As razões pelas quais os buldogues babam

Os buldogues babam por causa do seu focinho achatado. Um cachorro de rosto achatado perde menos calor do que deveria e, como resultado, o seu corpo superaquece com exercícios ou clima quente.
As razões pelas quais os buldogues babam

Última atualização: 18 Fevereiro, 2021

Os buldogues babam por vários motivos, alguns comuns a todos os cães, como, por exemplo, ao ver qualquer comida. Porém, há outras razões especificamente associadas às características físicas da raça. Vamos explicá-las:

Cães braquicéfalos: formato do rosto, do crânio e das vias respiratórias superiores

O principal problema que acomete essa raça tem a ver com as suas características físicas. Essa raça tem um crânio muito encurtado. Mas atenção! Os outros ‘tecidos’ alojados nesse crânio têm as mesmas dimensões daqueles de um cachorro com ossos faciais normais.

Assim, os cães braquicéfalos têm o tecido facial necessário para cobrir e alinhar o focinho como um cachorro normal, mas sem espaço para acomodá-lo. Essa situação causa muitos problemas para o animal.

Problemas respiratórios do buldogue

É possível que o palato mole dentro da boca do buldogue não se ajuste ao espaço disponível. Como resultado, ele pode se projetar nas vias aéreas do cachorro na parte posterior e bloquear o fluxo parcialmente.

Além disso, as fossas nasais podem estar fechadas em vez de abertas (estenóticas) e as vias aéreas em si podem ser muito pequenas. Por isso, a apneia do sono é muito comum nessa raça.

Como consequência, o buldogue tem uma capacidade respiratória comprometida. Tanto que, em alguns casos, pode ser necessária uma grande cirurgia para que ele possa respirar livremente.

As razões pelas quais os buldogues babam

Problemas para controlar a temperatura corporal que influenciam a baba dos buldogues

Essa característica de rosto achatado causa não apenas problemas respiratórios, mas também impede o resfriamento eficaz.

Geralmente, os cães reduzem a temperatura corporal rapidamente através da respiração ofegante. A respiração ofegante é um processo automatizado que proporciona um movimento rápido do ar através das membranas úmidas da boca e das cavidades nasais.

A evaporação da saliva aquosa resfria o sangue nos tecidos subjacentes e, portanto, reduz a temperatura corporal. Para ilustrar, podemos imaginar que a boca, as fossas nasais e o sistema circulatório do sangue são semelhantes ao radiador e ao sistema de circulação de água que são usados ​​para resfriar o motor de um carro.

O motivo da salivação e do fato de que os buldogues babam abundantemente

A partir desse dado, é possível entender que, em geral, os cães podem produzir saliva aquosa com eficiência, e os vasos sanguíneos da boca e das fossas nasais são numerosos para garantir que o efeito de resfriamento reduza a temperatura do sangue de forma eficaz. Tudo isso para fazer com que a circulação do sangue resfriado reduza a temperatura corporal.

Uma vez que a eficiência dessa perda de calor depende da área de tecido úmido que se estende ao longo do focinho canino normal, entende-se que os cães com rosto achatado tenham uma maior produção de saliva. É por essa razão que os buldogues babam constantemente.

As razões pelas quais os buldogues babam

Outros problemas de resfriamento do buldogue

Tendo em vista a anatomia do buldogue, a ocorrência de desvio esofágico pode promover a retenção de saliva e alimentos e pode explicar, em parte, a salivação excessiva quando o animal está agitado.

Os distúrbios gastroesofágicos em buldogues (regurgitação, vômitos e refluxo) podem agravar os sintomas respiratórios ao bloquear a região da faringe e estimular a inflamação persistente.

É importante destacar que existe uma estreita relação entre os problemas respiratórios e digestivos. Nessa raça, é comum que a maioria dos animais ‘vomite’ grandes quantidades de saliva quando estão agitados, estressados ​​ou com dificuldade para respirar.

Tratamento

Geralmente, o tratamento cirúrgico busca o alívio precoce da obstrução localizada por meio da rinoplastia. A influência do tratamento cirúrgico das vias aéreas superiores na melhora dos sintomas gastrointestinais é conhecida. A cirurgia aumenta o diâmetro das narinas e ajuda a melhorar o fluxo nasal.

Em suma, ao compreender as razões pelas quais os buldogues babam constantemente, podemos ajudá-los, buscando o aconselhamento de um veterinário e considerando as opções disponíveis para fazer com que esses animais se sintam da melhor forma possível.

Pode interessar a você...
Diferenças entre o buldogue francês e o buldogue inglês
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Diferenças entre o buldogue francês e o buldogue inglês

Dentro desta família de molossos com muita força podemos encontrar diferenças entre o buldogue francês e o buldogue inglês.



  • Poncet, C. M., Dupre, G. P., Freiche, V. G., Estrada, M. M., Poubanne, Y. A., & Bouvy, B. M. (2005). Prevalence of gastrointestinal tract lesions in 73 brachycephalic dogs with upper respiratory syndrome. Journal of small animal practice, 46(6), 273-279.
  • Woods, C., Rawlings, C. & Barber, D. (1978). Esophageal deviation in four English bulldogs. Journal  of  the American Veterinary Medical Association,172, 934-938.