Rinoceronte: características, comportamento e habitat

· julho 23, 2018

O rinoceronte é um animal que nos acompanha desde nossa infância. Acabamos o conhecendo através da escola ou em alguma excursão ao zoológico. No entanto, por não viver em nossa área, não é uma espécie da qual sabemos muito. Hoje, queremos que isso mude, para você e para nós. Por isso, vamos examinar mais a fundo esse animal poderoso.

Tudo o que precisamos saber sobre o rinoceronte

O rinoceronte pertence a uma família de mamíferos e conta com cinco espécies: branco, preto, de Java, indiano e de Sumatra. Em Espanhol, também são conhecidos como abada, uma palavra que em português é utilizada para denominar a fêmea do rinoceronte.

rinoceronte

Características do rinoceronte

A palavra rinoceronte vem do grego rhinos – que significa nariz – e de kera – que é chifre – e se traduzimos literalmente vem a ser algo como “nariz chifrudo”. Isso lhe define perfeitamente, pois esse animal, cuja longevidade é de cerca de 60 anos. Tem como sua principal característica, sem dúvidas, o chifre que leva no focinho.

No entanto, o osso dos rinocerontes é diferente do de outras espécies, já que não há um núcleo ósseo, e sim é feito de queratina. As duas espécies africanas, ou seja, o branco e o preto, têm dois chifres, enquanto o indiano e o de Java têm um. Seus olhos estão em ambos os lados da cabeça, na parte baixa do chifre.

Por outro lado, os sentidos de ouvido e olfato são muito aguçados, mas sua visão é muito ruim. Sua cabeça e corpo medem entre 240 e 315 centímetros, no caso do rinoceronte branco, e de 335 a 420 centímetros no caso do de Sumatra. Esse último pesa cerca de 800 quilos, enquanto o branco pode chegar a 3600 quilos, sendo então o segundo maior animal terrestre do mundo.

Os rinocerontes são perissodáctilos, o que quer dizer que têm um dedo central mais largo do que o normal, que serve como ponto de apoio. Os dedos menores fazem com que sua pegada tenha forma de árvore.

Comportamento

O rinoceronte é um animal solitário que não gosta de se relacionar com ninguém, além de sua mãe e de suas crias. Os adultos só buscam se aproximar das fêmeas na época do cio. Em algumas espécies, como o branco e o indiano, ocorrem exceções, que formam casais e criam grupos maiores depois.

Normalmente, eles sempre ficam no mesmo território durante a vida inteira. Essa área pode ir de 3 a 90 quilômetros, e os rinocerontes as marcam com fezes e urina para se lembrarem na volta.

As fêmeas têm menos problemas com os territórios e geralmente não surge rivalidade entre elas. Ao contrário, roçam os narizes como sinal de boas-vindas, a não ser no caso do rinoceronte indiano, que responde com agressividade se alguém se aproxima de seu território.

rinocerontes

Os machos, no entanto, lutarão contra qualquer um que pisar em seu terreno. Nessas lutas, são feitos os mesmos gestos, até que um dos dois se renda.

As lutas são leves, pois eles acabam apenas se empurrando com os chifres até que alguém se dê por vencido. Se o ganhador for o intruso, o “proprietário” do território para de marcá-lo com sua urina e fezes e passa à posição de subordinado.

Habitat do rinoceronte

O rinoceronte é muito versátil no que se refere ao habitat. Pode viver nas selvas e florestas, tropicais ou subtropicais. O que deve haver na região é água e muita comida, já que ambas são muito necessárias, em grande quantidade, para a sobrevivência desse animal.

O branco e o preto vivem sobretudo nas savanas, planícies ou florestas, enquanto o de Java habita as selvas tropicais e o indiano áreas de mato alto, perto de rios.

Você gostou de saber mais sobre esse importante animal?