Qual gato escolher?

· março 28, 2018

Quando decidimos escolher um gato como bicho de estimação, a pergunta que vem à cabeça é qual tipo escolher. Existe uma lista de fatores que devem ser levados em consideração, tais como o tamanho, a idade e a raça.

Para começar, é preciso responder algumas perguntas bem simples: Qual é o tamanho que o gato desejado deve ter? Ele deve ser independente ou precisa ser domesticado? Quais são os cuidados que exige? E, por último, quais atividades físicas ele pratica?

Depois de responder a essas perguntas, temos que levar em consideração outros fatores importantes. Isso porque escolher um gato não depende só dos gostos, porque também tem que estar de acordo com o estilo de vida do dono.

Recomendações na hora de escolher um gato

1. Estilo de vida. Da mesma maneira que um bebê, a chegada de um felino muda nossas vidas e exige que nos adaptemos a ele. No caso dos animais, isso pode ser simples, porque é possível escolhê-lo.

Se você for um adulto em busca de uma companhia, o ideal seria um gato adulto, pois eles costumam ser mais tranquilos e caseiros.

filhote de gato

No caso de o dono trabalhar, a melhor opção vai ser um gato independente. Ele tem que ser capaz de entrar e sair de casa, assim como de se alimentar quando precisar.

Se o dono for uma criança, o ideal é um gato ativo, sociável e brincalhão.

2. A raça do gato. Antes de escolher, é recomendável pesquisar dentre várias opções.

A maioria das pessoas tende a escolher gatos de raças puras. Embora eles tenham vantagens, nem sempre são compatíveis com o dono. Além disso, esse tipo de felino é mais propenso a contrair doenças.

O bom de pesquisar as diferentes raças é que é possível obter informação sobre determinados costumes do animal, e assim vamos conseguir dados importantes sobre seus cuidados.

3. Alguns gatos requerem maiores gastos que outros. Por exemplo: um gato pequeno vai precisar tomar vacinas e fazer desparasitações, enquanto que um gato adulto, provavelmente, vai exigir medicamentos.

Se você já decidiu ter um gato, uma visita a um Pet Shop vai ajudar você a adaptar os gastos com o animal com o seu orçamento. Além disso, será de grande valia para você avaliar os gastos com os check-ups veterinários.

4. Dinâmica do lar. Outro ponto importante na hora de decidir qual gato escolher é a casa. Se o gato vai ser um bicho de estimação, ele vai precisar de espaço para brincar, ainda mais se ficar sozinho durante o dia em casa.

Se, ao contrário, foi decidido que ele pode sair, é importante levar em consideração a logística, pois o gato vai precisar ter um lugar na casa por onde entrar e sair.

Qual gato devo escolher para adotar

Dar um lar aos animais sem família sempre é a melhor opção. Não só é uma maneira segura de adquirir um bicho de estimação, como também acabam sendo animais muito gratos e leais a você.

De qualquer maneira, existem alguns pontos que você deve levar em consideração na hora de adotar um gato:

1. Histórico do felino. É importante conhecer como o gato chegou ao abrigo; sua história vai falar muito sobre o seu comportamento.

É fundamental saber se sofreu de alguma doença, bem como se tomou vacinas e foi submetido a tratamentos de acordo com sua idade.

Gato recebendo carinho

2. Cada animal tem seus costumes e manias, por isso você deve procurar conhecer os costumes e manias do gato antes de adotá-lo.

Por exemplo, é preciso saber o que come e quando come, assim como a forma como faz suas necessidades. Além disso, é preciso saber sobre o adestramento que recebeu, onde recebeu e como ele dorme, dentre outras questões.

3. Socialização. Avaliar a maneira como o gato se comporta com as pessoas é fundamental. Se em casa existe mais de um felino, é recomendável que também acompanhe a sua visita ao centro de adoção.

Nem sempre os gatos se dão bem com todo mundo. Por isso, é importante escolher um que tenha empatia com a família, ainda mais caso haja crianças. Nesse caso, o ideal seria que o gato fosse filhote.

Nesse sentido, o mesmo acontece se em casa houver outros bichos. É importante compartilhar essa informação com os tratadores, pois eles podem fazer recomendações sobre o animal disponível para adoção.

4. Da mesma maneira que existem costumes específicos, alguns animais exigem cuidados especiais.

Geralmente, os gatos adultos exigem maior atenção que um jovem. Assim, isso pode levar o dono a ter que ministrar uma dose extra de medicamentos e vitaminas.

Se se tratar de um gato que vai ter a oportunidade de entrar e sair de casa, deve-se levar em consideração alguns pontos: as pulgas ou sua esterilização.