Por que meu gato corre feito louco pela casa?

· setembro 3, 2018
Embora existam teorias sobre o comportamento dos felinos (por causa de seus instintos selvagens), é possível que esse comportamento ocorra devido a algum problema com o animal.

Ver um gato correndo pela casa é algo muito comum. Muitos deles fazem isso à noite, na hora que mais nos incomoda. Por que seu gato corre feito um louco? Que comportamento é esse? É possível controlá-lo? Será que ele sofre de algum transtorno? Nós vamos mostrar algumas possíveis respostas para essas e outras perguntas.

Por que meu gato corre feito um louco pela casa?

Existem muitas teorias sobre essa atitude particularmente felina. Vamos falar um pouco sobre elas a seguir:

Afastar predadores

Algumas pessoas associam esse comportamento ao momento em que os gatos defecam em sua caixa de areia. Acredita-se que, quando gatos selvagens fazem suas necessidades, eles as enterram o mais profundamente possível. Além disso, logo depois, correm para fugir. Dessa forma, os predadores não conseguem rastreá-los pelo odor das fezes.

Essa teoria faz muito sentido. Certamente, se você observar o seu gato, é muito provável que essas corridas aconteçam logo após terem feito suas necessidades. Mesmo que seja um felino doméstico e esteja tranquilo em casa, há instintos que são difíceis de abandonar.

Problemas Digestivos

Outro grupo de especialistas afirma que essa atitude pode ser causada por problemas digestivos ou alergias. Essas condições podem gerar um desconforto que é aliviado ao correr. Essa é uma crença muito comum e disseminada. Mas há quem a tenha descartado pelo fato de que muitos gatos apresentam esse comportamento, o que torna difícil acreditar que todos sofrem de problemas digestivos.

Limpeza interna

Outra hipótese é que essas corridas sejam parte de uma limpeza interna que os próprios gatos realizam. Levando em consideração o quão importante é a higiene para os felinos, e que eles se cuidam sozinhos, essa é uma hipótese popular entre os especialistas.

Aparentemente, depois de defecar, eles querem fugir o mais rápido possível do excremento, porque amam a limpeza. Porém, Anish Sheth, um doutor especializado em comportamento felino, afirma que existe um nervo que conecta o cérebro e o cólon. Por isso, quando esse nervo é estimulado, isso pode levar aos gatos a se comportarem de maneira estranha.

Visão noturna dos gatos

E se meu gato corre como um louco à noite?

Algumas dessas teorias parecem ter coerência, porém elas perdem o sentido quando pensamos que os gatos correm também durante a noite. Afinal, é possível que o gato eventualmente precise defecar à noite, porém isso não é tão comum.

Então, provavelmente existem outras causas associadas ao fenômeno. No mínimo, há outras teorias plausíveis. Falaremos sobre algumas delas:

Gastar energia

Muitas pessoas afirmam que os gatos têm grandes doses de energia. Portanto, quando não saem para passear e não se exercitam muito, correr é uma maneira de canalizar essa energia.  Contudo, esse comportamento parece ser mais comum em gatinhos pequenos e jovens.

Pulgas

Se o seu gato tem pulgas, parasitas, ou coceiras em uma área do corpo que não consegue alcançar, é muito provável que ele corra como um método de fuga. Se o seu gato não tem esse comportamento com frequência e, de repente, passa a correr, você precisa tomar alguns cuidados. Primeiro, verifique se o animal não está com pulgas ou qualquer problema de pele que o deixe desconfortável.

Pulgas e carrapatos

Hiperestesia felina

Esta síndrome também é conhecida como síndrome do gato nervosoIsto se evidencia quando seu gato corre como um louco muito frequentemente. Em geral, esse comportamento vem acompanhado de mordidas e arranhões na cauda e em outras partes do corpo.

Essa síndrome pode se tornar um comportamento compulsivo. Acredita-se que esteja associada a alergias, toxinas ou distúrbios neurológicos.

Pode ser engraçado ver nosso gato correndo como um louco. Porém, pense que por trás desse comportamento pode estar um problema mais sério. Cuidar de seu animal de estimação é sua responsabilidade. Por isso, se você notar que seu gato exibe esse comportamento com frequência, não hesite em levá-lo ao veterinário.