Quais são as qualidades do cão policial?

No geral, sabemos identificar quando vemos um deles. No entanto, muitas vezes não conseguimos responder quando nos perguntam sobre quais são as qualidade do cão policial.

Se você sente que alguma vez sua resposta foi vaga ou pouco esclarecedora, lhe convidamos a relembrar conosco as qualidades destes cães tão presentes em nossa sociedade.

No caso dos cães policiais, comprovaremos que se tratam de animais inteligentes, sociáveis e também muito carinhosos.

Os cães policiais são aqueles adestrados especialmente para servir à segurança e participar de investigações policiais. Isso por conta de sua inteligência, fidelidade e grande capacidade olfativa e  intuitiva.

Por excelência, a raça mais comum de cão policial é o Pastor Alemão.

Há séculos, esses eram cães muito valorizados na Europa, sobretudo entre os nobres senhores medievais. Por outro lado, os pastores alemães já eram utilizados pelas Forças Armadas, inclusive antes de Primeira Guerra Mundial. Como podemos notar, a evolução de seus serviços policiais tem sido paulatina, mas também bastante clara.

Posteriormente, as entidades policiais foram incorporando outras raças no serviço, para outras finalidades.

O labrador, o Golden Retriever e o Rottwellier também foram incorporados como parte das equipes das forças policiais. Eles foram trazidos principalmente para exercer funções de:

  • Rastreamento de bombas
  • Armas e narcóticos
  • Resgate de pessoas em desastres naturais
  • Rastreamento de suspeitos ou pessoas desaparecidas

Características de um cão policial

Em primeiro lugar, os cães devem possuir qualidades naturais específicas para que possam ser submetidos a uma criação dirigida. A disciplina e o treinamento lhe diferenciarão de um cachorro doméstico ou um animal de estimação comum.

Ainda que não percam a ternura e a capacidade de fazer companhia,
os cães policiais devem ter disciplina, ser obedientes e extremamente atentos.

A principal característica e a primeira que se analisa em um filhote é o interesse e a curiosidade para brincar e se exercitar. Um bom adestramento se baseia na energia para brincar, inata nos cachorros.

Cão deitado na grama

A inteligência deve ser acompanhada por um físico resistente, forte e imponente. Os cães policiais devem transmitir respeito e elegância com seu porte.

O instinto de caçador é muito importante e valorizado para o adestramento de um cão policial. O ensinamento de técnicas de rastreamento, salvamento e perseguição se baseiam na capacidade instintiva aguçada dos cães caçadores.

Quais as principais funções desempenhadas por um cão policial?

O adestramento específico vai se aperfeiçoando dia após dia. Desde o início do treinamento de cães policiais, diferentes funções foram sendo agregadas para esses animais.

Atualmente, as tarefas dos cães policiais se classificam em quatro grandes grupos:

1. Detecção:

Quando se dedicam a localizar explosivos, minas, cigarros, animais exóticos, narcóticos, dinheiro, entre outros.

2. Intervenção:

Quando são utilizado para proteger, resgatar reféns ou procurar criminosos/infratores.

3. Salvamento:

Muitas vezes, os cães policiais são os únicos capazes de salvar vidas humanas em avalanches, terremotos e desastres naturais, graças a sua grande capacidade de rastrear, cheirar e apontar.

4. Atividade científica:

Também são utilizados no rastreamento de cadáveres e reconhecimento de suspeitos e criminosos.

As habilidades inatas dos Pastores Alemães, unidas à sua resistência física, lealdade e inteligência notável, lhes tornam ideais para desempenhar todas as atividades desses quatro grupos.

Mais qualidades do cão policial

Um requisito indispensável é a obediência. Um cachorro que não seja capaz de obedecer e responder rapidamente ao comando de seu treinador jamais poderá exercer funções na polícia. O cão policial é disciplinado e tem caráter equilibrado.

A capacidade de concentração deve ser tão elevada que a “prova de fogo” para os cães policiais consiste em deixar passar despercebida uma fêmea no cio. Isso basicamente contraria o instinto natural do animal e demonstra uma obediência fora do comum.

O adestramento e o processo de socialização de um cão policial deve começar quando o animal ainda é um filhote.

As primeira ordens são as clássicas:

  • Sentar
  • Permanecer quieto
  • Esperar
  • Vir
  • Buscar e entregar um objeto

O estado físico deve ser impecável. Filhotes que apresentem deformações, má formação óssea ou qualquer doença não podem ser treinados como cão policial.

As atividades e o adestramento requerem muita resistência física e força. Um estado físico fraco pode levar o animal à morte facilmente, prejudicar as operações e arriscar a vida de oficiais e civis.

Pastor Alemão sendo treinado como cão policial

Fonte: www.elespectador.com

Todas essas características são igualmente importante para o adestramento. Mas a qualidade mais notável e desenvolvida dos cães policiais é o olfato. É graças a essa capacidade olfativa que eles podem desempenhar tão bem as funções e auxiliar os policiais e a sociedade em geral.

Logicamente, os cães policiais só existem graças a sua enorme capacidade e fidelidade à relação com os humanos. Por isso, as qualidades desses cães devem ser reflexos das qualidades do policial humano.

É impossível treinar um bom cão policial sem a liderança apropriada de um humano responsável e dedicado a sua profissão.

Independente da raça, da cor ou da idade, todo cachorro é capaz de aprender e dar amor. Graças a rotinas disciplinares e a diferentes tipos de treinamento, muitas raças se transformaram em verdadeiros profissionais, graças à potencialização de suas habilidades inatas.

Recomendados para você