: isso costuma ser visto quando um dos 2 felinos faz uma dieta especial que pode ter um gosto melhor que a do outro.
  • Muita comida: se a dieta não for medida de acordo com o peso, é possível que um dos gatos coma menos que o outro e deixe ração na tigela. Aquele que comer toda a sua ração terminará com a do felino que ficou saciado antes. Nessa situação, um dos felinos ficará mais ansioso com a comida e tenderá a ficar acima do peso.
  • Comida insuficiente: ao contrário, se a quantidade de ração que você põe for muito pequena, certamente em algum momento um gato comerá a comida do outro. Neste caso, você verá um deles mais magro que o outro.
  • Hierarquia: em uma casa na qual vários desses animais coexistem, uma ordem interna será estabelecida. O gato dominante terá o direito de comer impunemente a comida dos outros e, se os outros o reconhecerem como superior, não farão nada para impedi-lo.
  • Competição por recursos: se os felinos tiverem que competir por camas, alimentadores, estacas de canto e assim por diante, é muito fácil que surjam conflitos. E não apenas roubos, mas também agressões, marcações, etc. Se todos tiverem seu espaço e sua comida, a necessidade de tirá-los de outro gato diminuirá.
Um casal de gatos bebendo leite.

O que fazer para que cada gato coma em seu lugar?

O controle desse problema tem muitas vantagens: evitar a desnutrição em alguns e o sobrepeso em outros, reduzir as agressões e o estresse e não agravar as condições veterinárias ligadas à dieta alimentar. Depois de identificar os motivos do furto de alimentos, você pode aplicar a solução que for mais conveniente para o seu caso. Confira o que fazer.

Alimentos em diferentes espaços

Uma solução simples é separar os gatos para comer. Se você colocar as tigelas deles fora do caminho ou onde eles não possam se ver, eles não ficarão tentados a roubar a comida do outro. Mesmo se achar necessário, você pode colocar cada um em uma sala diferente e fechar a porta.

É aconselhável alimentar primeiro o gato de hierarquia mais elevada, porque se ele sentir sua posição fortalecida não vai querer ir para o comedor do outro.

Estabeleça uma rotina para que um gato não coma a comida do outro

Os gatos precisam de rotina, e a hora das refeições é crítica nesse sentido. Se o momento em que você coloca a ração não for fixo, você criará insegurança nos gatos domésticos e os incentivará a procurar comida em outros lugares.

Idealmente, os gatos sempre comem no mesmo horário, nos mesmos locais e em seu próprio comedouro. É possível alimentá-los em horários diferentes do dia e impedir um gato de comer a comida do outro, mas eles precisam ter certeza de que a ração chegará na hora certa.

Alimentos em diferentes alturas

As habilidades motoras dos gatos também são algo para se aproveitar para que não ocorram roubos. Por exemplo, se um filhote mora com um idoso, ele certamente alcançará alturas que o gato mais velho não pode mais subir. Se você colocar o comedouro do gatinho (com sua ração para filhotes) no alto, o adulto não conseguirá alcançar.

Ofereça a mesma comida

No caso de um dos gatos ter uma dieta especial que os restantes achem muito palatável, você pode perguntar ao veterinário se pode oferecer a mesma a todos eles. Normalmente não é esse o caso, mas às vezes acontece de um alimento para gatos esterilizados, por exemplo,também ser válido para o outro felino.

No entanto, não faça isso sem consultar primeiro um especialista, pois pode causar desequilíbrios nutricionais no gato saudável.

Use um alimentador programável ou interativo

Existe uma variedade incrível de mecanismos engenhosos no mercado quando se trata de alimentação de gatos. Existem alimentadores que são preenchidos com sensores de proximidade, outros são programáveis e outros incluem jogos de inteligência ou têm formas especiais para os felinos mais ansiosos.

Se você se informar sobre todas as possibilidades existentes, poderá encontrar uma que se encaixe no problema específico dos seus companheiros felinos. Por exemplo, distribuidores que integram desafios intelectuais forçam os gatos a “ganhar” sua alimentação, o que os mantém entretidos e pode desencorajá-los de buscar a comida do outro.

E se um gato adulto comer comida de filhote?

O estágio de crescimento do filhote é crítico quando se trata de desenvolver o corpo de forma saudável e forte. A ração para filhotes contém mais gordura, proteína e carboidratos que a ração para adultos, pois os gatinhos queimam mais energia para crescer e têm um alto nível de atividade.

Portanto, se um gato adulto roubar a comida do filhote, é bem possível que ele engorde, o que colocará a sua saúde em perigo a longo prazo. É muito fácil para os gatos mais velhos se sentirem atraídos pela ração dos filhotes. Por isso, certifique-se de que cada um coma o que deve.

Um gato come a comida de outro.

A alimentação dos felinos domésticos é um aspecto do cuidado a ser totalmente controlado. Você ficaria surpreso em saber quantas doenças podem ser evitadas com uma dieta adequada e até mesmo o quanto é possível melhorar o prognóstico de doenças como diabetes com o menu correto. Se você for constante nesse aspecto, a vida de seus felinos com certeza vai melhorar.

Pode interessar a você...
Conselhos para cuidar de filhotes de gato
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Conselhos para cuidar de filhotes de gato

Uma enorme quantidade de filhotes de gato é resgatada diariamente. Adotá-los é um ato que revela grande humanidade. Mas que também requer conhecime...



  • Horwitz, D., Soulard, Y., & Junien-Castagna, A. (2006). Comportamiento alimentario del gato. Enciclopedia de la Nutrición Clínica Felina; Pibot, P., Biourge, V., Elliott, D., Eds, 439-478.
  • Adamec, R. E. (1976). The interaction of hunger and preying in the domestic cat (Felis catus): an adaptive hierarchy?. Behavioral Biology18(2), 263-272.