Dieta leve para gatos com diarreia

A diarreia deve ser tratada da melhor maneira possível para se descobrir a causa e descartar doenças que a tenham causado no felino. Aprenda conosco como abordá-lo em um nível alimentar.
Dieta leve para gatos com diarreia

Última atualização: 24 Setembro, 2021

A diarreia pode ser um sinal de muitas doenças diferentes no trato intestinal ou surgir como uma reação a outra causa orgânica. Uma dieta adequada é um pilar importante para resolver os problemas digestivos que ocorrem em gatos com diarreia.

Essa condição tem muitas causas possíveis. Uma delas pode ser a exatamente dieta que você está oferecendo ao seu gato. Portanto, é aconselhável sempre ter atenção a esse aspecto. Aqui você poderá descobrir em que consiste a dieta que é sugerida em caso de diarreia felina. Não perca!

Como reconhecer a diarreia?

Segundo o site VCA Hospitals, o termo “diarreia” refere-se a evacuações de fezes soltas ou não formadas, geralmente com maior quantidade e frequência do que o esperado. Se o seu gato começar a fazer cocô fora da caixa de areia e as fezes estiverem líquidas, a diarreia é evidente. Se, em vez disso, o animal continuar a usar a caixa de areia e a cobrir as fezes, você pode não perceber.

Em gatos de pelo comprido é mais fácil identificar a diarreia, uma vez que a pelagem do dorso costuma ficar sujo.

Se a diarreia persistir dois dias após seu início, você deve levar seu gato ao veterinário. Por outro lado, se houver outros sintomas (dor abdominal, sangramento ou vômito), você deve levá-lo à clínica imediatamente. Da mesma forma, é aconselhável levar seu animal de estimação a uma consulta profissional mesmo que o quadro passe rapidamente, para descartar possíveis doenças e desequilíbrios.

Nesses casos, as fezes são geralmente líquidas e também possam ser acompanhadas de sangue, muco, ovos de parasitas, aromas nauseantes e outras características atípicas. Todos esses sinais extras indicam que o animal tem uma doença subjacente.

 

Um gato com diarreia.

Algumas das causas da diarreia

A diarreia pode refletir um ou mais problemas diferentes. A maioria deles envolve algum grau de inflamação de uma ou mais áreas do trato gastrointestinal, o tubo contínuo que leva os alimentos da boca ao ânus do animal. Alguns dos gatilhos comuns de gatos com diarreia incluem:

  • Agentes infecciosos como bactérias, vírus e vermes intestinais.
  • Irritantes não infecciosos, como toxinas químicas ou plantas venenosas.
  • Intolerâncias alimentares.
  • Alergias a ingredientes específicos de uma dieta.

Ao levar seu gato com diarreia ao veterinário, é importante fornecer um histórico médico detalhado a partir da data em que você notou o problema e a progressão dos sinais. Se houve alguma mudança na dieta, como um novo concentrado ou petisco diferente nas últimas 1 ou 2 semanas, você deve relatar ao profissional.

Você também deve informar sobre quaisquer mudanças na rotina usual do seu felino ou no dia a dia em sua casa.

Procure também identificar a frequência das fezes, de que cor estão, qual é a consistência e o cheiro, e se o felino apresenta outros sinais como vômitos, perda de apetite ou letargia. O veterinário provavelmente pedirá uma amostra de fezes para descartar qualquer doença e descobrir a possível causa da diarreia.

Dieta leve para gatos com diarreia

Se o seu gato for adulto, o veterinário pode aconselhar você a não alimentá-lo por 24 horas ou a oferecer pequenas quantidades de uma dieta leve e de fácil digestão (com água o tempo todo). Os melhores cardápios costumam ser formulados por profissionais, especificamente com um equilíbrio de fibras que alimentam as bactérias benéficas que residem no intestino do felino.

Em alguns casos, uma dieta leve preparada em casa pode ser recomendada, seja após o jejum ou no lugar dele. Se foi sugerido ao seu gato esse tipo de dieta, você pode oferecer o seguinte:

  • Muita agua. Os felinos são predispostos à desidratação, ainda mais se estiverem excretando água involuntariamente. Portanto, a dieta para gatos com diarreia deve ser sempre rica em água.
  • Arroz cozido. É uma excelente fonte de carboidratos e calorias e é muito bem digerido.
  • Frango cozido sem pele. Fornece as proteínas necessárias à saúde do felino, mas com baixo teor de gordura.
  • Peito de frango cozido. Essa é uma opção leve e saborosa para gatos que estiverem com diarreia, de acordo com especialistas.
  • Peixe cozido. Novamente, uma fonte essencial de proteína para o animal.
  • Legumes, como abóbora. Esse é um dos vegetais mais recomendados quando há problemas digestivos devido ao seu alto teor de fibras, vitaminas e água. No entanto, só deve ser oferecido em quantidades muito pequenas.

Mudar para uma dieta simples e digestível costuma ser muito útil no controle da diarreia, independentemente da causa. Um cardápio caseiro como o sugerido (com carnes com baixo teor de gordura, arroz, vegetais e água) é adequado no curto prazo, mas para o manejo a longo prazo é preferível uma dieta mais balanceada, que o veterinário pode recomendar, segundo a International Cat Care.

Alimentos macios e com baixo teor de gordura devem ser oferecidos por mais alguns dias. À medida que as fezes voltam ao normal, a dieta habitual do gato pode ser retomada aos poucos, desde que oferecida misturada com a base recomendada pelo veterinário.

Lembre-se de que os gatos são carnívoros estritos. Por mais doentes que estejam, a dieta para gatos com diarreia deve ser baseada em proteína animal.

Outras sugestões para gatos com diarreia

É provável que, além da dieta leve, o veterinário dê outras sugestões para o tratamento adequado do seu gato, segundo a Cats Protection. Algumas dessas recomendações são as seguintes:

  • Fornecer ao animal prebióticos e probióticos para ajudar a equilibrar as bactérias no intestino. Esses elementos devem ser sempre administrados sob supervisão veterinária.
  • Se necessário, estabelecer um tratamento anti-inflamatório para aliviar o inchaço do estômago e dos intestinos.
  • Usar antibióticos para controlar algumas doenças infecciosas, se for o caso.
  • Lidar com o estresse para ajudar a controlar o intestino irritável do animal.

Não use antibióticos se o veterinário não recomendar, pois nesse caso você poderá piorar ainda mais o estado do animal. Antes de administrar qualquer medicamento, procure orientação e opinião profissional.

 

Um gato doente comendo uma dieta leve.

Se houver pouca ou nenhuma melhora em dois ou três dias, se o gato não beber água ou se sua saúde piorar, você deverá avisar o veterinário imediatamente. A perda de líquidos é um dos aspectos mais graves da diarreia e, se houver vômito, a desidratação pode progredir rapidamente e trazer outras consequências para o seu gato.

Pode interessar a você...
O tratamento da diarreia em cães e gatos
Meus Animais
Leia em Meus Animais
O tratamento da diarreia em cães e gatos

Cães e felinos podem apresentar problemas digestivos com frequência. Vejamos qual é o tratamento ideal e mais eficiente da diarreia em cachorros e ...