Produtos domésticos que podem ser prejudiciais para os pets

É impressionante a quantidade de produtos potencialmente tóxicos para os animais que estão presentes em casa. Saber quais são tais produtos pode prevenir graves problemas de saúde para o seu pet.
Produtos domésticos que podem ser prejudiciais para os pets

Última atualização: 02 Março, 2021

Muitos produtos domésticos que podem ser prejudiciais aos animais de estimação passam completamente despercebidos porque não são prejudiciais às pessoas ou porque você pode achar que seu animal de estimação nunca vai conseguir pegá-los.

Muitas das emergências veterinárias que ocorrem hoje em dia se devem a esses motivos. As intoxicações por cães e gatos são mais comuns do que você imagina. Em muitas ocasiões, produzem apenas uma pequena diarreia, sem maiores complicações. Contudo, às vezes o animal pode chegar a ser hospitalizado.

Você sabe quais produtos tem em casa que podem envenenar seu animal de estimação? Esses produtos estão localizados fora do alcance dos animais? Aqui, vamos trazer respostas a essa e outras questões para evitar maiores complicações.

Produtos domésticos comestíveis que podem ser prejudiciais aos pets

Não é à toa que a cozinha é o lugar preferido de muitos animais de estimação. Nesse local, estão guardados vários banquetes para o paladar dos peludos. No entanto, muitos dos alimentos mantidos na despensa ou na geladeira são extremamente tóxicos para os animais.

  • Chocolate: esse delicioso e nutritivo recurso para os humanos contém uma substância chamada teobromina, que pode causar convulsões, arritmias, sangramento interno e, eventualmente, insuficiência cardíaca no animal.
  • Café e chá: tanto a cafeína quanto a teína contidas, respectivamente, nesses dois produtos são altamente prejudiciais para os animais de estimação que convivem com pessoas.
  • Uvas e passas: essa fruta, tanto fresca quanto seca, causa insuficiência renal aguda em animais de estimação.
  • Nozes de macadâmia: muitas sobremesas, biscoitos e outros doces contêm esse tipo de fruto seco. Embora a princípio pareça que nada vai acontecer a um cão ao ao comer esse alimento, após 24 horas, começará o choque tóxico que, muito provavelmente, acabará com a vida do animal.
  • Cebola: esse vegetal provoca a destruição das células sanguíneas dos cães, o que causa anemia hemolítica.
  • Alho: não é tão perigoso quanto a cebola em baixa concentração, mas suas toxinas podem se acumular no corpo do animal.
  • Abacate: a polpa dessa fruta não é tóxica para animais de estimação, mas seu caroço pode ficar preso na garganta e causar asfixia.
  • Álcool: assim como para os humanos, o álcool é tóxico para os animais de estimação. O problema reside no fato de que esses animais têm um peso inferior ao das pessoas e, além disso, eles não possuem as enzimas necessárias para degradar essa substância.
  • Ossos cozidos: assim como os ossos crus são a melhor opção para manter saudáveis e limpos os dentes dos animais de estimação carnívoros, como os cães e os gatos, os ossos cozidos são muito perigosos. Cozinhar o osso faz com que ele perca seu colágeno e, com isso, sua flexibilidade, podendo se despedaçar e criar sérios problemas.
Alguns alimentos são tóxicos para os animais de estimação.

Mantenha os medicamentos longe dos animais de estimação

Os medicamentos geralmente não têm cheiro ou sabor palatável para os animais de estimação. No entanto, você sempre pode deixar um comprimido cair no chão e acabar perdendo-o.

Tendo seu instinto de caça despertado, um gato pode ficar muito curioso com o que caiu e saiu quicando. Um cachorrinho, enquanto fareja o chão, também pode encontrar o comprimido e ingeri-lo por engano. A maioria dos medicamentos para humanos são muito tóxicos para animais de estimação.

O mesmo se aplica aos medicamentos veterinários. Embora a espécie a que se destina seja o seu animal de estimação, uma dose alta e consumida por engano pode causar estragos no organismo do animal. Além disso, alguns fármacos destinadas aos animais têm um cheiro muito apetitoso para eles.

Produtos químicos presentes em casa e tóxicos para os pets

Absolutamente todos os produtos químicos domésticos que podem ser prejudiciais às pessoas e aos animais de estimação estão sinalizados de forma clara e precisa na embalagem.

Muitos inseticidas usados em residências contêm permetrina. Esse composto é muito tóxico e perigoso para os gatos. Em geral, os cães têm poucos problemas com esses produtos por causa das baixas doses de veneno. No entanto, algumas armadilhas usadas para capturar insetos podem ser engolidas e causar asfixia.

Os raticidas ou venenos para matar ratos e camundongos contêm anticoagulantes que podem causar a morte de qualquer tipo de animal de estimação. Além disso, costumam ter um cheiro muito atraente.

Por fim, os produtos de limpeza são prejudiciais tanto para os animais de estimação quanto para as pessoas. Embora geralmente sejam mantidos em armários, às vezes ficam no nível do chão. Por outro lado, você deve evitar que os animais de estimação andem no chão que acabou de ser esfregado, pois eles podem ficar intoxicados.

Alguns produtos domésticos podem ser prejudiciais ao seu animal de estimação.

Como vimos, existem muitos produtos domésticos que podem ser prejudiciais e até mortais para os animais de estimação. Certifique-se de que nenhum dos itens citados esteja ao alcance dos animais na sua casa. Além disso, nunca é demais aprender sobre primeiros socorros para animais de estimação ou o que fazer quando um animal fica intoxicado.

Pode interessar a você...
Alimentação para prevenir a diabetes em gatos
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Alimentação para prevenir a diabetes em gatos

Saiba como prevenir a diabetes em gatos. Ela pode afetar bichanos de qualquer idade, embora seja mais comum em machos castrados com mais de seis anos.



  • Avocado. 2019, de Pet Poison HelpLine Sitio web: https://www.petpoisonhelpline.com/poison/avocado/
  • Eubig, P. A., Brady, M. S., Gwaltney‐Brant, S. M., Khan, S. A., Mazzaferro, E. M., & Morrow, C. M. (2005). Acute renal failure in dogs after the ingestion of grapes or raisins: a retrospective evaluation of 43 dogs (1992–2002). Journal of veterinary internal medicine, 19(5), 663-674.
  • Hansen, S. R., Buck, W. B., Meerdink, G., & Khan, S. A. (2000). Weakness, tremors, and depression associated with macadamia nuts in dogs. Veterinary and human toxicology, 42(1), 18-21.
  • Farhi, E. R., Cant, J. R., & Barger, A. C. (1983). Alteration of renal baroreceptor by salt intake in control of plasma renin activity in conscious dogs. American Journal of Physiology-Renal Physiology, 245(1), F119-F122.
  • Spice, R. N. (1976). Hemolytic anemia associated with ingestion of onions in a dog. The Canadian Veterinary Journal, 17(7), 181.