Quais são os sintomas da febre em cães?

Provavelmente, todos os tutores de cães já sofreram um episódio de febre com seu animal. Os sintomas são característicos e, com o conhecimento adequado, fáceis de identificar.
Quais são os sintomas da febre em cães?

Última atualização: 27 Janeiro, 2021

A febre em cães é, sem dúvida, o processo patológico que surge com mais frequência na clínica veterinária diariamente. Normalmente, esse evento costuma ser um sintoma de doença, seja infecciosa ou não. Por sua vez, a febre carrega uma série de sintomas associados, que são bastante característicos.

Dada a alta frequência com que a febre ocorre em animais, é necessário conhecer os sintomas que ela produz no organismo. Continue lendo se quiser saber quais são os sintomas da febre em cães.

O que é a febre?

A febre, como todos sabemos, tem a ver com a temperatura corporal. Portanto, para começar a falar sobre isso, é conveniente conhecer a temperatura normal da espécie da qual vamos falar hoje: o cachorro.

No cão, uma faixa de temperatura corporal entre 38 e 39 graus é considerada normal. Portanto, a febre ocorre quando há um aumento dessa temperatura fisiológica. De forma um pouco mais técnica, pode ser definida como um distúrbio de regulação térmica que força o indivíduo a se adaptar a um nível de temperatura superior ao normal.

Ao contrário da hipertermia, quando a fonte de calor é exógena e os mecanismos reguladores da temperatura corporal (hipotálamo) funcionam corretamente, na febre há alteração desses mecanismos.

Quando o termostato hipotalâmico é alterado e os 41 graus Celsius do corpo são considerados normais, os 39 graus – o que seria o usual – são interpretados como hipotermia, de modo que o corpo funcionará em um nível metabólico para aumentar esses dois graus de diferença.

O que é a febre?

Causas da febre em cães

A maioria das causas da febre costuma ser de origem séptica e infecciosa, tanto localizada quanto generalizada. Por exemplo, uma ferida infectada pode produzir esse estado. Também existem eventos não infecciosos que causam febre. Estamos falando sobre o seguinte:

Considerações, febre baixa e hiperpirexia

Os sintomas produzidos pela febre dependerão, fundamentalmente, de dois fatores:

Sintomas da  febre baixa em cães

Felizmente, é a apresentação mais comum. Na maioria dos casos, a febre em cães observados em consulta não costuma exceder 40 graus no corpo. Vamos mais longe, porque em alguns casos essa febre baixa aparece como um achado casual em uma consulta de rotina sem que o tutor tenha notado algo diferente.

Nesses cães doentes, os seguintes sintomas podem ser observados:

  • Ligeiro abatimento e apatia.
  • Falta de apetite, pois o cão pode até rejeitar completamente a comida.
  • Nariz quente e seco. Nem sempre isso é indicativo de febre, mas às vezes há uma relação direta com ela.
  • Ligeiro ressecamento das membranas mucosas.

Sintomas da hiperpirexia

Quando a temperatura corporal do cão ultrapassa os 40 graus, já se pode falar em febre alta ou hiperpirexia. Nesses casos, os animais costumam apresentar sintomas mais pronunciados. Além disso, a hiperpirexia pode colocar a vida do cão em perigo, razão pela qual o tratamento imediato é necessário.

Um cão com hiperpirexia apresentará alguns ou todos os seguintes sintomas:

  • Ressecamento muito evidente nas membranas mucosas. Ao tocar nesses tecidos, eles estão completamente secos.
  • Diminuição da quantidade de urina produzida, bem como aumento de sua concentração. Uma urina muito escura e com odor é característica.
  • Animal muito abatido. Pode até haver uma diminuição dos reflexos e uma ausência de resposta a estímulos externos.
  • Perda de massa muscular e anorexia. Geralmente, é muito óbvio a olho nu e ocorre de forma aguda.

Sintomas da hiperpirexia

Prevenção e rapidez

Em geral, esses são os sintomas mais comuns que a febre produz em cães. Apesar dessas orientações gerais, é necessário enfatizar que cada animal é único: um cão pode não dar sinais ou ficar apenas alguns dias abatido e sem energia.

Nos casos de hiperpirexia, os sintomas avisam que a vida do cão pode estar em perigo, por isso a consulta com o veterinário deve ser imediata. Esperamos que essas dicas sejam úteis para detectar precocemente os sintomas desse processo em cães.

Pode interessar a você...
Como baixar a febre de um animal de estimação
Mis AnimalesLeerlo en Mis Animales
Como baixar a febre de um animal de estimação

É verdade que existem vários remédios caseiros que ajudam a reduzir o excesso de temperatura. Entretanto, antes de tudo, você tem que ter certeza de que, de fato, o animal doente. Faça isso antes de tentar baixar a febre de um animal com qualquer um destes procedimentos simples.



  • Medicina interna en pequeños animales. Ed. Elsevier.