Quais são as espécies invasoras

agosto 9, 2018
Aqueles animais que foram libertados em um ecossistema diferente do original, e que podem ser uma ameaça ao novo, são considerados invasores. Geralmente, são espécimes exóticos que prejudicam espécimes nativos.

Espécies invasoras estão cada vez mais na moda, mas muitas pessoas desconhecem suas implicações e significado. Espécies invasoras estão intimamente relacionadas com nossos animais de estimação exóticos e representam um perigo para o meio ambiente.

Quais são as espécies invasoras

Quando falamos de espécies invasoras, nos referimos a espécies de animais, plantas ou outros organismos que foram libertados em um habitat que não é o deles. 

Durante séculos, isso aconteceu por causa do comércio mundial, mas nos últimos anos animais exóticos se tornaram muito importantes.

Em muitas ocasiões, quando percebemos que certas espécies são complicadas de serem mantidas ao nosso lado, os donos têm a infeliz ideia de libertar esses animais. Isso pode ter várias consequências.

Ao libertarem um animal de estimação no ambiente natural, ele geralmente morre, porque não está apto para obter alimentos para si mesmo e nem para se defender de predadores.

No entanto, em outras ocasiões, esses animais conseguem sobreviver nesse novo ecossistema e causam desequilíbrios que podem levar ao colapso de seu novo lar, porque nenhum outro organismo está adaptado à sua presença.

É então que falamos de espécies invasoras.

Castor

Ao libertar um animal em seu ambiente natural, ele geralmente morrerá se não estiver apto para obter alimentos para si mesmo ou para se defender de predadores.

Quais animais são espécies invasoras

Atualmente, cada governo decide como legislar sobre espécies invasoras e, também, sobre a posse de animais exóticos.

Em muitos países apenas cerca de 20 espécies de animais são permitidas e, portanto, é muito difícil que a lista de espécies invasoras seja ampliada.

Em outros casos, como na Espanha, milhares de espécies são permitidas e, depois, são proibidas quando representam um risco para a população. 

Isso faz com que a espécie seja considerada invasora tarde demais, quando já foram estabelecidas populações selvagens que representam um perigo.

Especificamente, no caso da Espanha, os animais que são considerados espécies invasoras estão incluídos em um catálogo criado pelo Ministério do Meio Ambiente.

Exemplos de espécies invasoras

Existem milhares de espécies invasoras no planeta. Por exemplo, na Austrália, um deles é o coelho europeu, que é uma verdadeira praga que acabou com extensos campos de cultivo.

Nos Estados Unidos, muitas espécies de serpentes asiáticas também foram introduzidas.

Quati

No caso da Espanha, as espécies invasoras são as mais variadas: por exemplo, há populações de guaxinins e mesmo de quatis em várias partes da Península Ibérica, que se propagaram a partir de animais abandonados.

Estes animais são um exemplo da ameaça à saúde representada por espécies invasoras: os Procionídeos são um dos animais selvagens com raiva, e que podem infectar os seres humanos, pois eles são muito mais confiantes do que outros animais selvagens.

Existem outras espécies curiosas, como o papagaio Kramer e o papagaio alexandrino, que estão causando sérios problemas em várias cidades, há milhares deles que lotam árvores e edifícios.

Esses papagaios, assim como os guaxinins, afetam nossas aves removendo locais de nidificação e, no caso dos guaxinins, comendo ovos em ninhos.

O vison-americano é outro dos casos mais preocupantes: libertado de várias fazendas de peles por ativistas contra o abuso de animais, o vison-americano está causando a extinção do vison-europeu.

As tartarugas aquáticas, assim como a tartaruga de orelhas vermelhas, estão entre as mais libertadas e estão deslocando outras tartarugas de água doce da Europa.

Estas espécies invasoras são mais um exemplo de que devemos nos informar muito antes de adquirir um animal de estimação exótico e, além disso, devemos nos comprometer a cuidar deles para sempre.

Recomendados para você