Realmente o cão vem do lobo?

Janeiro 15, 2018

Para muitos é um fato indiscutível: o cão vem do lobo. No entanto, dentro das comunidades científicas, esta não é uma afirmação unanime.

Uma coisa é clara: o cão e o lobo compartilham muitas semelhanças. Inclusive, é sabido que há 99% de similaridades no DNA de ambas as espécies.

Alguns especialistas asseguram inclusive que não se trata de duas classes diferentes de mamíferos, como tradicionalmente se classificam. Sustentam que lobos e os cães são duas subespécies do mesmo animal.

Também é comum a afirmação de que o cão não é mais do que a “versão” doméstica do lobo silvestre.

 O cão vem do lobo (ou não)

O ponto neurálgico dentro dos debates acerca de se o cão vem do lobo, gira em torno da domesticação.

Há uma certeza de que o cão é, definitivamente, o animal doméstico mais antigo do mundo. Os primeiros vestígios deste processo, estão em fósseis de entre 31 mil e 38 mil anos.

Não está completamente claro se definitivamente foi o homem quem domesticou o cão. Algumas teorias dizem que eles se domesticaram sozinhos, como medida de sobrevivência.

Possivelmente a descoberta por parte dos seres humanos de qualidades dos cães que pudessem lhes ser úteis, tornou possível o processo de interação entre as duas espécies.

Um benefício mútuo entre homem e cão

Foi um intercâmbio. Ainda que os cães tenham conseguido uma fonte de alimentos segura, constante e sem riscos, o homem encontrou um ajudante. E, além disso, um ajudante versátil e incansável, capaz de trabalhar em equipe, seguir instruções e de rápida aprendizagem.

A crença de que as qualidades cooperativas dos cães, sua disposição para o trabalho e sua simples curva de aprendizagem, sejam uma consequência da domesticação, não é completamente aceita. Alguns sustentam que estas características já estavam presentes nos lobos, antes que estes começassem a se relacionar com os seres humanos.

O lobo não é o único canídeo responsável pela formação dos cães

Um setor de biólogos e paleontólogos afirma que a origem dos cães, como espécie específica, não está só no lobo cinza. Também não estaria unicamente em outras subespécies destes quadrupedes.

Asseguram que do processo que terminou com a formação dos cães domésticos, tal como os conhecemos hoje em dia, também participaram outros canídeos como o coiote e o chacal.

Isto explicaria a extensa variedade de subespécies de cães. Há registros de, pelo menos, 400 raças diferentes de cães domésticos, o que o classifica como o mamífero mais diverso.

No entanto, esta teoria tem enfrentado algumas objeções, até agora pouco criveis. A primeira delas é que na China não se tem notícias da existência destes animais. O gigante asiático é um dos três pontos geográficos onde se localiza o nascimento original da espécie.

Também se fala das similaridades no DNA das espécies de canídeos. Enquanto entre cão e lobo é de 99%, entre o cão e o coiote e o chacal é de 96%.

Similaridades e diferenças: o cão vem do lobo?

Para sustentar a diversidade de subespécies de cães domésticos, bem como para dar explicação às notáveis diferenças físicas, outras teorias não qualificam só ao lobo cinza como o “pai” originário de todos os cães. Afirmam que outras subespécies, como o lobo Ártico, o Americano, Euroasiático, do Himalaia, da Índia, entre outras, têm alta cota de participação.

A diversidade de tamanhos e pelagens foi condicionada pelas características climatológicas dos lugares onde se desenvolveram. É um fato científico: as espécies maiores vivem em zonas mais frias.

Quanto à personalidade, os lobos continuam vivendo em alcateias, sendo desconfiados de seu meio e pragmáticos em sua atuação. Os cães flexibilizaram suas normas sociais e se transformaram em “eternos filhotes”: ainda em sua vida de adultos, preferem brincar com a bola do que sair para caçar.

Vozes na contramão da ideia de que o cão vem do lobo

Há teorias bem mais polêmicas em torno desta discussão. Há postulados nos quais se questiona por completo que o cão venha do lobo. Afirma-se que desde sempre, se trata de duas espécies diferentes.

Os cientistas que defendem estes postulados asseguram que as semelhanças entre os lobos modernos e os cães domésticos, ocorre porque compartilham uma origem comum. Também, devido ao fato de que durante o processo de domesticação, terminariam se cruzando.

Recomendados para você